LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Eufy RoboVac 11S: o melhor custo-benefício para manter a sua casa limpa? Análise / Review

13 de setembro de 2021 0

Novata no mercado nacional, com estreia no último mês de julho, a marca de eletrodomésticos Eufy – subsidiária da Anker – anunciou alguns novos produtos sob a proposta de deixar a casa dos brasileiros mais inteligente, sendo um deles o aspirador de pó robô RoboVac 11S; que temos conosco em nossa bancada.

Mas será que o modelo tem o que necessário para ganhar destaque frente a forte concorrência do segmento? É isso o que você descobre a seguir na nossa análise completa!

Construção e design

Construído em um design preto e minimalista, em formato redondo, a parte superior e as laterais do 11S não revelam muito sobre ele. Em cima podemos visualizar apenas o logotipo da empresa e o botão de liga e desliga – que é acompanhado de um LED de status, e nas laterais, apenas o seu “para-choque”, que conta com sensores infravermelho para evitar algumas colisões mais fortes, e a parte externa do reservatório do coletor de pó.

É a parte inferior que nos faz entender um pouco mais do funcionamento desse produto. Além da boca de aspiração, responsável por sugar toda a poeira e detritos, temos 3 rodinhas que possibilitam toda a movimentação do aspirador, conectores magnéticos para carregamento, escova giratória, sensor antiquedas, um botão geral de liga e desliga, e duas escovas laterais opostas que rodam em sentido contrário, geralmente puxando toda a sujeira encontrada em direção a boca do aspirador.

E por falar nas escovas, além das duas instaladas, a Eufy ainda manda mais duas extras na caixa do produto, além de um filtro reserva; todos eles de troca bastante simples. O RoboVac 11S ainda é acompanhado de um manual de instruções, abraçadeiras para enrolar os fios dos seus aparelhos – tirando-os do caminho do aspirador, ferramenta para auxiliar na limpeza do equipamento, base para carregamento e um controle remoto.

Controle

É isso mesmo que você leu, controle remoto! Diferente de alguns robôs da concorrência, o 11S conta com um controle remoto para definir a sua forma de funcionamento. É possível alterar os modos de limpeza entre as opções disponíveis, aumentar ou diminuir a intensidade de sucção, controlar a direção da aspiração, fazer com que o robô volte a base imediatamente e agendar um horário para que a limpeza aconteça.


De forma geral, a qualidade de acabamento do controlador segue o mesmo padrão do próprio aspirador, sendo muito boa. Ele funciona a base de duas pilhas AAA que já vem com o produto e que servem não apenas para alimentar a emissão de comandos, mas também um visor preto e branco onde quase todas as informações sobre o dispositivo são exibidas.

Recursos

Talvez por ter seu funcionamento baseado no controle, o aspirador não possui aplicativo – diferente do que acontece com outros produtos da própria companhia. Por conta disso, esqueça funções como a possibilidade de definir barreiras virtuais para impedir a passagem do robô, agendamento de limpezas para dias e horários específicos da semana e várias outras facilidades vistas em dispositivos mais caros.


As funções de limpeza do 11s se resumem basicamente a 4 opções, que estão impressas inclusive no fundo do controlador: automático, ponto específico, limpeza de cantos de parede e limpeza de ambiente único.

Na primeira, o dispositivo aspira sem nenhum padrão aparente. Na segunda, parte de um ponto central e descreve círculos focando em uma área específica por até 2 minutos. Na terceira, ativa a potência máxima e foca sua limpeza nos cantos por até 20 minutos. Na quarta, foca toda a limpeza em um cômodo por até 30 minutos; sendo que no caso dessa, faz-se necessário fechar as portas para que o aspirador não passe para o cômodo vizinho.


De qualquer forma, ele é esperto o suficiente para conseguir voltar sozinho para a base quando finalizada a bateria, mesmo que precise se bater um pouco nos cantos, e identificar automaticamente quando é hora de pegar mais pesado na limpeza.

Isso, graças ao recurso Boost IQ. Quando ativado, o nível de potência de aspiração torna-se automático, variando entre normal e máximo de acordo com o que for identificado pelos sensores do RoboVac. Ao subir em um tapete ou superfície que exige mais atenção, por exemplo, a aspiração é reforçada para permitir uma limpeza mais intensa.

Eficiência

Mas vamos ao que interessa: sua eficiência. Apesar de não contar com aplicativo e, talvez por conta disso, com nenhum recurso muito surpreendente, o Eufy 11S se mostrou eficiente na sua tarefa de aspirar a casa.

Testado em um apartamento pequeno, o dispositivo foi capaz de aspirar com folga toda a extensão do ambiente nos seus quase 110 minutos de autonomia, não deixando sujeira, cabelos ou pequenos detritos para trás. Além disso, graças ao seu corpo fino, de 7 cm de altura, e relativamente compacto, de 32 cm de diâmetro, foi capaz de aspirar embaixo da cama e embaixo dos armários sem se enganchar.


