» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
6.388

Apple iPhone 15 Pro

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Depois de analisar os demais membros da linha iPhone 15, chegou a hora de conferir o último e não menos importante: o iPhone 15 Pro. Será que temos muitas diferenças com relação ao Pro Max ou apenas muda o tamanho de tela e bateria? Confira a análise completa do TudoCelular e veja se vale a pena comprar o celular da Maçã.

Acessórios

O iPhone 15 Pro vem na mesma caixa pequena do seu antecessor e continua pobre em acessórios:

  • Cabo no padrão USB-C em ambas as pontas
  • Chavinha para a gaveta do SIM card
  • Guia básico de uso
Design e conectividade

Começamos pelo design e visualmente não há muitas diferenças. Na parte frontal temos bordas um pouco mais finas, enquanto as laterais agora são feitas de titânio. A troca de material deixou o iPhone mais resistente e leve, o que é um belo avanço para quem busca um aparelho compacto.

É bom deixar claro que apenas a parte externa é feita do novo metal. Por dentro tivemos o aço trocado por alumínio, o que também ajudou a contribuir para a redução de peso. A certificação IP68 segue presente e assim como antes, vai além do que temos em celulares Android; você pode mergulhar o iPhone 15 Pro por até 6 metros por no máximo 30 minutos.

O vidro frontal é o já conhecido Ceramic Shield que a Apple continua alegando ser o mais resistente do mercado. O traseiro é produzido pela Corning, mesma empresa do Gorilla Glass, e possui acabamento fosco para uma pegada agradável. O iPhone 15 Pro pode ser encontrado nas cores cinza, azul, branco e preto.

O bloco de câmeras estilo cooktop continua presente e assim como na geração passada traz três câmeras e um flash em LED. O entalhe em formato de pílula segue presente na nova geração e incorpora a câmera de selfies e os sensores do Face ID. A grande novidade mesmo é a porta USB-C, que se tornou um padrão nos smartphones da Maçã em 2023.

Outra novidade é o novo Botão de Ação que fica logo acima dos botões de controle de volume. Ele veio para substituir a antiga chave de deixar o celular no mudo e você pode configurar várias funções: como abrir rapidamente a câmera, ligar a lanterna, criar um recado de voz ou escolher qualquer atalho que achar interessante ao segurar neste botão.

Nas demais especificações em conectividade temos de novidade o Wi-Fi de sexta geração agora no padrão 6e. Bluetooth segue na versão 5.3, além de NFC e suporte a 5G como já tínhamos. O carregamento sem fio segue limitado a 15W com acessórios MagSafe e 7,5W com demais carregadores, além de carregamento reverso a no máximo 4,5W.

Tela e som

O iPhone 15 Pro traz tela de 6,1 polegadas com painel Super Retina XDR OLED de 120 Hz. Como ele é do tipo LTPO, consegue controlar a taxa de atualização de forma automática reduzindo a velocidade para até 1 Hz e assim economiza bateria em conteúdo estático.

O nível de brilho máximo de tela está entre os melhores do segmento, garantindo ótima visibilidade fora de casa mesmo em dias bastante ensolarados. Claro que o vidro reflete bastante luz e neste ponto já temos opções melhores no mercado. Ainda assim, o painel adotado exibe belas cores com ótima calibração nativa e há suporte a HDR10 e Dolby Vision.

Temos som estéreo no iPhone 15 Pro, graças ao alto-falante de chamadas acima da tela que atua como canal secundário. Os dois alcançam potência similar e apesar do volume máximo agradar, ainda está abaixo do que temos no modelo Pro Max. Também não vimos um avanço comparado ao antecessor neste ponto.

A qualidade sonora continua excelente e a Apple decidiu caprichar um pouco mais nos graves nesta geração para um som mais impactante com filmes e jogos, mas sem comprometer os vocais e agudos nítidos de antes.

Desempenho

Assim como o 15 Pro Max, o irmão menor também estreia o A17 Pro, o novo chipset da Apple que ficou de fora dos modelos mais baratos da linha. Ele é o primeiro da empresa fabricado em 3 nm e traz processador hexa-core com velocidade máxima de 3,78 GHz e GPU da Apple com seis núcleos gráficos.


A RAM aumentou nesta geração e agora temos 8 GB para lidar com o multitarefas, enquanto o armazenamento de entrada continua sendo 128 GB, diferente do Pro Max que parte dos 256 GB. A parte decepcionante é ver que mesmo com o aumento de memória não vimos um ganho no multitarefas comparado ao antecessor.

Em benchmarks, no entanto, há um salto considerável entre gerações. No AnTuTu agora temos média de 1 milhão e 500 mil pontos. Quanto a jogos não há o que questionar: o iPhone 15 Pro consegue rodar qualquer game disponível para iOS na qualidade máxima com suporte a Ray Tracing acelerado via hardware e a possibilidade de rodar até jogos de console como Resident Evil e Assassin’s Creed.

Bateria

A bateria recebeu um pequeno incremento nesta geração e agora temos 3.274 mAh. Poderíamos esperar um leve ganho em autonomia, mas como o novo celular da Maçã traz um chip mais eficiente, a duração foi melhor do que o esperado.


Em nosso teste de uso moderado com alguns jogos inclusos chegamos a passar das 24 horas, o que é um bom tempo para quem não pretende usar o iPhone principalmente para jogar.


Assim como nas gerações anteriores, este também não traz carregador na caixa, mas a Apple recomenda usar um bom carregador de 20W. Em nossos testes, precisamos esperar pouco mais de 1 hora e meia para ter a bateria cheia. Uma rápida carga de 15 minutos recupera 30% e chega a quase 60% em meia hora.

Câmeras

O conjunto fotográfico é quase idêntico ao que temos no Pro Max, com a diferença apenas para a teleobjetiva mais simples que fica limitada a zoom óptico de no máximo 3x, como na geração passada. Aliás, as demais também são as mesmas de antes com o sensor principal de 48 MP e a ultra-wide de 12 MP.

Apesar de não termos novidades nos sensores, ainda foram feitas melhorias na parte de software. Agora a câmera captura imagens em 24 MP por padrão para entregar maior nitidez com menor perda de qualidade por ter uma compressão menos agressiva. Também é possível fotografar em 48 MP gerando arquivos puros para edição posterior. O zoom digital possui agora modos que simulam lentes de 28 e 35mm.

Principal | Ultra-wide



A qualidade das fotos diurnas agradam com ótima nitidez, bom contraste e poucos ruídos. Por padrão, temos saturação controlada na tentativa de capturar imagens mais próximas da realidade, mas há opções no aplicativo de câmera que permite uma abordagem com cores mais vibrantes.

A ultra-wide também recebeu melhorias no pós-processamento e agora registra fotos com nitidez superior, especialmente nos cantos. A lente ganhou um novo revestimento que melhora o desempenho do HDR e lida melhor com reflexos. Há foco automático com distância focal entre 3 e 4 cm, o que garante boas macros.

Macros


Por fim, temos a teleobjetiva que entrega zoom óptico de até 3x. A diferença pro Pro Max fica não apenas no zoom superior no modelo mais caro, mas também no fato de que o outro modelo da Maçã vem com lente periscópica que gera um desfoque de fundo mais profissional.

O iPhone 15 Pro ativa o modo noturno quando detecta um cenário com pouca luz. Neste modo temos imagens capturadas em 12 MP, o que resulta em maior compressão e menor nitidez. Como o celular da Apple tende a fazer uma captura mais próxima da realidade, não espere por fotos mais claras que resultam em cores e contraste artificiais vistos em muitos celulares com Android.

Noturno



A frontal também traz o mesmo sensor de 12 MP de antes. Há foco automático e estabilização via hardware para evitar selfies tremidas ou borradas. As imagens capturadas apresentam alta nitidez, ótimo contraste e saturação mais forte que o conjunto traseiro. O desfoque de fundo continua sendo um dos pontos fortes do iPhone com efeito convincente com o mínimo de falhas.

Selfies



Não foi dessa vez que o iPhone ganhou filmagens em 8K, mas pelo menos as quatro câmeras gravam a no máximo 4K a 60 quadros por segundo. A Apple sempre se destacou em vídeos, especialmente em estabilização de imagem. Aqui temos um celular que filma com alta qualidade e possui foco ágil com captura de som limpa.

Software

Assim como os demais da linha, o iPhone 15 Pro vem com iOS 17, versão do sistema da Maçã que também está disponível para antigos celulares da empresa lançados nos últimos anos.

Entre as novidades temos o novo modo Standby que entra em ação quando você coloca o iPhone para recarregar em posição de paisagem. Ele ativa o Always-on para exibir um grande relógio e calendário. Também exibe notificações com direito a versão noturna com interface vermelha para reduzir o incômodo visual caso você acorde no meio da noite.

Também terá uma maior customização dos contatos, compartilhamento de senhas com amigos, melhorias no aplicativo de Mapas para uso sem internet e novos widgets. Sem falar que a nova porta USB entrega maior velocidade e permite espelhar a imagem em monitores e TVs com suporte a até 4K.

Rivais

Como o iPhone 15 Pro se sai contra celulares topo de linha Android que custam menos?

O Galaxy S23 Plus pode ser encontrado por quase R$ 3 mil de diferença e traz tela maior com ótima qualidade e brilho alto. Eles ficam empatados em potência sonora e garantem ótima experiência multimídia. O iPhone é mais ágil no multitarefas e o Galaxy tem maior autonomia de bateria e passa menos tempo na tomada. Em fotos temos uma boa disputa com o iPhone ganhando em nitidez e saturação, enquanto o da Samsung tem melhor HDR e fotos noturnas mais vívidas.

Uma alternativa com tamanho similar é o Zenfone 10. Sua tela é um pouco menor, porém traz taxa de atualização de 144 Hz para fps superior em alguns jogos. A parte sonora é um pouco melhor no iPhone, assim como o desempenho multitarefas mais ágil. A bateria dura muito mais no celular da Asus e recarrega em menor tempo. A câmera fica devendo uma teleobjetiva para zoom óptico e a qualidade geral fica um pouco abaixo do iPhone. Pelo menos temos filmadora em 8K.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Acabamento em titânio
  • Experiência multimídia exemplar
  • Desempenho ágil
  • Boa duração de bateria
  • Ótimas câmeras

Pontos fracos

  • Demorado tempo de recarga
  • Teleobjetiva inferior ao iPhone 15 Pro Max
  • Preço salgado por apenas 128 GB
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Seu preço próximo do iPhone 15 Pro Max complica a relação custo-benefício se você não se importa com o tamanho

Embalagem e características

Embalagem traz apenas o básico, nada de carregador ou fone de ouvido

Comodidade

Ele é mais confortável de usar comparado ao iPhone 15 Pro Max, mas é igualmente escorregadio

Facilidade de uso

É o mesmo iOS do outros iPhones com algumas novidades relacionadas ao Always-on display e a Ilha Dinâmica

Multimídia

A experiência multimídia é excelente com bela tela com brilho forte e som potente e de qualidade

Votação Geral

O iPhone 15 Pro é quase tão bom quanto o Pro Max, sendo praticamente o mesmo aparelho em forma mais compacta

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Apple iPhone 15 Pro