LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Até mesmo o Vibranium! Tecnologias fictícias de Pantera Negra que podem se tornar realidade em breve

22 de fevereiro de 2018 10

Pantera Negra mal foi lançado e já é um dos mais elogiados filmes da Marvel até então. Até mesmo algumas celebridades norte-americanas vieram a público elogiar a produção que, além de ser de altíssimo nível, trouxe personagens com os quais jovens negros podem se identificar.

Prova disso é o fato de que que o filme já arrecadou US$ 201.8 milhões, e a ex-primeira dama Michelle Obama ficou encantada com a produção de Ryan Coogler, fazendo coro às vozes de Whoopi Goldberg e Chance the Rapper, entre muitos outros artistas e figuras públicas que twittaram sobre o quanto gostaram do filme. Pois é, as tentativas de boicote não deram muito certo.

Apesar da importância da representatividade, uma das temáticas de Pantera Negra que mais chamam a atenção do nosso público ávido por tecnologia são os conceitos tecnológicos de Wakanda, país africano do universo Marvel que é beneficiado pela presença do Vibranium. E é justamente sobre isso que falaremos nessa matéria - afinal, essa tecnologia toda está muito distante da nossa realidade?

Vejamos:

Vibranium

Comecemos pelo próprio Vibranium, um metal que chegou à Wakanda de carona em um meteorito e do qual é feito o escudo do Capitão América. Ao contrário dos metais comuns, o Vibranium não é um condutor, e sim um isolante que atua absorvendo os mais poderosos impactos. O escudo do Capitão América é capaz de bloquear até mesmo um golpe do martelo de Thor.

Também é o mais raro metal do planeta, praticamente indestrutível, e sua extração é muito difícil, ou seja, é muito valioso. Isso torna Wakanda um alvo dos interessados em trabalhar com essa matéria que se equipara apenas ao adamantium.

Pois bem, existe algo assim no mundo real? Em dezembro de 2017, uma pesquisa publicada na revista científica Nature Nanotechnology detalhou um novo tipo de material leve e flexível que pode torna-se mais duro do que o diamante sob qualquer impacto significativo. Estamos falando de uma variação do material de carbono conhecido como grafeno, que por sua vez pode ser ideal para memórias de smartphones flexíveis.


Essa variação do grafeno, chamada diamene, combina duas camadas adjacentes de carbono flexível. Quando deformada por energia balística ou qualquer coisa como uma bala, por exemplo, as camadas juntam-se para se tornar rígidas e virtualmente impenetráveis. Com isso, ele ganha propriedades incríveis de aborção de impacto.

Só resta saber se um dia veremos trajes feitos de grafeno tão resistentes quanto o do Pantera Negra.

Telas holográficas

Hologramas são um sonho tecnológico que desafia cientistas desde que a Princesa Leia enviou um pedido de socorro a Obi Wan Kenobi através do R2D2, em Guerras das Estrelas, de 1977. Ou seja, não é nenhuma novidade na ficção científica, e já apareceu em muitos filmes como Homem de Ferro,, Avatar, entre outros.

Em Pantera Negra, T'Challa e sua equipe de técnicos em Wakanda usa displays de holograma no pulso para participar de uma espécie de bate-papo tridimensional. Controles holográficos também aparecem, até mesmo para dirigir um veículo.

Tecnicamente, hologramas são conhecidos como espaço livre de display volumétrico 3D, e são uma das áreas de pesquisa que mais ocupam as mentes por trás de laboratórios ópticos.

Em janeiro, pesquisadores da Universidade Brigham Young revelaram um sistema de projeção que produz imagens 3D coloridas que flutuam no ar e que podem ser vistas de qualquer ângulo. Diferente das abordagens anteriores, o sistema não requer nenhuma superfície de projeção, nem óculos especiais.


O sistema da BYU funciona suspendendo pequenas partículas físicas no meio do ar usando lentes de projeção especiais. As partículas físicas servem então de "tela" de projeção para um segundo conjunto de lasers ultrafinos. Mova as partículas rapidamente o suficiente, e você pode desenhar linhas no ar.

Outras pesquisas envolvem criação de hologramas usando sinal de wifi, entre muitas outras abordagens. Também já vimos um holograma com o qual os usuários serão capazes de interagir. Será que este é o caminho para um dia vermos controles holográficos de automóveis?

Carros voadores

Outra utopia tecnológica desde a ficção da década de 20, carros voadores povoaram a imaginação de toda uma geração em filmes como Blade Runner (o original, de 1982) e De Volta para o Futuro. Assim como qualquer sociedade avançada, Wakanda também tem seu transporte voador que não é um avião.

Leitores mais atentos do TudoCelular já devem saber que projetos de carros voadores prometem se tornar reais muito em breve. A Uber tem um projeto bem consistente, sobre o qual já falamos desde 2016, e a empresa se juntou à NASA para colocar táxis voadores no ar em 2020.


Outra empresa que investe na tecnologia é a Airbus, e você confere algumas imagens aqui. Também podemos nos atentar ao Lilium Jet, da Alemanha, desenvolvido em parte pela Agência Espacial Européia. Ele parece o carro voador que todos nós imaginamos - uma mini-nave espacial com cockpit fechado que pode decolar e pousar em ambientes urbanos lotados.

Existem muitos motivos para conferir o filme, seja você um fã da Marvel, apaixonado por tecnologia, ou apenas um apreciador de boas produções cinematográficas.

Confira o trailer legendado abaixo:


10

Comentários

Até mesmo o Vibranium! Tecnologias fictícias de Pantera Negra que podem se tornar realidade em breve
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 63.174 mortes em 1.539.081 casos confirmados | Relatório diário

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020