LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: ButanVac combina tecnologias para gerar vacina eficaz e segura | Detetive TC

29 de abril de 2021 25

Nesta quarta-feira (28), o Instituto Butantan anunciou o início da produção da chamada ButanVac, uma nova vacina contra o novo coronavírus que — apesar de ter parte da tecnologia cedida em um consórcio internacional — contará com sua produção 100% feita no Brasil, sem depender de insumos importados.

Mas como ela se diferencia da CoronaVac e dos demais imunizantes disponíveis em solo nacional e no mundo? O Detetive TC explica as tecnologias e todos os detalhes da nova vacina que promete proteger os brasileiros da Covid-19.

Expertise internacional; criação nacional

Logo no seu anúncio, houve uma polêmica sobre a ButanVac não ser um imunizante completamente brasileiro, como foi o anunciado pelo Instituto Butantan, após a Icahn School of Medicine, no Mount Sinai, em Nova York, declarar ser a dona da tecnologia deste imunizante.

O próprio Butantan emitiu uma nota para esclarecer a situação. A tecnologia da Butanvac utiliza o vírus da doença de Newcastle, desenvolvido pelos cientistas norte-americanos no Mount Sinai. Já a da proteína S do SARS-CoV-2 usado, teve criação na Universidade do Texas, em Austin.

“A tecnologia da vacina Butanvac, que será fabricada com custos baixos no Brasil, sem dependência de insumo importado, usa o vírus da doença de NewCastle desenvolvido‪ por cientistas nos Estados Unidos na Icahn School of Medicine no Mount Sinai em Nova York. A proteína S estabilizada do virus SARS-Cov-2 utilizada na vacina com tecnologia HexaPro foi desenvolvida na Universidade do Texas em Austin.”


Instituto Butantan

Contudo, apesar de usar técnicas cujo pioneirismo ocorreu fora do país, o instituto será responsável por reproduzir todo esse processo no Brasil, sem depender de insumos estrangeiros. Ou seja, desde o escalonamento e a padronização do produto até a finalização da vacina após os testes, todas as etapas acontecerão em solo nacional.

“Garantimos o trabalho em conjunto com a Mount Sinai e o Butantan se orgulha desta nova etapa, que trará para o país um novo insumo tão importante em um momento tão delicado de pandemia.”

Vírus recombinante e inativado

A tecnologia da ButanVac combina o que conhecemos com as vacinas de Oxford/AstraZeneca, Janssen e Sputnik V, as quais utilizam vetores virais com uma proteína do SARS-CoV-2 — que é responsável por gerar a imunidade no organismo da pessoa vacinada —, com a capacidade de usar vírus inativado, da mesma maneira que a CoronaVac.

Diferente dos três imunizantes que exploram alguns tipos de adenovírus como o agente recombinante, a novidade do Butantan aposta em um integrante da família dos Paramyxovirus, responsável por causar a doença de Newcastle — com ocorrência apenas em aves.

No entanto, ele será inativado antes de haver a aplicação no organismo humano. Em outras palavras, não gerará uma infecção na célula para conseguir estimular o sistema imunológico — nas alternativas com adenovírus, o patógeno chega a entrar na célula, mas não se replica —, o que gera maior segurança.

Imagem: Divulgação / Instituto Butantan

Reprodução em ovos

Uma das características principais para a criação desta nova vacina é a reprodução deste vírus em ovos de galinha. Por ter onde cultivar os vírus em larga escala, a matéria-prima para gerar a vacina poderá ser criada aqui mesmo no Brasil, sem precisar esperar por importação de insumos de outros países.

O método serve da mesma maneira que o utilizado nas vacinas contra a gripe — já produzidas pelo Butantan — e torna a produção mais barata. Com o processo conhecido e de fácil acesso, o laboratório conseguirá dar avanço na própria fábrica dos imunizantes que protegem contra o Influenza, a qual já possui certificado de boas práticas e chegou a entregar a totalidade da produção anual.

Aplicação e imunidade

A ButanVac será testada com a aplicação de apenas uma dose nas pessoas. Espera-se que a resposta imunológica seja ainda maior que os imunizantes com adenovírus, uma vez que o patógeno usado pelo Butantan é ainda desconhecido pelo organismo humano.

A resposta do sistema imunológico para um vírus “inédito” deve ser mais consistente. Como deverá “reconhecer” aquele agente até criar as proteções para as proteínas do coronavírus, a imunidade tende a ser potencializada.

Testes e previsões

O Instituto Butantan já fez pedido de autorização à Anvisa para iniciar os ensaios clínicos da vacina — aquelas três fases que avaliam segurança e eficácia — e depois solicitar o uso emergencial, com o posterior registro definitivo.

A previsão do laboratório paulista é que as fases 1 e 2 sejam encerradas até agosto, com a fase 3 encerrada em novembro. Ainda há a expectativa de produzir 18 milhões de doses até a primeira quinzena de junho e um total de 40 milhões até o final do ano.

“A ButanVac pode fazer diferença a partir do segundo semestre para o Brasil e para os outros países.”


Dimas Covas

Presidente do Instituto Butantan

Até o momento, ainda não foram divulgados os centros onde o estudo será conduzido e de que maneira os voluntários poderão se inscrever. O certo é que poderão participar da pesquisa adultos acima de 18 anos.

Apesar de o estudo ser conduzido em um prazo aproximado de 20 semanas, a partir da 16ª ou 17ª já será possível obter resultados de análise primária, suficientes para pedir a autorização emergencial à Anvisa.

