LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Aspirina pode reduzir risco de internação em UTI, revela estudo

22 de março de 2021 7

Em paralelo ao avanço gradativo da vacinação ao redor do mundo (e da busca do Brasil por ampliar a quantidade de vacinas disponíveis no país), a busca por medicamentos que auxiliem no tratamento dos contaminados pelo coronavírus (COVID-19) segue a todo vapor.

Uma das mais recentes novidades nesse sentido fica por conta da divulgação pela George Washington University de um estudo preliminar (ou seja, ainda não é considerado concluído e mudanças podem ocorrer) apontando para a possibilidade de que a Aspirina possa ser uma boa aliada no tratamento.

Segundo as informações publicadas na revista Anesthesia & Analgesia, o medicamento pode ser capaz de evitar coágulos sanguíneos e reduzir o risco de morte dos internados, algo que caso confirmado, pode colocar o medicamento como bom aliado no combate da doença que se aproxima das 300 mil mortes só no Brasil.

Apesar da novidade ser animadora, ainda é preciso observarmos como se desenrolará o acompanhamento do estudo e se os resultados se confirmarão como positivos, com a posterior integração aos medicamentos utilizados no tratamento de problemas periféricos à infecção.

Vacina segue sendo a principal aliada no combate à pandemia para a redução da contaminação e mortalidade

Outro aspecto importante em caso de confirmação da novidade é o custo: ao contrário do Remdesivir (que recentemente recebeu aprovação da Anvisa para tratamento da COVID-19), as aspirinas oferecem um custo consideravelmente mais baixo, favorecendo assim sua utilização em larga escala inclusive na rede pública.

Não menos importante: o estudo se debruça sobre casos de hospitalização, o que significa portanto dizer que o medicamento não deve ser considerado uma espécie de medicação precoce (algo que não existe oficialmente), sendo como sempre contraindicada a automedicação, devendo-se procurar suporte médico para definir o tratamento correto individualmente.


7

Comentários

Coronavírus: Aspirina pode reduzir risco de internação em UTI, revela estudo
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020