O seu filtro de 0,6 L foi capaz de suportar uma semana inteira de limpezas, com seções de aspiração marcadas para todos os dias as 10 horas da manhã. Uma pena não ser capaz de aspirar líquidos e nem ter a opção de passar pano.

Apesar de não ser o objeto mais silencioso dentro de casa, com a força de sucção definida como padrão, o robô faz bem menos barulho do que a maioria dos aspiradores normais, sendo possível inclusive manter uma conversa ou até assistir televisão no mesmo cômodo onde a limpeza está sendo feita.

Mas nem tudo são flores. No modo de aspiração automática o robô acaba realizando a limpeza por exaustação, já que notamos que ele passa pelo mesmo lugar várias e várias vezes; o que em um apartamento pequeno pode funcionar, mas que em um ambiente grande pode acabar decepcionando, uma vez que pode deixar de cobrir muitos pontos.

Além disso, repetindo o que vemos em outros produtos do gênero, seus sensores infravermelhos são incapazes de detectar objetos escuros ou muito pequenos, como pernas de cadeiras, e o ato de esbarrar – e a depender do objeto, derrubar – acaba se tornando relativamente comum. É necessário ter atenção também com pisos escuros ou muito reflexivos, já que nesses casos o sensor antiquedas pode ser incapaz de detectar degraus.

Um ponto de adaptação para o funcionamento do Eufy 11S é a "limpeza" dos obstáculos dos ambientes

No entanto, nada que não seja possível se adaptar. Por aqui, antes das 10 horas, se tornou comum “limpar” o ambiente de obstáculos que não podem ser superados pelo 11S, como é o caso da base de um ventilador que o robô insiste em tentar subir, mas que por vezes acaba enganchado – emitindo um sinal de alerta para que seja colocado de volta na sua trilha.

E por falar em subir, a potência do motor embutido no modelo permite que ele suba com facilidade em tapetes mais pesados ou até que transite entre cômodos com o rodapé um pouco mais alto. Inclusive, em nossa experiência, o robô chegou a subir e arrastar sandálias de dedo para outros cômodos.

Outro ponto de adaptação a ser levado em consideração são os fios. Assim como pode acontecer com a franja de alguns tapetes, os fios podem ser verdadeiros inimigos do RoboVac 11S. Isso, pois podem enganchar na escova giratória do modelo, causando uma pequena dor de cabeça para desenrolar ou, no pior dos casos, estragando os cabos ou puxando produtos mais leve para o chão.

Vale a pena?

No começo dessa experiência, chegamos a achar que o aspirador de pó robô era apenas um luxo, de limpeza questionável e de trabalho garantido somente sob supervisão. No entanto, depois das adaptações necessárias, vimos que o Eufy 11S conseguia efetuar sua tarefa de forma eficiente (no ambiente em que foi testado), com pouco acompanhamento.

Na verdade, graças ao seu reservatório grande e a possibilidade de agendamento da limpeza com retorno automático para a base de carregamento, nos acostumamos mal com a ausência da necessidade de estar varrendo ou passando um aspirador normal para manter a limpeza do chão em dia; apesar de isso não ser o suficiente para substituir uma faxina detalhada – algo que até o momento nenhum robô é capaz de fazer.


No entanto, nem só de pontos positivos se construiu essa experiência. Primeiro, o fato de não ter um aplicativo que nos informe a área que foi aspirada nos faz questionar a eficiência do modelo em residências ou escritórios muito maiores, uma vez que todo seu funcionamento, no modo automático, é baseado aparentemente em exaustão.

Segundo, o fato do modelo ser incapaz de passar pano também pode ser considerado um ponto baixo, já que é possível encontrar outros aspiradores do mesmo tipo, mais baratos, capazes de executar também essa tarefa. No entanto, nos questionamos se esse sacrifício não foi realizado em prol de manter um reservatório grande em um produto relativamente compacto.

De qualquer forma, se colocado em comparação a concorrência, pode ficar difícil justificar os R$ 1699 cobrados pelo modelo, já que é possível encontrar opções como o Wap Robot W300, que conta basicamente com as mesmas funções, apesar do reservatório e da bateria menores, por menos de R$ 1000.

Em todo o caso, se o preço do RoboVac 11S está dentro do seu orçamento e as funcionalidades presentes são suficientes para atender às suas necessidades, separamos as melhores ofertas para o aspirador robô da Eufy nos cartões abaixo! Ah, e não esqueça de falar para a gente, aqui nos comentários, o que achou do modelo!


0

Comentários

Eufy RoboVac 11S: o melhor custo-benefício para manter a sua casa limpa? Análise / Review
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2021

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas