LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Google usa Chrome para rastrear usuários e aprimorar sua pesquisa, diz vazamento

29 de maio de 2024 10

O Google, um dos sites mais acessados do mundo, sofreu com um enorme vazamento de dados nesta semana, revelando como o seu sistema de pesquisa funciona e até segredos desconhecidos do público até o momento. Dentre os detalhes estão como páginas são ranqueadas, o motivo da criação do Google Chrome e muito mais.

As informações vazadas foram recebidas por Rand Fishkin, cofundador do portal de pesquisa e marketing, SparkToro em 5 de maio via e-mail enviado por Erfan Azimi, fundador do EA Eagle Digital.

A mensagem com milhares de documentos vazados da API de pesquisa do Google ainda está sendo analisada, mas a veracidade das informações já foi confirmada por vários portais como The Verge, Android Police, três ex-funcionários do Google e um dos maiores SEOs do mundo, Mike King, fundador do iPullRank.

O fundador do Eagle Digital publicou um vídeo no YouTube explicando as suas motivações e o que foi encontrado no vazamento:

Durante a chamada de vídeo, Erfan mostrou mais de 2.500 páginas de documentação da Content API Warehouse interna da Pesquisa do Google com 14.014 recursos. Dentre os detalhes, estão vários recursos para detecção de visitas em páginas da web ao realizar pesquisas e até métodos que o Google negou ter utilizado nos últimos anos.

Erfan diz que o objetivo do vazamento é trazer mais transparência para a internet e responsabilizar o Google pelo impacto que ele causa em todo o mundo, além de refutar mentiras contadas por seus representantes.

Amostra de como o Google classifica as visitas aos sites durante uma pesquisa. Imagem: SparkToro

Segundo Erfan, os dados foram publicados no GitHub em 27 de março de 2024, onde permaneceram disponíveis até 7 de maio de 2024, ou seja, Erfan apenas divulgou dados que ficaram disponíveis publicamente após serem vazados por uma fonte anônima.

Ao analisar a documentação, Rand Fishkin descobriu que o Google utiliza rastreamento da navegação do usuário para saber quanto tempo ele permanece em cada página após clicar em um resultado da Pesquisa. O ranqueamento deixa páginas com maior tempo de visita no topo dos resultados.

Imagem: reprodução

A documentação também indica porque o Google Chrome foi criado. Segundo Rand, o Google desejava o fluxo completo de cliques de bilhões de pessoas em todo o mundo e conseguiu isto com um navegador próprio que literalmente rastreia a sua navegação. O Chrome é o navegador mais utilizado no mundo, dominando mais de 64% do mercado.

Na imagem acima, vemos as principais páginas acessadas do TudoCelular, dados obtidos com métricas coletadas em bilhões de celulares, computadores e outros dispositivos que usam o Google Chrome em todo o mundo, o que pode resultar em um enorme escândalo de invasão de privacidade, um grande problema para o Google, pois a empresa foi duramente criticada recentemente por resultados bizarros da sua inteligência artificial.

Imagem: SparkToro

A lista de recursos menciona itens como o ranqueador NavBoost, citado pelo vice-presidente de Pesquisa do Google, Pandu Nayak, listas de buscas que podem ter resultados problemáticos envolvendo eleições, pandemia de COVID-19 e outros temas e até pontuação de consultas por usuário, mostrando certos resultados com base na sua atividade na internet.

Erfan Azimi e Rand Fishkin concordaram em se encontrar presencialmente para revelar mais detalhes do vazamento em 8 de outubro no evento SparkTogether 2024, que será realizado em Seattle, Washington, EUA.

O The Verge tentou entrar em contato com representantes do Google, mas até o momento nenhum deles comentou o vazamento de dados. Entretanto, o Google já pode ter lançado uma nova versão da sua API, pois a documentação vazada faz referência a agosto de 2023.

Saiba mais


10

Comentários

Google usa Chrome para rastrear usuários e aprimorar sua pesquisa, diz vazamento
  • Não vai dar em nada , só e problema quando e chinês , quando e americano sendo safado os fanboys passam a mão na cabeça e continuam a ser rastreados..
    E ainda diz que e para sua segurança..

      • Ué gente... Vocês não sabiam?

          • klkkkkkk

              • Já tentei outros pesquisadores por um certo tempo p aprenderem comigo, mas não tem jeito, sempre tem respostas inferiores. Faço isso a 15 anos. Navegador já pulei pro Edge por conta de diversas ferramentas ótimas, ele é 98% mto bom, poucas as vezes que uso o Chrome no PC, só no smartphone q uso por conveniência mesmo. Nenhum outro navegador acho prático além deles.

                  • Mas os Estados Unidos não vão banir o Chrome de lá, pois aqui deixa claro que ele vai rastrear, rastrear é algo próximo de espionar para saber o que o usário faz ou deixa de fazer, se fosse uma empresa chinesa os americanos estariam revoltados.

                    • Nós últimos 3 anos tem sido extremamente raro eu usar o Chrome no PC. No Android parei de usar totalmente faz anos!
                      No Pc só uso quando eu quero usar o Google Maps, somente. Pesquisar no Google é extremamente raro, prefiro o Bing por ter melhores resultados. O Google até melhorou recentemente, pois antes ele dava destaque a anúncios de produtos e serviços ao invés de links com as respostas que eu buscava, ou seja, tava focado no lucro e não na experiência do usuário

                        • Chocando um total de 0 pessoas..

                            • Use Firefox

                              Economia e mercado

                              Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

                              Android

                              Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                              Android

                              Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                              Windows

                              Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos