» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
Aviso de preço Inscreva-se para saber
quando este aparelho
estiver disponível.

Blu V XI

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

A fabricante BLU voltou ao mercado nacional no final de 2018 com seus novos aparelhos da linha Vivo. O TudoCelular já analisou o Vivo XI Plus, que se mostrou uma ótima opção em termos de custo-benefício, trazendo diferenciais inéditos para a categoria.

Agora é a vez de analisarmos a versão mais básica, que chegou ao nosso país pelo preço sugerido de R$ 899 e vem se mantendo nesta faixa, já que não foi disponibilizada no varejo, lembrando que a linha teve seu nome alterado recentemente para V XI por exigência da Telefônica que detém a operadora Vivo no Brasil.

Acessórios

A embalagem do V XI é igual ao que temos do modelo Plus, trazendo ilustração de uma obra do pintor Caravaggio. Em seu interior encontramos:

  • Carregador de 10W
  • Cabo microUSB
  • Fones de ouvido com microfone embutido e botão para chamadas
  • Manuais, adesivo (com a mesma imagem da caixa) e termos de garantia;
  • Duas capinhas de silicone, sendo uma totalmente transparente e outra com a mesma ilustração da caixa
  • Película protetora para a tela;

Além disso, ele já vem com uma película aplicada na tela para proteger contra riscos, garantindo ainda mais proteção para o painel.

Design e construção

O V XI tem o mesmo design e acabamento do seu irmão maior, ou seja, corpo em metal com traseira em vidro. É interessante ver este nível de preocupação da fabricante no segmento de entrada, já que algumas empresas ainda lançam smartphones com corpo feito em plástico, como é o caso do Galaxy J8.

E por falar no smartphone da Samsung, o da BLU tem o mesmo tamanho, mas tem tela maior devido ao entalhe no top, que por sinal faz o aparelho lembrar o Zenfone 5 e vários outros que seguiram o caminho da Apple com o iPhone X.

O corte na tela é largo e serve para abrigar a câmera de selfies, sensores de proximidade e luminosidade, e alto-falante de chamadas. Diferente da versão maior, este não traz biometria facial por reconhecimento em 3D.

O leitor de digitais foi mantido, sendo encontrado na traseira do aparelho. Ele funciona bem, sendo tão ágil quanto o que vemos nos rivais do V XI.

Uma mudança curiosa é que o V XI tem entrada P2 para fones de ouvido no topo, enquanto o XI Plus não, sendo necessário usar adaptador na variante mais cara. Outra diferença é que o mais barato ainda vem com porta micro USB, enquanto o mais caro já adota o padrão USB-C.

Tela e som

O V XI traz painel IPS LCD como seu irmão maior, mas oferece uma tela menor devido às dimensões reduzidas. Aqui temos 5,9 polegadas, mas devido à proporção 19:9, ele acaba entregando um melhor aproveitamento frontal que os demais aparelhos nessa faixa de preço.

A resolução é apenas HD+, mas entrega boa qualidade de imagem, mesmo quando você inclina o celular. O brilho não é muito alto, mas deve ser suficiente para usar o V XI em locais abertos sem problema.

Um detalhe bacana é que a Blu oferece garantia de 6 meses para tela quebrada, além de troca do produto ao apresentar defeito de fabricação nos primeiros 12 meses.

O V XI possui um único alto-falante na parte inferior. Mas temos que admitir que aparelhos com som estéreo nessa faixa de preço é algo raro de se ver. Pelo menos a potência é alta o suficiente para garantir ouvir o que estiver assistindo mesmo em locais com barulho.

O fone que acompanha o aparelho é básico e entrega uma qualidade de áudio decente. O acabamento está dentro do esperado para algo nessa faixa de preço.

Desempenho e jogos

O V XI vem com chipset da MediaTek, o modelo Helio P22, que incorpora processador octa-core e chip gráfico PowerVR, mesmo presente no Redmi 6 da Xiaomi.

Apesar de parecer potente no papel, na prática o desempenho do modelo básico da Blu não chega a ser dos melhores. Ele sofreu um pouco para carregar os aplicativos e jogos no nosso teste, levando praticamente o mesmo tempo do Moto G6.

Neste ponto o Galaxy J8 consegue ser melhor, levando muito menos tempo para recarregar tudo. O V XI até consegue segurar uma boa quantidade de apps abertos em segundo plano, mas quando você abre algum jogo os 3 GB de RAM já não conseguem dar conta.

Ele consegue rodar jogos mais leves sem problema, mas títulos mais pesados como o PUBG rodam com engasgos no aparelho. Para quem é mais exigente e busca ter maior velocidade, vale a pena investir mais na versão Plus que entrega desempenho muito melhor.

Câmeras

O conjunto de câmeras é o mesmo entre o V XI e o Plus. Na traseira temos um sensor principal de 16 MP acompanhado de um inferior de 5 MP que serve para desfocar o fundo de cenários. Na parte frontal temos apenas uma câmera de 16 MP para selfies e flash em LED dedicado.

A qualidade das fotos está dentro do esperado para um celular na sua faixa de preço. Ele consegue registrar um bom equilíbrio entre cor e brilho, mas é perceptível a falta de nitidez em cenários mais amplos.

A câmera frontal registra boas selfies em locais bem iluminados. Em cenários mais escuros é possível usar o flash em LED para iluminar, mas ele acaba deixando a borda das fotos esbranquiçadas.

Isso também acontece em vídeos. O V XI oferece dois níveis de intensidade do flash, mas mesmo na opção mais fraca ele ainda acaba interferindo na gravação.

O aparelho é capaz de filmar em Full HD, mas fica limitado à resolução HD com a câmera frontal. A qualidade do áudio é apenas ok, sendo praticamente o mesmo que vemos em modelos chineses nessa faixa de preço.

Bateria

O V XI mostrou autonomia ligeiramente maior que a encontrada em sua variante Plus, demonstrando que o hardware mais modesto e a tela de menores dimensões e resolução fazem a diferença e permitem algumas horas a mais de uso ao final do dia.

De qualquer forma é bom não abusar para não ter que levar o aparelho à tomada no início da noite, mas no geral temos autonomia mais do que suficiente para boa parte dos usuários.

O carregador leva pouco mais de 2 horas para recarregar completamente a bateria, o que é um tempo aceitável para aparelhos básicos, já que tecnologia de carregamento acelerado é raro nesta categoria.

Software

O V XI vem com Android 8.1 Oreo e interface modificada que lembra a do Android Pie. Notamos que ela peca um pouco em otimização, apresentando lentidão nas transições, mas nada muito preocupante.

Para quem não curte o entalhe no topo da tela, o software permite ocultá-lo facilmente. No geral, o desempenho fica dentro do esperado para um aparelho por menos de R$ 1 mil, mas notamos que a interface nem sempre responde aos comandos precisamente, o que pode acabar irritando alguns.

Vale a pena?

O BLU V XI é um celular básico, mas que entrega mais que muito celular barato encontrado no mercado nacional. O seu desempenho não é dos melhores, mas cumpre bem tarefas básicas. Ele entrega ainda melhor bateria que a versão Plus, além do mesmo design e qualidade de construção, sem falar que permite usar fones de ouvido sem precisar de adaptador.

No geral, o V XI é um celular bom e barato e que cumpre o papel de ser um modelo de entrada de respeito, deixando muita opção "consolidada" para trás.

Pontos positivos

  • Ótimo design e construção para a faixa de preço;
  • Boa autonomia de bateria;
  • Garantia até contra quebra do display com o BLU-Care;
  • Leitor de impressões digitais;
  • Boas câmeras.

Pontos negativos

  • Comercialização limitada;
  • Alguns engasgos na interface;
  • Brilho da tela poderia ser um pouco maior.
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

É certamente uma das opções mais interessantes na faixa dos R$ 900, mostrando que não é preciso abrir mão de boa construção ou outros diferenciais na categoria de entrada.

Embalagem e características

A BLU entregou uma caixa bem recheada junto do V XI, assim como tinha feito na versão Plus. Temos duas capas protetoras, duas películas (uma já aplicada na tela por padrão), carregador razoável para a faixa de preço e fones de ouvido com qualidade decente de construção e áudio.

Comodidade

O V XI é compacto para um modelo com tela de 5,9 polegadas, já que tem um bom aproveitamento frontal. Ainda assim, o corpo pode ser bastante escorregadio, então é bom manter a capa sempre

Facilidade de uso

Interface adotada pela BLU não tem grandes mistérios mesmo para usuários mais leigos, se apoiando bastante na experiência pura do Android e entregando ainda alguns extras com gestos.

Multimídia

Esse provavelmente é o ponto mais fraco do aparelho, sendo até entregue uma tela de boa qualidade e alto-falante relativamente alto, mas nada que se destaque.

Votação Geral

O BLU V XI pode ser colocado como uma das gratas surpresas do mercado nacional em 2018, apresentando ótimo custo-benefício para quem não abre mão de boa qualidade mas não quer ou pode gastar muito.

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Blu V XI

Aviso de preço
Deixe-nos o seu e-mail e iremos notificá-lo quando este produto estará disponível online