LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Intel Tiger Lake: novo chip é comparado com CPU Ice Lake e tem mais detalhes revelados

17 de agosto de 2020 4

A Intel apresentou oficialmente nessa semana detalhes de sua próxima grande família de processadores, de codinome Tiger Lake. Confirmando rumores recentes, os novos chips devem apresentar um salto considerável de performance, adotando o novo processo de 10nm++, além do novo núcleo Willow Cove, redesenhado a partir do Sunny Cove encontrado na 10ª geração Ice Lake.

Para mostrar o que há de novo e o que foi mantido, a gigante de Santa Clara comparou as duas gerações e mostrou a organização interna de sua nova CPU, revelando ainda alguns novos detalhes da próximas linhas com lançamento previsto para 2 de setembro. Em primeiro lugar, a Intel redesenhou a estrutura FinFET vista em chips anteriores, otimizando significativamente sua eficiência energética e a renomeando para SuperFin.


A série Tiger Lake mantém ainda alguns dos blocos presentes nos chips Ice Lake, como o controlador de memória, que suporta memórias DDR4 a 3200MHz, e o controlador USB-C que inclui suporte a DisplayPort1.4, mas renovou a maior parte das estruturas. Foram adicionados a nova GPU Xe LP, que promete níveis de performance nunca vistos em gráficos integrados, mais cache, suporte a telas 8K e à memórias LPDDR5 a 5.400MHz, USB 4, Thunderbolt 4 entre outras novidades.

Os chips Tiger Lake foram construídos com base na família Ice Lake, mas redesenhados em diversos aspectos, como nos núcleos, GPU, motor de mídia e mais.

A fabricante também detalhou as linhas em que os novos processadores serão oferecidos, que seguirão os padrões clássicos com as variantes Tiger Lake-Y de baixo consumo para aparelhos de entrada, Tiger Lake-U para ultrabooks e Tiger Lake-H de alto desempenho para dispositivos dedicados a jogos e aplicações profissionais.

A GPU Xe LP é um dos maiores destaques da nova linha, prometendo desempenho que rivaliza com gráficos dedicados.

Os chips Tiger Lake-Y trarão TDPs entre 4,5W e 9W e contarão com até 4 núcleos e 8 threads, mas diferente de seus irmãos mais potentes só possuirão suporte a memórias LPDDR4X. Já as CPUs Tiger Lake-U irão funcionar com TDPs entre 15W e 28W, também contando com até 4 núcleos e 8 threads, mas atingindo clocks significativamente mais altos que a geração anterior, na casa dos 4,5GHz, e podendo estrear já no próximo mês, tendo inclusive vazado em um modelo da HP.


Por fim, as variantes Tiger Lake-H serão os mais interessantes, atuando entre 35W e 65W com configurações de até 8 núcleos e 16 threads. Grandes upgrades serão realizados na família de alto desempenho, com os maiores ganhos em cache, suporte a instruções de Inteligência Artificial AVX2 e AVX-512, memória DDR4 a 3200MHz, além, é claro, das novas GPUs Xe LP.

Detalhes de cada modelo de CPU não foram revelados, mas não falta muito agora para que todos os detalhes sejam revelados, com o evento de setembro se aproximando rapidamente.


4

Comentários

Intel Tiger Lake: novo chip é comparado com CPU Ice Lake e tem mais detalhes revelados
  • Quero mesmo é a ARM com qualcom, Samsung, e Apple lutando com essas empresas nos pcs também. Só dois nessa briga é pouco.

    • Engraçado... construção em 10nm por preguiça em fazer em 7nm... E reaproveitar aqueles que não foram vendidos.... pois geralmente não foi sucesso de venda... Me fez lembrar a artimanha da AMD com os antigos DURON que foram renomeados para ATHLON

        • Na verdade os 7nm da TSMC (que a AMD usa por exemplo) tem densidade de transístores bem próximo dos 10nm da Intel, seriam na verdade mais próximos dos 9nm. Então na verdade, só comparar o tamanho da litografia não é suficiente para avaliar o possível desempenho de um chip.
          Ps: a TSMC tem um processo mais otimizado, um 7nm "de verdade" que usa EUV, mas é um processo mais caro e mais lento de ser feito, por isso é pouco usado.

          Tech

          Coronavírus: Brasil chega a 150.689 mortes em 5.103.408 casos confirmados | Relatório diário

          Android

          Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Setembro 2020

          LG

          Moto G8 Plus vs LG K51S: mais câmeras fazem fotos melhores? | Comparativo

          Android

          Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review