LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Como funciona software com IA da USP para contagem de pessoas em eventos? | Detetive TC

05 de março de 2024 20

Nas últimas semanas, um método de contagem de pessoas em eventos usado pela Universidade de São Paulo (USP) ganhou repercussão, após estimar um número mais realista – 185 mil pessoas – que a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo – 600 mil pessoas –, durante ato político realizado na Avenida Paulista no dia 25 de fevereiro.

Um dos destaques informados sobre a ferramenta está na utilização de Inteligência Artificial para realizar a contabilização. Afinal, como ele funciona e quais tecnologias aproveita para isso? O Detetive TC separou as principais informações para você a seguir.

O que é o projeto?

O projeto que deu origem à estimativa se trata do Monitor do Debate Político. Ele foi criado pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, com coordenação por Pablo Ortellado e Márcio Moretto.

A iniciativa tem sua atuação desde abril de 2015, em um ato ocorrido naquele mês, no qual foi feita uma pesquisa de campo com os indivíduos que participaram da manifestação.

No entanto, as estimativas começaram apenas em uma manifestação ocorrida no mês de agosto de 2022, na área externa da Faculdade de Direito da USP, no largo de São Francisco. Desde então, foram oito vezes que o projeto utilizou a técnica para a contagem de pessoas em eventos do tipo.

Em entrevista ao Estadão, Pablo Ortellado reforçou a importância do projeto, como uma forma de aplicar método para as contagens em eventos, o que acaba por não sustentar números grandiosos que geralmente são divulgados.

“Criou-se uma cultura política de números grandiosos, não só em manifestações políticas como em outras ocasiões, como a Virada Cultural ou os blocos de carnaval. São números muito grandiosos que não se sustentam quando você vai contar com algum critério.”


Pablo Ortellado

Professor de Gestão de Políticas Públicas e coordenador do estudo da USP

Como funciona na prática?

A contagem é feita por meio de fotos em alta resolução tiradas sobre a área desejada – no caso mais recente, do final de fevereiro, foram 43 imagens registradas, das quais 11 cobriam a extensão do local. Os registros acontecem por meio de drones na posição vertical, com divisão por perímetro.

Com o material feito, sem existir qualquer sobreposição, as capturas são setorizadas e recebem a aplicação do método chamado Point to Point Network. Ele consiste em um software que detecta a presença de cabeças e realiza a estimativa da quantidade de pessoas.

O programa chinês foi lançado inicialmente em 2021, durante a International Conference on Computer Vision, uma conferência realizada na cidade de Montreal, no Canadá.

Inteligência Artificial

Um dos destaques do Point to Point Network é a utilização de Inteligência Artificial para realizar as estimativas. A ferramenta aproveita da tecnologia mais avançada na hora de realizar o processamento de dados.

Para isso, o software passou por treinamentos manuais, com o foco em reconhecer cabeças. Contudo, ainda há suas dificuldades. O programa, por exemplo, não consegue identificar os indivíduos localizados embaixo de árvores ou outras estruturas. Também há dúvida quanto ao reconhecimento de pessoas com boné.

Precisão e acurácia

Apesar das dificuldades ainda existentes e aprimoráveis para o futuro, o Point to Point Network é considerado um software com “os melhores valores de precisão e acurácia para identificação de cabeças em fotos de multidão”, como destacou o pesquisador Márcio Moretto ao Poder360.

O método usado pela USP conta com um índice de precisão de 72,9% e uma acurácia – nível de exatidão – de 69,5% na detecção de cada indivíduo, como destacam os especialistas.

Já na contagem do público, o erro percentual absoluto médio consiste em 12% para mais ou para menos, nos casos de imagens aéreas com mais de 500 pessoas.

Qual é a sua avaliação sobre o software usado pela USP para contagem de pessoas em atos? Diga para a gente!


20

Comentários

Como funciona software com IA da USP para contagem de pessoas em eventos? | Detetive TC
Economia e mercado

Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos