LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: AstraZeneca desenvolve medicamento que reduz até 77% das chances de sintomas

20 de agosto de 2021 0

A pandemia de coronavírus vem dando sinais de que está longe de um fim com o surgimento de variantes perigosas, como é o caso da Delta, considerada tão infecciosa quanto a catapora e que já provoca novas restrições na Europa e nos Estados Unidos.

Muito embora a vacinação tenha avançado de forma consistente no Brasil — já são mais de 50 milhões de pessoas totalmente imunizadas no país — e os resultados já sejam perceptíveis, com 31% dos municípios brasileiros sem registros de óbito por Covid-19 em julho, alternativas para frear a doença continuam sendo desenvolvidas.

É o caso de um novo medicamento da AstraZeneca que pode reduzir as chances de alguém desenvolver sintomas da Covid-19 em até 77%. A terapia com o coquetel de anticorpos pode ser uma alternativa para quem não pode tomar vacina ou não consegue obter proteção com os imunizantes.

A vacina anticovid da AstraZeneca é uma das mais utilizadas no Brasil. Apenas cerca de 13% dos voluntários nos estudos com o medicamento estavam vacinados.

A farmacêutica anunciou que o composto usa dois tipos diferentes de anticorpos descobertos pelo Vanderbilt University Medical Center. Trata-se de um medicamento que já havia sido testado antes, mas que não apresentou resultados em pessoas que estavam contaminadas.

No entanto, ao ser administrado antes da infecção, os números positivos apareceram. De acordo com a AstraZeneca, 75% dos participantes do estudo tinham doenças crônicas, muitas delas que deixam o sistema imunológico com uma resposta menor às vacinas, e mesmo assim o medicamento induziu bons resultados. Apenas cerca de 13% dos voluntários estavam vacinados contra a Covid-19.

Esse é o primeiro coquetel do tipo a apresentar resultados positivos em pacientes que ainda não tiveram Covid-19. Drogas semelhantes foram desenvolvidas pela Regeneron e pela Eli Lilly, mas ambos não são usados para prevenção da doença.

Vale pontuar, porém, que o coquetel da AstraZeneca é voltado para pacientes com o sistema imunológico fragilizado, como recém-transplantados e imunocomprometidos.


0

Comentários

Coronavírus: AstraZeneca desenvolve medicamento que reduz até 77% das chances de sintomas
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2021

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas