LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Positivo participa de desenvolvimento de ventiladores pulmonares no Brasil

20 de julho de 2020 2

Cerca de 6500 ventiladores pulmonares devem ser entregues ao Ministério da Saúde pela fabricante Magnamed, que os produziu em tempo recorde. A Positivo Tecnologia aderiu à causa e se juntou à força tarefa que contou com a parceria de empresas como Suzano, Klabin, Flex, Fiat Chrysler, Embraer e White Martins.

Coube à empresa de tecnologia paranaense a busca e qualificação de fornecedores globalmente. A Positivo negociou prazos de entrega e preços, além de ajudar no processo de compra de componentes com alta demanda no mercado global, como válvulas, transdutores e a placa eletrônica, item essencial para o funcionamento dos ventiladores pulmonares.

A força-tarefa teve início no dia 7 de abril com o anúncio, por parte do Ministério, do contrato de compra de 6,5 mil respiradores mecânicos por R$ 322,5 milhões. Esses equipamentos ajudarão pacientes que não conseguem respirar sozinhos, características dos casos mais graves de Covid-19.

Essa iniciativa da Positivo de compor a força-tarefa faz parte do propósito da companhia de minimizar os impactos da pandemia no Brasil. Além de adotar as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) para garantir a segurança de seus colaboradores , a Positivo Tecnologia se mobilizou em outras frentes para minimizar os impactos das crises decorrentes do novo coronavírus, como a doação de equipamentos de tecnologia a mães afetadas pela crise.


Segundo a Positivo, foi priorizado o atendimento de solicitações de reparo em equipamentos de informática em instituições de saúde, além do aumento do prazo de garantia de produtos para evitar a locomoção não essencial de clientes e a flexibilização do prazo de contratos para empresas alugarem notebooks para prática de home office. Além disso, apoiou na reestruturação da Hi Technologies, empresa que realiza exames digitais, com intuito de aumentar a capacidade de produção mensal para 20 milhões de testes de covid-19.

Nossos escritórios no Brasil e no exterior trabalharam orquestrados com a Magnamed e demais empresas parceiras para viabilizar a fabricação dos ventiladores pulmonares durante a pandemia. Foi preciso reunir competência, inteligência, know-how e dedicação, sem interesse financeiro, para obter as peças. Foi também desafiador achar alternativas para o fornecedor original, que não tinha tempo hábil para fornecer componentes disputados no mundo todo. Não esmorecemos e trabalhamos com afinco até quando for possível para garantir esse apoio. Ainda temos muita jornada pela frente e continuamos mobilizados com os objetivos de amenizar as consequências da crise e preservar vidas".

Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.


2

Comentários

Coronavírus: Positivo participa de desenvolvimento de ventiladores pulmonares no Brasil
Samsung

Mais nada a esconder! Manual de usuário do Galaxy Watch 3 confirma todos os detalhes

Tech

Coronavírus: Brasil chega a 92.475 mortes em 2.662.485 casos confirmados | Relatório diário

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta