LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Fake News sobre a CoronaVac que circulam nas redes sociais | Detetive TudoCelular

07 de janeiro de 2021 15

Nesta quinta-feira (7), o Instituto Butantan divulgou os dados de eficácia da vacina CoronaVac, durante os testes realizados em 13 mil voluntários no país. Os números indicam diminuição na incidência de casos do novo coronavírus de 78% - em casos leves e necessidade de atendimento ambulatorial – até 100% – para casos moderados, graves e internações.

Por outro lado, o Ministério da Saúde anunciou a compra de 100 milhões de doses pelo órgão paulista, para incorporá-las no Plano Nacional de Imunização.

No entanto, mesmo com o estudo demonstrar que a candidata a imunizante tem potencial para reduzir a contaminação e colaborar para acabar com a pandemia de Covid-19, as redes sociais ainda se inflamam de Fake News contra a vacina do Butantan, ao colocar em xeque a sua eficiência e segurança.

Para que você fique bem informado e não caia em boatos espalhados na internet, o Detetive TudoCelular reuniu as principais notícias falsas espalhadas nas últimas semanas para esclarecer a você o que é fato sobre o imunizante. Confira a seguir:

China descartou a CoronaVac?

Um dos principais boatos em vídeo espalhados já neste começo de 2021 é que o governo chinês teria descartado a CoronaVac e escolhido o imunizante da Sinopharm no lugar da Sinovac – o que teria causado desespero no governador paulista João Doria.

Quais são os fatos? A China não descartou o imunizante da Sinovac, o qual recebeu aprovação para uso emergencial desde julho e tem sido, junto a outras vacinas, aplicado em grupos de alto risco no país.

Esta Fake News foi gerada depois da notícia do último dia 31 de dezembro deste ano, quando o órgão regulador chinês aprovou a candidata da Sinopharm para uso geral. Isso não impede que o país venha a liberar em definitivo o imunizante criado pela Sinovac em um próximo momento.

China comprou vacina da Austrália?

Outra Fake News circulada nas últimas semanas, com o objetivo de descredibilizar a CoronaVac, afirmava que a China havia comprado vacinas produzidas na Austrália, no lugar de usar as da Sinovac.

Diferente do boato anterior, que distorcia fatos, este é completamente falso. A Austrália não possui qualquer imunizante aprovado nem próximo disso. O país da Oceania chegou a iniciar os testes clínicos com uma candidata – desenvolvida pela Universidade de Queensland e a empresa australiana de biotecnologia CSL –, mas – no começo de dezembro do ano passado – precisou interromper os experimentos, após falsos positivos para HIV.

Peru suspendeu testes por paralisia de voluntários?

Mais um boato para tentar “queimar” a imagem da CoronaVac indicava que o Peru havia suspendido os testes com a candidata da Sinovac, por ter causado paralisia nas pernas em voluntários, similares à síndrome de Guillain-Barré, que causa comprometimento do sistema nervoso periférico.

“#ForaDoria VACINA CORONAVAC ESTA DEIXANDO AS PESSOAS PARALITICAS VOLUNTARIOS QUE TOMARAM A VACINA TIVERAM EFEITO PARALITICO”

Este foi mais um exemplo de notícia falsa que distorceu a realidade. O Peru, de fato, precisou interromper os experimentos de uma vacina chinesa em seu território. Mas o medicamento não era o desenvolvido pela Sinovac, e sim a criação da Sinopharm. O imunizante que o Butantan tem desenvolvido não chegou a ser testado no país sul-americano.

E como a própria coluna Detetive TudoCelular já abordou no passado, situações semelhantes aconteceram com a vacina de Oxford, a da Johnson & Johnson e a da CoronaVac – apenas no Brasil, por engano da Anvisa –, com a retomada posterior ao confirmar que a aplicação não influenciou no efeito adverso.

“Maior infectologista do Brasil” e a pressa pela CoronaVac

Uma corrente divulgada pelo WhatsApp dizia que “o maior infectologista do Brasil” teria avisado sobre problemas em doses e efeitos colaterais, devido à pressa do desenvolvimento da CoronaVac – visto que outras vacinas no passado demoraram anos para a conclusão.

No vídeo, o pediatra e toxicologista – segundo o Lattes; e não infectologista, como diz a mensagem – Dr. Anthony Wong afirma que não há resultados de segurança comparativos com outras vacinas e que 5,37% de pessoas com efeitos colaterais é um número inadmissível. Além disso, ressalta que os voluntários não tinham tomado a segunda dose

Chegou a hora de colocarmos os fatos na mesa: de acordo com a Fiocruz, a vacina de febre amarela – um exemplo distinto e já estabelecido – causa reações em aproximadamente 10% das pessoas – quase o dobro da CoronaVac.

Além disso, o Instituto Butantan havia revelado que a maior parte dessa pequena parcela de voluntários do seu imunizante contra a Covid-19 apenas sentiu dor no local da aplicação, sem qualquer reação grave.

Outro ponto a se destacar é que não dá para comparar vacinas desenvolvidas em condições normais e no passado com uma situação na qual vivemos, ou seja, uma pandemia mundial, que mobilizou a comunidade científica por completo e se passa em todos os países do planeta Terra.

A velocidade com que as vacinas têm sido desenvolvidas não significa que existem processos pulados no desenvolvimento nem que está sendo mal feita. Os avanços tecnológicos – e se você acompanha o TudoCelular, sabe como essa é uma área em constante evolução – e a atenção total ao tema permitiram essa agilidade.

