LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Inédito! Cientistas conseguem fazer "reset" em células-tronco de mulher com 114 anos

25 de março de 2020 19

Mais uma descoberta foi feita na ciência. Pesquisadores conseguiram “resetar” as células-tronco de uma mulher de 114 anos – considerada a mais velha a doar esse material até o momento. A intenção é que o feito sirva para retardar o processo de envelhecimento.

A reprogramação foi possível depois da primeira transformação das células provenientes de uma amostra de sangue em células tronco pluripotentes induzidas. Em outras palavras, elas são as capazes de gerar diferentes respostas biológicas.

O próximo passo aos cientistas é a atuação para produzir células-tronco mesenquimais – as quais operam na reparação de tecidos, cartilagens, gorduras e ossos. Segundo o biólogo e especialista no assunto do Sanford Burnham Prebys Medical Discovery Institute, Evan Snyder, o sucesso da pesquisa é algo valioso.

“Agora que nós mostramos que isso pode ser feito, temos uma ferramenta valiosa para encontrar os genes e outros fatores que retardam o processo de envelhecimento.”


Evan Snyder

Biólogo do Sanford Burnham Prebys Medical Discovery Institute

Imagem: Reprodução
Observações

Durante o procedimento, os pesquisadores perceberam que as células dos supercentenários – pessoas que passaram dos 100 anos – possuem uma imunidade às doenças crônicas ligadas à idade – entre elas, estão Parkinson e Alzheimer. Elas também teriam sido mais lentas no processo de envelhecimento.

A equipe de cientistas tentou entender a questão ao realizar o “reset” em linfoblastos de três doadores: a mulher de 114 anos, uma pessoa saudável de 43 anos e uma criança de 8 anos que tem uma propriedade a qual aumenta a velocidade de envelhecimento.

As descobertas consistem na possibilidade de redefinir as sequências de DNA considerado “protetor” para níveis mais jovens, enquanto a facilidade para tornar as células mais velhas em células-tronco pluripotentes foi similar às demais.

E aí, o que você achou de mais essa descoberta da ciência? Dê a sua opinião para a gente!


19

Comentários

Inédito! Cientistas conseguem fazer "reset" em células-tronco de mulher com 114 anos
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 240 mortes em 6.836 casos confirmados | Relatório diário da Covid-19

Economia e mercado

Coronavírus: como diferenciar doenças como resfriados, rinite e mais da COVID-19

Android

Top 10! Melhor aplicativo ou canal de saúde para se exercitar em casa | Guia do TudoCelular

Android

Coronavírus: saiba como se comunicar com familiares e amigos durante a quarentena