LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

NASA divulga imagens feitas pelo telescópio James Webb e fotografia inédita do Universo

12 de julho de 2022 20

Atualização (12/07/2022) - FM

A NASA publicou nesta terça-feira (12) novas imagens capturadas pelo James Webb, o telescópio responsável por capturar a imagem mais nítida do Universo. O material mais recente exibe várias regiões do espaço observável registradas em cores com dados de espectroscopia, técnica que a agência chama de “nova era na astronomia”.

Fruto da colaboração da agência espacial norte-americana com a Agência Espacial Europeia (ESA) e Agência Espacial Canadense (CSA), o observatório espacial capturou uma bela imagem da Nebulosa de Eta Carinae (NGC 3372), um “berçário de estrelas” que se encontra a uma distância de 6.500 a 10.000 anos-luz da Terra. Confira:

(Imagem: NASA/ESA/CSA/STScI)

A NASA afirma que essa imagem é capaz de revelar detalhes nunca vistos com as observações anteriores do telescópio Hubble. Para ter uma breve noção da escala dessa imagem, os picos das “montanhas” de gás possuem altitude estimada em 7 anos-luz — note que um único ano-luz é equivalente a cerca de 9,46 trilhões de quilômetros.

A próxima atração é o Quinteto de Stephan, um grupo aparente de cinco galáxias encontradas na constelação de Pegasus — a nada menos que 39 milhões de anos-luz de distância da Terra. A NASA afirma que o processamento de mil imagens separadas foi necessário para criar essa paisagem que revela mais detalhes sobre como esses corpos interagem e evoluem.

(Imagem: NASA/ESA/CSA/STScI)

A NGC 3132 é uma popular nebulosa descoberta no século XIX. O James Webb observou mais detalhes de sua estrela central que ejeta gás e poeira em toda a sua volta — comportamento de gigantes vermelhas próximas de sua “morte”. A espectroscopia é capaz de identificar diferentes moléculas que permitem descobrir a formação desses astros.

(Imagem: NASA/ESA/CSA/STScI)

Essas são as primeiras de uma série de imagens que o telescópio deve fornecer às agências espaciais. Muito além das explorações na “vizinhança” do nosso planeta, o telescópio James Webb, Hubble e as sondas Voyager são responsáveis por encontrar pistas que indiquem as respostas mais buscadas da astronomia.

Texto original (11/07/2022)

James Webb: NASA libera a primeira imagem científica do Universo feita pelo telescópio

A NASA divulgou, nesta segunda-feira (11), a primeira imagem colorida feita pelo telescópio espacial James Webb, o maior e o mais poderoso observatório espacial já construído. O equipamento vai complementar os trabalhos do famoso Hubble.

A imagem foi divulgada pela agência espacial norte-americana em um evento na Casa Branca que contou com a presença do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e também da vice-presidente, Kamala Harris.

"Hoje é um dia histórico. É uma nova janela no nosso universo. É fascinante", disse Biden.

Primeira imagem colorida feita pelo telescópio espacial James Webb. Imagem: Divulgação/NASA

De acordo com a NASA, a imagem é a visão infravermelha mais profunda e nítida do universo até então. Na foto, é possível ver um aglomerado de galáxias chamado de SMACS 0723, exatamente como ele era há cerca de 4,6 bilhões de anos.

A agência espacial explicou ainda que a imagem, a primeira de uma série que o Webb deve divulgar nesta semana, abrange um pedaço do céu que, para um observador terrestre, parece do tamanho de um grão de areia mantido à distância de um braço.

Em um comunicado, a NASA afirmou que a comunidade científica vai começar em breve a aprender mais sobre a massa, idade, história e composição dessas galáxias, à medida que o Webb procura as primeiras galáxias do universo.

Ainda segundo a agência espacial, o James Webb vai ajudar a resolver mistérios em nosso sistema solar, olhar para mundos muito distantes, investigar as origens do universo e poderá até mesmo explorar o potencial de vida em outros sistemas planetários.

Esse é o primeiro registro operacional do Webb, um programa internacional que é liderado pela NASA, em parceria com a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) e a Agência Espacial Canadense (CSA).


20

Comentários

NASA divulga imagens feitas pelo telescópio James Webb e fotografia inédita do Universo
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas