LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Crianças representam quase 96% dos internados em surto de gripe no Rio de Janeiro

25 de novembro de 2021 2

A cidade do Rio de Janeiro vem enfrentando um surto de influenza, popularmente conhecida como gripe. Nos últimos sete dias, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro registrou 6,3 mil casos e constatou que as crianças são as maiores vítimas da doença. Os números atualizados registram 24 pacientes internados na cidade pela doença, sendo que 23 são crianças entre 0 a 12 anos e um idoso. Esse percentual equivale a 95,8% dos internados pela gripe.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reforça que crianças e idosos devem procurar a vacina contra a gripe imediatamente. A campanha de vacinação contra a influenza não tem restrição, mas a prioridade atualmente são crianças acima de 6 meses e idosos acima de 60 anos. Ela é importante para diminuir as chances de se desenvolver quadros respiratórios graves e de acordo com estudos, a vacina da gripe, apesar de não substituir, pode reduzir sintomas e contágio pela Covid-19.

Devido algumas semelhanças nos sintomas, a gripe pode ser confundida com a Covid-19. Caso você apresente sintomas, procure o posto de saúde mais próximo. A secretaria de saúde afirma que o teste aplicado atualmente nas unidades de atendimento é o de antígeno, com confiabilidade de 93%. Daniel Soranz, secretário municipal de saúde do Rio de Janeiro, explica que também é utilizado o teste RT-PCR naqueles que apresentaram resultado negativo no teste de antígeno para descartar completamente a suspeita de Covid-19.

Foto: Leila Yousseff

Na última segunda-feira (22), a rede de vigilância epidemiológica do município despachou 300 amostras colhidas em unidades de saúde para monitoramento genômico à Fiocruz e ao Lacen. Soranz afirma que das amostras analisadas, 73% confirmaram a presença de Influenza A.

Leonardo Bastos, pesquisador do grupo de Métodos Analíticos em Vigilância Epidemiológica da Fiocruz (Mave-Fiocruz) explica que a gripe não possui tratamento específico, apenas para os sintomas, e medidas usadas contra o coronavírus, como uso de máscara e distanciamento social, também ajudam a prevenir que outras pessoas sejam contaminadas, diminuindo novos casos.

O subtipo predominante na cidade atualmente é o H3N2, de acordo com a SMS. O pesquisador Marcelo Gomes, também integrante do Mave-Fiocruz, tem acompanhado o histórico de circulação do vírus influenza no Brasil e explica que o H3N2 tende a causar efeitos mais brandos no organismo do que o H1N1, conhecida popularmente como gripe suína.

Você já tomou a vacina contra gripe?


2

Comentários

Crianças representam quase 96% dos internados em surto de gripe no Rio de Janeiro
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas