» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
3.343

Apple iPhone 8 Plus

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral
Introdução e unboxing

Enquanto era esperado o iPhone 7s Plus para 2017, Apple surpreendeu ao trazer logo a geração 8, além de lançar o modelo X, sendo este o iPhone realmente inovador. O iPhone 8 Plus nada mais é de do que uma atualização incremental, trazendo pequenas melhorias comparado ao seu antecessor.

No design, pouco mudou. O iPhone 8 Plus segue com as mesmas bordas largas, botão home circular na parte frontal e câmera dupla na traseira. O que muda é que agora temos uma traseira em vidro, ao contrário do metal da geração passada. Essa mudança acaba deixando o aparelho mais frágil, mas em troca oferece suporte à tecnologia de carregamento sem fio.

Na caixa do iPhone 8 Plus encontramos os mesmos acessórios do seu antecessor: carregador de 5V e 1A, cabo USB, fone de ouvido com conector Lightning, adaptador para fones no padrão P2, ferramenta para abrir gaveta do SIM card, manuais e adesivos da maçã.

Design e construção

O iPhone 8 Plus segue com design similar ao seu antecessor. Como dito, o que muda nesta geração é a sua traseira agora de vidro. A troca do material permitiu que Apple finalmente incluísse a tecnologia de carregamento sem fio em seus smartphones, mas a fragilidade do mesmo acabou aumentando.

As medidas do aparelho também são bastante similares ao antecessor. Temos 158,4 mm de altura, 78,1 mm de largura e 7,5 mm de espessura, além de 202 gramas de peso. Ou seja, o iPhone 8 Plus é ligeiramente maior, mais largo e mais espesso e pesado que o iPhone 7 Plus. No entanto, este aumento não influencia na ergonomia com o aparelho.

A qualidade de construção continua a mesma de antes. O iPhone 8 Plus entrega o mesmo acabamento premium já esperado de um produto da Apple. O modelo analisado é na cor dourada, mas é possível encontrá-lo nas opções prata e preta no Brasil.

Tela e som

Aqui temos a mesma tela de 5,5 polegadas com tecnologia IPS LCD e resolução Full HD de antes. No entanto, não estamos diante do mesmo painel, exatamente. A tela do iPhone 8 Plus é capaz de atingir um brilho maior que a do 7 Plus, além de contar com o recurso True Tone, que muda a tonalidade das cores de acordo com a iluminação do ambiente.

A tela do aparelho mantém a mesma boa qualidade de antes, apresentando ótimo equilíbrio de cores e gama dentro do ideal. Apple continua sem oferecer opções para os consumidores alterarem o equilíbrio de cores, como vemos Sony e Xiaomi fazerem com seus aparelhos com tela IPS LCD.

A parte sonora do aparelho recebeu mais atenção. Assim como na geração passada, o alto-falante de chamadas também é usado como alto-falante para todos os sons produzidos pelo aparelho, auxiliando o alto-falante principal na parte inferior do aparelho. Agora ambos oferecem um som mais potente e com mais detalhes do que no iPhone 7 Plus.

O fone de ouvido é o mesmo de antes. É um fone de plástico que não valoriza o conforto. Se você não curte o fone da Apple é preciso usar o adaptador fornecido para conectar qualquer fone no padrão P2 que possua.

Desempenho e jogos

O smartphone da Apple vem pela primeira vez com processador hexa-core, o que promete oferecer um salto considerável comparado ao iPhone 7 Plus do ano passado.

Aqui temos dois núcleos Monsoon com velocidade máxima de 2,74 GHz focados em oferecer o melhor desempenho possível. Para equilibrar a balança entre desempenho e consumo temos quatro núcleos Mistral, com velocidade mais baixa de 2,39 GHz, focados em cuidar das tarefas mais simples e assim reduzir o consumo energético.

O iPhone 8 Plus, assim como seu antecessor, oferece 3 GB de RAM. Esta quantidade de memória é suficiente para garantir um ótimo desempenho no multitarefas, mas realizamos o nosso usual teste de velocidade para saber quanto tempo o aparelho demora para abrir uma dúzia de aplicativos e se ele realmente consegue manter todos rodando em segundo plano.


O nosso primeiro teste consiste em medir quanto tempo o iPhone 8 Plus leva para abrir uma dúzia de apps. Na lista selecionada temos os apps de Câmera, Galeria e Configurações enquanto outros foram baixados, como Facebook, WhatsApp, Chrome, Netflix, Spotify, Photoshop Mix, Pokémon Go e Asphalt 8.

A abertura foi realizada exatamente nesta ordem, contando o tempo a partir do momento em que o cronômetro foi iniciado e sendo feita uma marcação ao final do primeiro ciclo para vermos se a segunda etapa seria executada mais rapidamente, pois todos os apps e jogos teoricamente já estariam armazenados na RAM.

E como já esperado de um smartphone da Apple, o iPhone 8 Plus consegue segurar todos os apps abertos na RAM, o que faz o mesmo terminar o nosso teste de velocidade em tempo ágil. Foram necessários 39 segundos para abrir todos os apps e apenas 16 segundos para reabri-los. Realmente não há como negar, o iPhone 8 Plus é incrivelmente rápido.


Usamos a ferramenta Gamebench para medir a taxa de quadros por segundo em alguns jogos rodando no iPhone 8 Plus. E como já esperado de um aparelho com iOS, o desempenho conferido foi excelente. Infelizmente, alguns jogos vêm travados para rodarem a 30 quadros por segundo, mas os que não possuem essa limitação rodam de forma livre próximo ao 60 FPS.

A exceção fica para o Injustice 2, que em algumas fases teve queda brusca na taxa de quadros por segundo, chegando próximo aos 30 FPS. No geral, o jogo ficou próximo a 60 quadros, o que fez sua média cair para 55 FPS no tempo total de jogatina. Você pode até sentir os momentos de lentidão, mas este é um problema de otimização do jogo e não do hardware do aparelho.

No geral, o iPhone 8 Plus oferece excelente desempenho em jogos, mas é uma pena ver que alguns títulos ainda vêm limitados para não passarem de 30 quadros por segundo.

Câmera

As especificações da câmera são as mesmas de antes. Na traseira temos dois sensores de 12 megapixels. A câmera principal oferece abertura f/1.8, enquanto a secundária traz abertura f/2.8. No papel pode parecer que não houve uma evolução, mas o sensor é novo e capaz de gravar vídeos em 4K a 60 quadros por segundo.

Além disso, Apple fez vários ajustes no software de câmera para que o iPhone capture fotos mais saturadas, sendo esta a preferência do público. O modelo anterior era criticado por entregar cores frias e sem vidas, o que não atraía muitos adeptos. Além disso, o iPhone 8 Plus agora entrega melhores resultados em ambientes com pouca luz, registrando menos ruídos e artefatos.

O software de câmera é praticamente idêntico ao do iPhone 7 Plus. Ele permite usar o sensor secundário para aplicar zoom óptico de 2x. O diferencial fica para o Modo Retrato que recebeu melhorias e agora oferece cinco modos diferentes de fotos: lux natural, luz de estúdio, luz de contorno, luz de palco e luz de palco mono.

Abaixo temos estes modos lado a lado para que vejam a diferença entre eles. Mas o que fica claro é que o modo luz de estúdio clareia a face da pessoa, enquanto o de contorno reforça as sombras ao redor da modelo. As duas opções de palco escurecem o fundo da imagem, gerando um efeito artificial, porém mais discreto na versão monocromática.

Modo luz de estúdio (esquerda) - modo luz de contorno (direita)
Modo luz de palco (esquerda) - modo luz de palco mono (direita)

Como dito, o grande diferencial do iPhone 8 Plus está na sua capacidade de gravar vídeos em 4K a 60 quadros por segundo. Porém há uma limitação: só é possível gravar em tal resolução no modo alta eficiência que usando o codec HEIF/HEVC para lidar com a alta taxa de dados por segundo. Para quem busca gravar vídeos em H.264 com formato MP4, acaba ficando limitado a 4K a 30 quadros por segundo.

A estabilização óptica de imagem funciona tão bem quanto na geração passada, mas o iPhone 8 Plus ainda continua gravando áudio mono. É uma pena que a Apple ainda se negue a lançar um smartphone que capture áudio em estéreo, ainda mais quando o aparelho possui dois alto-falantes para tirar proveito de canal duplo de áudio.

Bateria

Apple reduziu a bateria do seu smartphone comparado ao antecessor. Agora temos apenas 2.691 mAh, mas a boa notícia é que o processador com avançado processo de fabricação em 10nm faz com que o consumo seja menor. Desta forma, a bateria dura 1h30 a mais do que a do iPhone 7 Plus.

O lado ruim é que é necessário esperar mais de 3 horas para ter a bateria do aparelho totalmente recarregada. Com 30 minutos, temos 19% da bateria recuperada, chegando a 36% após 1 hora na tomada. Com uma carga de bateria é possível assistir vídeos por 9h22 ou gravar vídeos por 3h50. Para chamadas temos 15h19 de ligações ou 7h40 de videochamadas no Skype. Para aqueles interessados em jogos, o iPhone 8 Plus aguenta 5h04 de jogatina.


Ao tirar o iPhone 8 Plus às 7h da tomada, foi possível usá-lo até as 19h40. O que fica claro é que ainda não é possível usar o smartphone até o final do dia com uma única carga. O carregador sem fio oferecido pela empresa oferece uma potência maior do que o carregador padrão de 5V e 1A que vem junto com o aparelho, o que ajuda a reduzir a espera.

Resumo dos testes de bateria

Após 12 horas e 40 minutos de teste, o aparelho acabou descarregando na metade do nono ciclo. Desta forma, teremos que arredondar os valores para menos.

  • O smartphone completou um total de 8 horas e 33 minutos de uso (incluindo tela ligada e desligada) durante o teste.
  • Realizamos 9 ciclos incompletos de testes, que incluíram:
    • 54 minutos de navegação no Chrome;
    • 270 minutos de WhatsApp, Spotify, Apple Música (música offline), Loopideo (vídeo) e YouTube (54 minutos cada);
    • 48 minutos de jogos (Pokémon Go, Subway Surfers, Candy Crush, Modern Combat 5, Injustice e Asphalt 8);
    • 48 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps (16 minutos cada);
    • 32 minutos de chamadas de voz conectado às redes móveis;
  • O app que mais consumiu bateria foi o YouTube;
  • O app que menos consumiu bateria foi o Telefone.
Pontos fortes e fracos

Pontos fortes:

  • Tela com brilho alto
  • Duplo alto-falante potente
  • Ótimo desempenho geral e em jogos
  • Melhorias para o Modo Retrato
  • Vídeos 4K 60 FPS

Pontos fracos:

  • Traseira em vidro aumenta fragilidade
  • Falta de controles manuais para câmera
  • Captura de áudio mono
  • Tempo de recarga
  • Autonomia de bateria
  • Poucas melhorias nesta geração
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

O iPhone 8 Plus tem poucas novidades a oferecer, o que complica o seu custo-benefício comparado ao seu antecessor com preço consideravelmente inferior.

Embalagem e características

O iPhone 8 Plus vem com todos os acessórios encontrados em seu antecessor: carregador, cabo USB, fone de ouvido, adaptador para P2, manuais e chave da gaveta SIM.

Comodidade

O iPhone 8 Plus é um aparelho grande graças às suas bordas exageradas. A ergonomia e usabilidade é a mesma do iPhone 7 Plus, o que não será um problema para quem pretende pegar o novo modelo.

Facilidade de uso

É o mesmo iOS de sempre para quem já está acostumado, mas que pode parecer confuso para quem veio do Android. Sem falar de suas diversas limitações.

Multimídia

Tela Full HD de boa qualidade e som com alto-falante duplo garante boa diversão com filmes e jogos no iPhone 8 Plus. Seu fone de ouvido não é dos melhores e a falta de entrada P2 pode ser irritante para alguns.

Votação Geral

O iPhone 8 Plus chega com mais do mesmo, ficando claro que faria mais sentido o aparelho ser lançado como iPhone 7s Plus.

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Apple iPhone 8 Plus