LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Vacina pode reduzir resistência do organismo a antibióticos, diz estudo

25 de setembro de 2021 28

Além de atuar na produção de anticorpos neutralizantes contra determinadas doenças, as vacinas também podem ajudar na ação de antibióticos no organismo humano. Ao menos, é o que indica uma pesquisa feita no NC State e na UNC-Chapel Hill.

De acordo com os resultados, os imunizantes permitem que o corpo humano não crie resistência a esse tipo de medicamento. Apesar de serem remédios usados em larga escala para infecções como pneumonia, sinusite e meningite – principalmente contra bactérias –, eles podem gerar uma redução nos efeitos se usados com frequência por uma pessoa.

Imagem: Reprodução

Essa baixa na eficácia dos medicamentos é conhecida como “resistência antimicrobiana” (AMR). A pesquisa desenvolveu um cálculo – nomeado Representação Dinâmica da Economia da Resistência Antimicrobiana (DREAMR) – para medir o grau de exposição à AMR ao considerar o uso de antibióticos e a vacinação como fatores.

“Queríamos modelar o valor da vacinação – não apenas para mostrar que a vacinação reduz a morte ou incapacidade por essas doenças, mas também para quantificar se a vacinação pode retardar a resistência antimicrobiana.”


Andrew Stringer

Professor assistente de veterinária e saúde global na NC State

A aplicação do modelo ocorreu para avaliar qual é o impacto da vacinação pneucocócia na Etiópia, país que abriga 2% dos casos desse agente a nível global.

“Usamos DREAMR para analisar o impacto da vacinação pneumocócica na AMR na Etiópia”, disse Stringer. “A Etiópia é responsável por 2% dos casos de pneumococo em todo o mundo anualmente e está entre os cinco principais países com o maior número de mortes em crianças menores de cinco anos. Eles começaram a vacinar contra a doença pneumocócica em 2011 e em 2017 alcançaram 68% de cobertura.”

A descoberta agora comprova que as vacinações têm o papel – além de imunizar as pessoas de uma determinada doença – de proteger a eficácia de medicamentos já existentes.

O que você achou dos resultados desse estudo sobre a vacina e antibióticos? Não se esqueça de interagir com a gente no espaço abaixo.


28

Comentários

Vacina pode reduzir resistência do organismo a antibióticos, diz estudo
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas