» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
5.279

Google Pixel 3 XL

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

O Pìxel 3 XL é o smartphone mais caro do Google atualmente, e vem com a promessa de entregar a experiência máxima com o Android e alguns pontos ainda melhores do que temos no Pixel 3, como a tela com maior aproveitamento frontal e a bateria de capacidade mais generosa.

Depois de algumas semanas de testes com o aparelho, chegou a hora de descobrir se o preço cobrado pela Google realmente faz jus ao conjunto oferecido, devendo ser considerado que no mercado internacional ele está basicamente na mesma faixa em que temos Galaxy S9 Plus e iPhone XS, e que o dispositivo não é vendido oficialmente no Brasil.

Acessórios

O Pixel 3 XL vem na mesma caixa de seu irmão menor, ao menos visualmente, e conta também com os mesmos acessórios devidamente organizados em seu interior, incluindo:

  • Carregador de 18W de potência com porta USB-C;
  • Cabo com conexão USB-C em ambas as pontas;
  • Fones de ouvido com conexão USB-C;
  • Adaptador de USB-C para P2;
  • Adaptador de USB-C para micro USB;
  • Chavinha da gaveta do cartão SIM;
  • Guia do usuário e adesivo.

Vale destacar que apesar de possuir boa qualidade o acabamento dos fones de ouvido pode incomodar usuários com orelhas mais sensíveis, já que ele é feito em plástico rígido como acontece com os EarPods da Apple.

Design e construção

O design do aparelho é parecido com o Pixel 3. Temos uma estrutura de metal com finalização brilhante reforçada por vidro na frente e traseira. E assim como no modelo menor, o acabamento mescla vidro liso com parte fosca.

Na frontal vemos a primeira diferença entre os dois modelos do Google. A empresa decidiu aderir à moda do entalhe no Pixel 3 XL, mas fez isso de forma errada. O corte é maior do que normalmente vemos em outros aparelhos, devorando uma grande parte da tela.

Claro que beleza é algo subjetivo, mas olhar para o aparelho causa estranheza no início. E o pior, é que a empresa não incluiu uma opção para ocultar o entalhe nativamente, como vimos em smartphones de outras fabricantes. Mas é possível usar app de terceiro para isso.

O Pixel 3 XL mantém o duplo alto-falante frontal do seu antecessor, mas agora ganhou uma câmera secundária com lente grande angular para tirar selfies em grupo. Na lateral ainda temos o botão de energia colorido nas versões branca e rosa do aparelho, mas nesse que analisamos todos os botões são na cor do celular.

Um lado ruim da traseira em vidro com acabamento fosco é que acaba riscando com muita facilidade, especialmente no modelo na cor preta. Escolher a opção na cor branca ajuda a esconder este problema.

Tela e som

Aqui temos tela OLED como na geração passada, mas Google deixou a LG como fornecedora e adotou painéis da Samsung desta vez. Essa mudança deve agradar aqueles que temiam unidades com telas defeituosas como aconteceu com o Pixel 2 XL.

Agora temos 6,3 polegadas com resolução superior à da geração passada e também do Pixel 3. Mas apesar de ter painel da Samsung, a qualidade não é a mesma que você encontra na linha Galaxy.

Notamos que o brilho da tela não é muito alto, o que compromete um pouco o uso em ambiente externo. Além disso, o ângulo de visão é mais limitado do que normalmente vemos em telas do tipo OLED. A reprodução de cores é muito precisa no modo normal, também oferecendo um modo saturado para quem curte cores vibrantes.

Se a tela não chega a ser um grande destaque, a parte sonora por outro lado chama a atenção. Por ter duplo alto-falante frontal temos um som mais potente e envolvente que nos seus rivais diretos.

O fone de ouvido é o mesmo que vem com o Pixel 3. Ele é feito de plástico, o que o torna desconfortável em longos períodos de uso, mas entrega uma boa qualidade sonora.

Desempenho e jogos

O Pixel 3 XL conta com o mesmo Snapdragon 845 do seu irmão menor, assim como a mesma quantidade de memória, mas acabou entregando desempenho inferior. Não é de hoje que temos relatos de que o aparelho apresenta problema no gerenciamento de multitarefas, e até agora Google não arrumou esta falha.

Em nosso teste de velocidade ele não conseguiu segurar os aplicativos em aberto, o que faz com que o Pixel 3 XL entregue um dos piores resultados entre os flagships de 2018.

Já em benchmarks tivemos resultados superiores em todos os testes comparado ao Pixel 3. Aqui ele fica no mesmo patamar de outros aparelhos com processador similar.

Em jogos, como esperado, também temos ótimo desempenho. Não vimos qualquer lentidão ou engasgo mesmo ao rodar títulos mais pesados como o PUBG.

Câmeras

O ponto mais forte da linha Pixel sempre foi suas câmeras e isso não mudou com o 3 XL. A novidade na parte de software fica para a captura de imagens sem compressão, para quem deseja manter a qualidade máxima. Mas também é possível salvar a mesma foto em formato mais tradicional, que ocupa menos espaço, e fica mais fácil de upar nas redes sociais.

Google também incorporou um novo tipo de foco, que permite você travar em um objeto e não apenas no plano do cenário. Isso é bom para filmagens quando o objeto estiver em movimento, assim a câmera não perderá o foco com facilidade. Também ajuda na hora de tirar fotos de bichinhos de estimação ou mesmo de crianças pequenas.

As fotos capturadas pelos modelos anteriores já eram muito boas, e no Pixel 3 XL vimos alguns refinamentos. O salto não foi grande, mas é possível ver que o aparelho registra um maior nível de detalhes e entrega um alcance dinâmico mais balanceado quando o HDR+ está ligado.

Como antes, as imagens saem com contraste exagerado, o que cria uma aparência mais escura que favorece os detalhes de destaque sobre as sombras. As cores ficam mais vibrantes, enquanto o balanço de branco puxa para tons mais frios. Em fotos noturnas, temos menos ruídos que aparelhos rivais, mas em vídeos não é possível dizer o mesmo.

A filmadora grava em 4K, mas não a 60 fps como vemos em outros flagships recentes. A qualidade da imagem é muito boa, com alto nível de detalhes. Sem falar na estabilização do aparelho que funciona muito bem.

A captura de áudio está dentro do esperado para um aparelho do seu porte, mas o cancelamento de ruídos poderia ser mais eficiente.

Bateria

Google reduziu a bateria do seu flagship comparado ao modelo anterior. E como esperado, o Pixel 3 XL acabou entregando autonomia inferior, mas ainda fica acima do que o Pixel 3 oferece. A diferença é de apenas 2h em tempo de uso entre os modelos de 2018, mas é suficiente para quem não faz uso mais pesado com muitos jogos.

O carregador entrega a mesma potência, e por ter bateria menor, o Pixel 3 XL acaba passando menos tempo na tomada que seu antecessor. De qualquer forma, ainda é preciso esperar quase 2 horas para isso. O que é um tempo alto considerando outros flagships com carregamento acelerado.

Software

A vantagem de ter um celular Pixel está na experiência pura do Android com garantia de atualizações rápidas. Enquanto tem muita fabricante ainda lançando a versão 9.0 do robozinho, Google deverá lançar em breve a versão de testes do Android 10 para o Pixel 3 XL.

Uma das novidades presentes no Android Pie foi a mudança da barra de navegação por gestos no estilo do iOS no iPhone X. Essa deverá ser a tendência adotada por boa parte das fabricantes.

Apesar de não ser tão rápido como muito flagship que testamos em 2018, o aparelho do Google entrega boa fluidez na execução de apps e jogos. Se a empresa corrigir o gerenciamento de RAM teremos uma experiência ainda melhor. Mas para quem busca força bruta e alta velocidade, o OnePlus 6T seria a escolha ideal.

Vale a pena?

O Pixel 3 XL tem como grande destaque sua câmera, que manda muito bem em fotos mesmo em ambientes onde geralmente é quase impossível capturar uma boa cena com um smartphone. O aparelho vem com Android sem modificações, que entrega atualizações rápidas, mas peca no gerenciamento de memória. Isso faz com que ele seja mais lento que muito flagship do ano passado.

A tela é boa, mas poderia ser melhor. Pelo menos na parte sonora ele não deixa a desejar para os concorrentes, com áudio estéreo com alto-falantes frontais. A bateria não chega a ser ruim, mas também está abaixo do que muitos entregam.

Para quem busca ótima câmera, o Pixel 3 XL é o diferencial entre os modelos com Android, mas poderia entregar um conjunto mais acertado no geral. Sem falar que o aparelho é caro e não é vendido oficialmente por aqui, e importá-lo vai acabar saindo mais caro que flagships nacionais, o pode não ser atrativo para muitos.

Pontos positivos

  • Android limpo, totalmente integrado aos serviços do Google e com transições fluidas;
  • Câmera muito acima da média para fotos;
  • Alto-falantes frontais estéreo;
  • Certificação IP68.

Pontos negativos

  • Preço salgado a se pagar em um importado;
  • Sem expansão de armazenamento via microSD;
  • Bateria poderia ser melhor;
  • Gerenciamento ruim de RAM atrapalha a experiência;
  • Gravação de vídeos conta com áudio abaixo dos concorrentes e falta opção de 60 fps.
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Se você quer o melhor smartphone para fotos, o Pixel 3 XL é para você. No mais, porém, o aparelho não traz grandes diferenciais que o coloquem como uma boa opção, especialmente para o consumidor brasileiro.

Embalagem e características

Google entrega ótimo conjunto de acessórios em uma embalagem organizada, com destaque para adaptadores USB-C, fones de boa qualidade e carregador rápido.

Comodidade

Temos bom aproveitamento frontal e corpo com ergonomia satisfatória, mas acabamento quase que inteiramente em vidro pode ser traiçoeiro.

Facilidade de uso

Interface da Google projetada para a linha Pixel é exemplo de facilidade de uso no meio Android, entregando diferenciais realmente úteis e muitos atalhos e gestos para os usuários.

Multimídia

Temos uma boa tela e sistema de áudio acima de boa parte dos concorrentes, mas falta da porta P2 ainda incomoda quem não possuir fones Bluetooth de boa qualidade.

Votação Geral

Mesmo que esbarre em detalhes, o Pixel 3 XL ainda figura como uma das melhores opções lançadas em 2018, oferecendo ótimas câmeras, bateria razoável para um flagship, bom conjunto multimídia e uma interface invejável, mas cobrando seu preço por isso.

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Google Pixel 3 XL