LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

EllaLink: como o cabo submarino entre Brasil e Portugal pode melhorar a internet? | Detetive TC

10 de junho de 2021 8

Inaugurado no começo deste mês de junho pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, o novo cabo submarino que liga o Brasil à Europa chega com a promessa de melhorar a internet dos brasileiros: o EllaLink.

Mas como isso será possível? Quais são as características que fazem dessa iniciativa um fator de aprimoramento da rede como nós conhecemos atualmente? A coluna Detetive TudoCelular separou as principais informações sobre essa iniciativa e conta em detalhes a você a seguir:

Velocidade e latência

O projeto teve desenvolvimento pela empresa privada EllaLink, com o foco em implantar a tecnologia dentro do território nacional. A intenção do cabo de fibra óptica é facilitar a troca de dados com os demais países e dispensar a intermediação dos Estados Unidos, o que traz mais agilidade para a rede.

Com foco em entregar altíssima velocidade no tráfego de dados, o cabo promete até 72 Tbps de download, mas houve uma alteração na última etapa de instalação que aumentou o limite para 100 Tbps.

Além disso, teria capacidade de gerar uma latência de apenas 60 ms, ou seja, um tempo de resposta muito baixo. A redução neste último caso seria de 50% em relação à tecnologia convencional. Para quem curte games online e serviços de streaming, essa melhoria possibilitará uma experiência muito mais fluida e rápida.

Por onde passa?

O EllaLink tem um total de aproximadamente 6 mil quilômetros de extensão. Ele parte de Fortaleza (CE) e vai direto à cidade de Sines, em Portugal, onde será interligado aos cabos terrestres de Lisboa, Madri, Barcelona e Marselha.

Dentro do Oceano Atlântico, ainda possuirá vínculos com outros países africanos, como Cabo Verde, Marrocos e Mauritânia, além de Ilha da Madeira e Ilhas Canárias.

Mas, mesmo ainda na capital cearense, o cabo poderá transmitir dados a regiões mais próximas, como a Guiana Francesa, ou mesmo dentro do Brasil, tais quais os municípios de São Paulo e Rio de Janeiro.

Mais segurança

O novo cabo submarino ainda pode proporcionar mais segurança à privacidade dos usuários e do Brasil como uma nação. Isso porque, até então, a comunicação de alta velocidade do país com o “Velho Continente” dependia de outros cabos que atravessavam primeiro os Estados Unidos.

Sem um intermediário, é uma ponta a menos para se preocupar com a proteção de informações sigilosas. Vale lembrar do caso de documentos vazados por Edward Snowden, em 2013.

O ex-analista da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos chegou a ter acesso a trocas de e-mails e ligações telefônicas de brasileiros. A lista incluía até a ex-presidente Dilma Rousseff.

Sem equipamentos intermediários norte-americanos, os riscos de ilegalidades no meio desse tráfego de dados são reduzidos de forma considerável.

Financiamento

Ao todo, a EllaLink afirma ter investido a quantia de 150 milhões de euros na construção do cabo submarino que leva seu nome. A captação dos recursos teria acontecido em sua maior porção no Banco Europeu de Investimento, da União Europeia, e em outras empresas locais.

Uma outra parcela teria vindo dos clientes-âncora. Entre eles, está o consórcio BELLA, composto por redes de pesquisa da Europa (Géant) e da América Latina (RedCLARA) — as quais utilizarão uma parte da capacidade do cabo para intercâmbio científico — e as empresas Cabo Verde Telecom e Emacon (Ilha da Madeira).

O consórcio teria recebido ainda 26,5 milhões de euros de investimento direto da União Europeia, além de um aporte de 8,9 milhões de euros do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), por meio da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

E aí, você acredita que o novo cabo submarino poderá trazer grandes avanços à internet do Brasil e no contato direto com outros países? Relate sua opinião para a gente no espaço abaixo.


8

Comentários

EllaLink: como o cabo submarino entre Brasil e Portugal pode melhorar a internet? | Detetive TC
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020