LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Unicamp começa a produzir teste para diagnosticar pacientes com Covid-19

19 de março de 2020 8

Depois do “exame de bolso” criado por China e Argentina, o Brasil agora está em fase de fabricação de um outro teste. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) iniciou a produção desse novo método para identificar a presença do coronavírus em pacientes.

A iniciativa é feita por uma equipe do Laboratório de Estudos de Vírus Emergentes (LEVE) do Instituto de Biologia (IB) da instituição de ensino, em colaboração com outros docentes do IB, da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e do LNBio.

A intenção do novo teste é agilizar o diagnóstico da Covid-19, a fim de ajudar a controlar a doença e encaminhar a pessoa a um tratamento mais rápido. A criação utiliza uma amostra do primeiro paciente infectado no Brasil e terá a análise realizada pela Divisão de Patologia Clínica da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp.

Contudo, os diagnósticos seguirão por conta do Instituto Adolfo Lutz, laboratório de referência localizado no estado de São Paulo.

Funcionamento

A princípio, ocorre a disseminação do vírus. O patógeno entra em uma célula humana e altera a sua forma no prazo de 36 a 72 horas após a infecção, em um processo chamado “efeito citopático”.

Por meio dele, o vírus será inativado e terá seu material genético (RNA) extraído, para criar a substância usada como controle positivo. Caso sejam encontrados fragmentos dela no teste, o paciente tem Covid-19.

“Com esse controle positivo a gente pode padronizar a reação de detecção, que é uma reação que busca encontrar fragmentos genômicos, ou seja, resquícios genômicos do vírus nas amostras coletadas de pacientes suspeitos.”


José Luiz Proença Módena

Coordenador do LEVE

Pesquisador exibe um frasco que contém o Covid-19 isolado | Imagem: Divulgação / Unicamp
Valores e futuro

A intenção da equipe é que haja um protocolo local para baratear os custos do teste. A previsão é que eles custem entre R$ 50 e R$ 70 por prova para o HC, com todo o processo incluso.

No futuro, os pesquisadores também pretendem passar a experimentar como combater o vírus, por meio de reposicionamento de drogas já validadas para uso humano.

O que você achou da iniciativa em andamento pela Unicamp e parceiros? Participe conosco!


8

Comentários

Coronavírus: Unicamp começa a produzir teste para diagnosticar pacientes com Covid-19
Economia e mercado

Coronavírus: como diferenciar doenças como resfriados, rinite e mais da COVID-19

Android

Top 10! Melhor aplicativo ou canal de saúde para se exercitar em casa | Guia do TudoCelular

Android

Coronavírus: saiba como se comunicar com familiares e amigos durante a quarentena

Curiosidade

Saiba higienizar o celular para reduzir chances de contaminação por coronavírus