Quais são as suas expectativas para a ButanVac como nova vacina brasileira para combater a pandemia do novo coronavírus? Participe conosco!


25

Comentários

Coronavírus: ButanVac combina tecnologias para gerar vacina eficaz e segura | Detetive TC
  • Apesar de detesta esse Doria, devemos agradecer a ele a produção da Coronavac e agora da Butanvac.

      • Eu confio no Butantã, uma das poucas instituições brasileiras sérias e a serviço do povo. É um parte do Brasil que deu certo e nos dá esperança de um futuro melhor...

          • Pena que ainda vai demorar salvar pessoas. Espero que com o tempo comece sobrar um pouco de vacinas no mundo e comecem a vir para o Brasil. Estava vendo uma reportagem sobre crianças que perderam seus responsáveis e foram para orfanatos. Muita gente ficando só no mundo, pessoas que perdem os pais, pai/mãe ficando sem parceiro(a), órfãos sendo separados em abrigos...uma calamidade sem comparação. Muito triste o desespero de ter alguém que você ama sendo entubado ou sofrendo com o sufocamento do covid-19. Em minha família já perdemos três. Espero que tudo o que está acontecendo fique registrado, para que no futuro seja menos pior, menos negacionismo, porque muitos estão em bolhas e não estão vendo a realidade.

              • A realidade é que a distribuição já esta num ritmo maior que o Estados conseguem vacinar. Praticamente não precisaremos negociar com novos fabricantes.

                  • Que realidade é essa? está fora do Brasil? O próprio Ministério da Saúde está afirmando falta de fornecedores de vacinas no mundo, o ministro pediu hoje ajuda a outros países, está havendo atraso acima do permitido na aplicação da segunda dose porque não reservaram, estados estão dias sem vacinar esperando chegar mais, comprando de fora, o ministro da saúde está pedindo autorização para usar fábricas de vacina animal para ter mais vacina, governadores estão obrigando junto ao STF a Anvisa a liberar a sputnik...

                      • Já foram distruibidas mais de 60 milhões de doses contra 40 milhões aplicadas, nossas fabricas tem insumos garantidos até junho, mesmo assim estados continuam estocando em vez de aplicar atrasando assim a vacinação.
                        Brasil só esta negociando com outros fornecedores para gente desinformada como muitos ai não encher o saco.

                          • Então entre em contato com o ministro da saúde porque ele não sabe disso e pediu hoje vacinas aos outros países em live. Realidade dos últimos 2 dias:
                            "Ministro da Saúde admite dificuldade para administrar a segunda dose da CoronaVac; veja quais os riscos" BBC; "Ministro da Saúde pede ajuda a países estrangeiros para acelerar vacinação no Brasil" - R7; "Após suspensão de vacinação, governo entregará 104 mil doses de CoronaVac" UOL; "RS tem 490 cidades com 2ª dose suspensa por falta de vacina, diz Conselho das Secretarias de Saúde" G1; "Covid-19: 26 cidades do Rio estão com a segunda dose da vacina CoronaVac suspensa" Extra; "Pelo menos 30 municípios do Piauí estão sem estoque para 2ª dose de vacina contra Covid-19, diz Sesapi" G1

                              • %uD83D%uDE34Já tem 20 milhões de sobra, e até segunda entrega 16 milhões.
                                www.em.com.br/app/noticia/nacional/2021/04/30/interna_nacional,1262084/queiroga-governo-vai-distribuir-16-milhoes-de-vacinas-ate-segunda-3-5.shtml

                                PGR já esta pressionando os estados do porque da demora pra vacinar
                                https://valorinveste.globo.com/mercados/brasil-e-politica/noticia/2021/04/16/pgr-pede-a-governadores-explicacoes-sobre-numero-baixo-de-vacinas-aplicadas.ghtml

                                Os safados estão segurando as doses (pra segunda) que serão aplicadas só daqui 30 dias (coronavac) e 90 dias (oxford) absurdo, sendo que a produção já esta praticamente garantida nesse periodo.

                                  • Então o ministro da saúde continua enganado pedindo antecipação de entrega de vacinas, pedindo ajuda à OMS e outros países?... Seguindo sua teoria os governadores e prefeitos fingem não ter 20 milhões de vacinas para suspender a vacinação, mentem ao afirmar que já usaram as doses reserva conforme foi autorizado pelo Ministério, para continuar com suas UTIS cheias, com mortalidade alta, ter os comerciantes revoltados falindo, os fiéis das igrejas indignados, para perderem popularidade e futuros votos da população que está também revoltada presa em casa. Tudo para suas cidades e estados ficarem no caos e não serem reeleitos. - Essa teoria não tem sentido e é conspiradora.

                                      • O vacinometro esta no site oficial do ministerio da saude %uD83D%uDE34%uD83D%uDC47

                                        https://www.gov.br/saude/pt-br

                                        Se é mentira por que as autoridades compententes não cairiam em cima disso? os estados tem parar de simplesmente segurar futuras segundas doses e aplicar já como primeira nas pessoas.

                              • Conta outra, pois estou na fila para vacinar há um tempão.

                            • Eu disse que era tecnologia americana , ficaram me apedrejando nos comentários por uma simples notícia ,ainda fui acusado por fake news por um bando de adolescentes .

                              Android

                              Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                              Android

                              Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                              Android

                              Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

                              Android

                              Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020