E, por mais que o argumento tenha sido usado para tirar a credibilidade da CoronaVac, temos visto que outros imunizantes os quais tiveram os testes iniciados ao mesmo tempo ou até depois da Sinovac já estão sendo aplicados em vários países, como o da Pfizer.

Como não cair em Fake News?

A desinformação pode ter um papel extremamente nocivo na população. Ela tem função de distorcer informações reais para influenciar na formação de opinião das pessoas com base em mentiras.

Para isso, faz uso de ferramentas de tecnologia – como a internet e as redes sociais – com o objetivo de atingir um alcance elevado – já que quem recebe compartilha para seus contatos sem nem pesquisar a procedência da informação. Como você sempre receberá os boatos de um amigo ou familiar, tende a dar um crédito ao que recebe. Mas será que o remetente se deu ao trabalho de fazer uma verificação do que está passando para frente?

Portanto, é importante que você faça a sua parte e desconfie de todos os conteúdos que receber pelo WhatsApp e por outras mídias sociais. Qualquer pessoa pode se passar por um especialista ou um médico e falar algo que possa se identificar com o seu pensamento sobre determinado assunto. Porém, isso não faz do conteúdo algo verídico.

Em outras palavras, veja se a informação foi publicada em veículos de comunicação, se há comunicados oficiais de empresas ou órgãos públicos que confirmem o que foi falado ou se a pessoa realmente é quem diz ser – por sites de currículo online – como LinkedIn –, sistema Lattes e outras plataformas.

Até que a procedência seja confirmada ou não, evite compartilhar a mensagem com os seus contatos, para que falsas notícias não cheguem a um público maior. Também consulte se algum site que desvenda Fake News já possa ter revelado as explicações sobre a corrente que você possa ter recebido.

Você chegou a receber alguma dessas ou outras Fake News sobre a CoronaVac e as vacinas conta a Covid-19 em geral? Relate para a gente no espaço abaixo.


15

Comentários

Coronavírus: Fake News sobre a CoronaVac que circulam nas redes sociais | Detetive TudoCelular
  • Agora está circulando pelo whatsapp:

    Sobre o Brasileiro internado.

    É um médico de 49 anos saudável sem comorbidades. Recebeu a vacina contra o COVID 19 coronavac ontem e em menos de 2h sentiu náuseas e paralisia facial temporária e logo após diagnosticou se epilepsia neural aguda.

      • Algumas dessas fake news foram esparramadas por pessoas ligadas a "grande" mídia, mas ninguém é punido.

          • O foda é quando o próprio presidente do país e cia, são quem mais espalham mais fake news.

              • Esqueceu falar que o maior espalhador de fake news é essa mídia atual. Principalmente (mas não só) Globo e suas variantes (g1, Estadão, uol, etc)¬¬

                • 78%? mas não era 97%? deve ser muito sofrido ter de se esforçar demais para tentar defender o que não presta. só por muito dinheiro mesmo. e assim mesmo só consegue convencet quem é burro demais, ainda bem qye tem o apôio, a defesa, de outros que também são favorecidos para fazerem a mesma tentativa de convencimento.

                  • Só prova que a vacina nunca foi o problema, mas o medo do governador paulista se candidatar em 2022.

                      • Infelizmente com o avanço tecnológico, há uma parcela muito grande de pessoas burras descobrindo as redes sociais para espalhar notícias falsas.
                        Há também aqueles que transformam a medicina em política ou jogam pro lado religioso.
                        A ciência precisa ser respeitada independente de que pais seja, os caras ficam 24hrs estudando e criando formas de imunizar uma população que simplesmente não merece de forma alguma a ajuda.
                        Essas teorias de conspiração é uma forma do humano se sentir importante ou parte de algo maior, pois não aceitam ser um simples mortal, deveriam acordar pra vida e ver que são apenas um peso morto na sociedade.

                          • Sim todas as vacinas tem gerado muitas fake news, ai o problema é que não se tem ideia de qual seria a melhor opção porque o pessoal fica proliferando muitas noticias falsas sobre todas as possíveis vacinas...

                              • Por isso o negócio é jogar na lixeira essas baboseiras que chegam e estar atento as notícias e ao que diz o pessoal da ciência.
                                Infelizmente muitos não tem estudo, outros são tem mas a preguiça de usar o cérebro é maior e a idolatria por politiqueiros e líderes religiosos pilantras acaba os seduzindo.

                                • Eu fiquei muito animado com essa vacina. Já zeraria as mortes e entubações. Podem falar a mentira que for, quando começar a vacinação nos postos, oq mais vai ter, é gente querendo se vacinar, inclusive os covardes que espalham Fake.

                                    • Está chovendo fake news.

                                        • já tô vendo os bolsonaristas chorando aqui....

                                            • Vão tomar a vacina no sigilo pois a maioria dos Bolsominions são idosos e idoso é valentão nas redes sociais pois ali ninguém vê eles esfarelando com à velhice.
                                              Ou crianças, a mãe da uma chinelada e leva pro postinho a força se não perde a matrícula em escola pública.

                                              Android

                                              Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

                                              Android

                                              Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020

                                              Android

                                              O melhor celular para comprar de presente no Natal 2020

                                              Especiais

                                              Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas