LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Instituto de Saúde do Chile aprova uso da vacina da Pfizer em maiores de 16 anos

17 de dezembro de 2020 0

Com um aumento exponencial de casos e mortes em decorrência da segunda onda de contaminação pela COVID-19, o mundo corre contra o tempo para encontrar a melhor vacina e iniciar o processo de imunização o quanto antes. Somente nesta semana, Canadá e EUA já iniciaram a vacinação por meio da aprovação emergencial do medicamento desenvolvido pela Pfizer em parceria com a BioNTech.

Hoje, foi a vez do Chile agir para que o processo de imunização comece na região. O Instituto de Saúde Pública chileno aprovou nesta quinta-feira, 17 de dezembro, a aplicação da vacina da Pfizer em pessoas com mais de 16 anos. A votação ocorreu em meio a uma comissão de 22 especialistas, que realizaram a liberação em caráter emergencial, assim como outras nações.

A medida ainda aguarda validação do presidente Sebastián Piñera, mas a expectativa é que a vacinação comece já na próxima semana, no dia 24 de dezembro. Além disso, o sinal verde do Instituto já permite que as vacinas sejam importadas e distribuídas nos centros de imunização de todo o país.

Com essa aprovação, o Chile é o primeiro país da América do Sul a liberar o uso da vacina da Pfizer e BioNTech. No Brasil, tanto a solução da Pfizer quanto de outros laboratórios ainda aguardam aval da Anvisa, que anunciou recentemente que pretende liberar os medicamentos com caráter emergencial, mas que não irá deixar os aspectos técnicos de lado, com a análise levando cerca de 10 dias.


Vale lembrar, no entanto, que o imunizante da Pfizer tem causado reações adversas em alguns dos pacientes. Hoje mesmo, uma profissional de saúde do Alasca, nos EUA, sofreu um choque anafilático, crise resultante de uma forte reação alérgica. Em cerca de 10 minutos, a profissional apresentou vermelhidão na pele e falta de ar.

Ela foi rapidamente medicada com epinefrina, medicamento comumente utilizado em reações alérgicas graves, que fez com que os sintomas desaparecessem em instantes. A paciente segue internada em observação, mas passa bem.


1

Comentários

Coronavírus: Instituto de Saúde do Chile aprova uso da vacina da Pfizer em maiores de 16 anos
Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020

Android

O melhor celular para comprar de presente no Natal 2020

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas