LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: confira o que pode acontecer com quem se recusar a tomar vacina | Detetive TC

30 de março de 2021 2

O processo de vacinação no Brasil não é obrigatório – ou seja, ninguém pode exigir que o outro receba as doses –, mas se imunizar contra a Covid-19 e outras doenças é considerado como um fator de bom senso coletivo.

Mas quais podem ser as sanções de quem não quiser tomar a vacina, além de continuar exposto à doença? O Detetive TC reuniu algumas possíveis consequências às pessoas que se recusarem a ficar imunes. Confira:

Restrições em viagens

Quem já realizou viagens internacionais deve saber que uma série de países exige a carteira de vacinação completa, para que você entre naquela nação estrangeira sem perigo de levar a doença para lá ou trazer outras condições de volta ao seu país de origem.

A tendência é que a vacina contra o coronavírus entre na lista de muitos desses locais como uma exigência para viajar até lá. Isso significa que, caso você não queira se imunizar, não poderá ir até o lugar desejado ou onde necessita.

Um exemplo a nível global é a vacina da Febre Amarela, apesar de estar controlada na maioria dos países, ainda há registros de infecções em nações da América do Sul e da África. Por isso, sua imunização tornou-se obrigatória para a ida à Europa e a várias outras regiões pelo mundo.

Vamos pegar apenas o caso da Itália, para ir até lá você precisa provar que tomou uma lista de vacinas, sem contar a já citada mais acima. A relação conta com tétano, hepatite B e poliomielite – quem não tomar, pode ter de pagar uma multa de até 500 euros.

Alistamento e benefícios sociais

Uma série de práticas relacionadas ao poder público, já exige a vacinação completa para situações que vão desde a ajuda assistencial do governo até uma possível entrada nas Forças Armadas.

A sua imunização precisa estar em dia para realizar o alistamento militar, por exemplo. Além disso, os candidatos que desejam participar de concursos públicos e indivíduos os quais vão receber benefícios sociais, também devem comprovar ter recebido todas as doses necessárias para estar livre de doenças contagiosas.

Matrícula escolar

No caso de crianças – para as quais ainda não se recomenda a imunização contra a Covid-19 –, existe a necessidade de estar com a carteira de vacinação em dia para se matricular em creches e instituições públicas de ensino em várias regiões do Brasil.

Nesta situação, a exigência é feita de forma regional, por meio de estados e cidades. Entre os locais inclusos na lista, estão São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Acre e Roraima.

Vacinação compulsória

Um dos pontos importantes é que o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que governos estaduais e municipais poderiam instituir vacinação compulsória contra o novo coronavírus, no último mês de dezembro de 2020.

Ela deve ser diferenciada de “vacinação obrigatória”. Isso porque, segundo o estabelecido pelo STF, a imunização nesse cenário não aconteceria por meio de uso de força, mas sim por possíveis outras sanções a quem não quiser se imunizar contra a Covid-19.

O objetivo da medida foi para certificar que a maior quantidade de pessoas possível seja vacinada, para diminuir o avanço da pandemia no Brasil.

Fim da pandemia

Segundo especialistas em todo o mundo, o processo de vacinação consiste no caminho mais fácil para termos o fim da pandemia do coronavírus em breve no país e no mundo. Mas a imunização não tem sua importância restrita à Covid-19, a história diz sobre a importância para erradicar outras doenças do mundo.

Em abril de 2019, a então coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues, citou condições que não existem mais no Brasil graças às vacinas, em um comunicado do Ministério da Saúde, como pólio, difteria e coqueluche.

“À medida que o programa de imunização do Ministério da Saúde foi se estruturando e se fortalecendo, sendo reconhecido mundialmente pela oferta de vacinas gratuitas, a população foi se vacinando, entendendo a importância, e doenças contagiosas foram erradicadas.”


Carla Domingues

Ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI)

Para falar especificamente sobre a Covid-19, a vacinação em massa traria a chamada imunidade de rebanho, a qual faria com que o vírus parasse de circular pelo país, e ainda preveniria a existência de novas cepas do SARS-CoV-2.

E aí, você se recorda de outra atividade que exige ter a carteira de vacinação em dia para ser realizada? Relate para a gente no espaço abaixo.


2

Comentários

Coronavírus: confira o que pode acontecer com quem se recusar a tomar vacina | Detetive TC
  • Balela. Tomo vacina contra gripe todo ano e mesmo assim fico gripado. Quero ver quem vai me obrigar, ainda mais com um histórico de alergias que eu tenho.

      • Reportagem absolutamente desnecessária e alarmista e com um final ridículo, pois afirma que a doença terminará com todos vacinados. Em todas as partes do mundo há casos de pessoas vacinadas até com a segunda dose que pegam covid sem a menor cerimônia , ou seja, as tais vacinas não servem para absolutamente nada! se fossem eficazes não obrigariam manter distanciamento social, máscaras e seus assemelhados mesmo após ministradas . Seria interessante vcs se aterem à matérias sobre celulares apenas , pois o terreno da lacração que notadamente seguem ,só serve para irritar quem não é imbecil o suficiente para acreditar em afirmações puramente ideológicas, cada macaco no seu galho!

          Android

          Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

          Android

          Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

          Android

          Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

          Android

          Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020