LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: novo exame para diagnóstico da doença é desenvolvido no Brasil

12 de junho de 2020 0

A pandemia do novo coronavírus continua se espalhando pelo mundo e, devido a isso, o período de isolamento social é estendido em diversas partes do globo. Com isso, a busca por todos os tipos de soluções para o combate à doença cresce cada vez mais, desde a procura por uma vacina, ou cura, até o desenvolvimento de testes mais eficazes na hora de diagnosticar os pacientes.

E para determinar a eficácia de cada método é necessário que ele seja não só preciso, como também é preciso constatar a rapidez com que os resultados são obtidos e a quantidade de exames que é possível fazer em menos tempo e maior escala.

Com isso, uma alternativa ao tradicional RT-PCR foi criada em um laboratório brasileiro. Trata-se de uma parceria entre o Hospital Sírio Libanês e o laboratório Mendelics, que desenvolveu um novo teste de baixo custo para detecção de infectados.

Com esse método, que deverá ficar disponível para as unidades de saúde e empresas em dez dias, o material genético causador da doença é identificado a partir da saliva do paciente. Ele é indicado para a detecção da COVID-19 em sua fase aguda e não apresentou nenhum falsos-positivo nos estudos realizado pelas empresas responsáveis, ou seja, não houve detecção equivocada de infecção em pacientes que não estavam infectados.

O CEO da Mendelics, David Schenleiger, afirmou que os testes podem ser feitos em larga escala e que o laboratório estima uma produção de 110 mil testes por dia. A média de preço de cada solução é estimada em R$ 95. Em comparação com o padrão RT-PCR, este é vendido entre R$ 240 e R$ 470.

Schenleiger garantiu ainda que, apesar de mais barato, esse teste possui a mesma sensibilidade do RT-PCR, que gira em torno de 80%. O empresário ainda destaca que os testes serão vendidos apenas para empresas e unidades médicas, não direcionadas a pessoas físicas. "A gente não vai vender o teste para pessoa física, mas para empresas a fim de voltar à normalidade, para que as pessoas voltem a circular mais.", informou.

Vale lembrar que outra empresa brasileira também desenvolveu um teste capaz de detectar a doença em apenas dez minutos. Destacamos também que duas vacinas terão uma fase de testes no Brasil, a primeira desenvolvida pela universidade de Oxford e a segunda feita em parceria com a China.


0

Comentários

Coronavírus: novo exame para diagnóstico da doença é desenvolvido no Brasil
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 65.487 mortes em 1.623.284 casos confirmados | Relatório diário

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020