LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: USP cria plataforma de AI capaz de diagnosticar doença em parceria com a Huawei

01 de julho de 2020 3

Uma plataforma desenvolvida pelo Instituto de Radiologia (InRad) da USP, e pelo InovaHC – braço de inovação e tecnologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) promete utilizar inteligência artificial para diagnosticar com mais agilidade o coronavírus. A Huawei foi uma das parceiras tecnológicas do projeto.

A plataforma RadVid-19 tem ajudado médicos e instituições de todo o país para otimizarem o diagnóstico e tratamento contra a doença. Desde que foi lançada, há pouco mais de um mês, já conta com 21,5 mil acessos e cadastrou quase 7 mil exames de imagens enviadas por radiologistas de 12 estados do país, com 71% de resultados positivos para a doença.

É possível, através da plataforma, diagnosticar indícios da presença da COVID-19 nos exames, a partir de algoritmos de tecnologia e inteligência artificial. Conta com um vasto banco de imagens de raios-X e tomografias de tórax de pacientes de 50 hospitais cadastrados de todo o país.

A disponibilidade da plataforma para médicos e instituições de saúde de todo o país é gratuita, e tem o objetivo de auxiliar na tomada de decisão sobre o melhor tratamento a ser indicado contra a doença causada pelo novo coronavírus. O mecanismo é simples: o sistema lê raios-X e tomografias computadorizadas e indica a probabilidade de a pessoa estar ou não infectada, identificando padrões comuns da doença nos exames de imagem. É possível ainda ver o grau de comprometimento pulmonar, criando um grande banco de dados.


Médicos radiologistas em plantão online conseguirão, com a plataforma, esclarecer dúvidas de diagnóstico com base nos exames de imagem, indicando, por exemplo, alta ou baixa probabilidade para Covid-19.

Desde o final de maio temos radiologistas experiente em regime de plantão. A ideia é auxiliar demais médicos de hospitais de todo o país que utilizam a plataforma, para sanar dúvidas e discutir casos de pacientes, com o diagnóstico preciso baseado no algoritmo de inteligência artificial disponível na plataforma”

Marco Bego, diretor do InovaHC.

Viabilizado pelo Todos Pela Saúde, o projeto tem, além da Huawei, parceiros como Itaú Unibanco e Petrobras. Em tecnologia, conta com Amazon Web Services, GE Healthcare – Divisão de Enterprise Digital Solutions (EDS) e Siemens Healthineers - Área de Digital Health. Instituições como o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR), a Sociedade Paulista de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (SPR) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) também estão no projeto como apoio institucional.


3

Comentários

Coronavírus: USP cria plataforma de AI capaz de diagnosticar doença em parceria com a Huawei
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 94.660 mortes em 2.750.153 casos confirmados | Relatório diário

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo