» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
1.099

Poco M6 Pro 5G

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Entre os vários lançamentos da Xiaomi no segmento de celulares acessíveis em 2023, tivemos o Poco M6 Pro 5G como mais uma opção por parte da subsidiária da gigante chinesa. Neste modelo não temos nenhuma especificação que salta aos olhos, mas o conjunto pode ser equilibrado e ter um valor justo cobrado. Nesta análise do TudoCelular vamos conferir se o modelo vale a pena.

Acessórios

O Poco M6 Pro 5G vem em embalagem amarela tradicional da Xiaomi. Além do celular, você recebe os seguintes acessórios:

  • Carregador com 18W de potência
  • Cabo USB padrão C
  • Chavinha da gaveta do SIM Card
  • Capinha transparente de silicone
  • Guia do usuário
Design e conectividade

O design apresenta uma boa evolução. Enquanto no Poco M5 tínhamos um aparelho com acabamento simples em plástico e entalhe em formato de gota na parte frontal, neste aqui temos acabamento em vidro na traseira e furo para a câmera de selfies.

Celulares com visual totalmente plano são a nova tendência e é bom ver que a Xiaomi seguiu esse caminho com o Poco M6 Pro. Tanto as laterais quanto a traseira deixam de lado aquela curvatura de antes para um apelo mais moderno.

Ainda temos o bloco na cor preta que ocupa boa parte da área superior do aparelho. Aqui encontramos o conjunto fotográfico e a logo da Poco como é padrão em celulares da marca. As câmeras ficam organizadas em aros separados, não tão saltados do restante da traseira e há mais um para o flash de LED.

Há entrada padrão para fones de ouvido no topo, assim como o clássico emissor infravermelho presente em qualquer lançamento da Xiaomi. Na lateral direita temos o botão de energia que vem com leitor biométrico incorporado; ele responde rapidamente quando você pressiona o botão e faz o desbloqueio quase que instantaneamente.

A gaveta do lado esquerdo é do tipo híbrida, o que permite abrir mão da segunda linha para expandir o armazenamento com uso de cartão microSD. Há certificação IP53, o que garante resistência contra respingos e poeira, mas tente evitar molhar completamente o celular.

Em conectividade temos Wi-Fi de quinta geração com suporte a redes de 5 GHz, Bluetooth 5.3 e 5G.

Tela e som

O Poco M6 Pro é para aqueles que curtem um bom telão para ver filmes e jogar. Temos 6,79 polegadas com resolução Full HD+ e painel IPS LCD com taxa de atualização máxima de 90 Hz. Essa configuração está condizente com o segmento, assim como o brilho máximo alcançado pelo aparelho.

A tela do Poco exibe boas cores por padrão e o nível de contraste é bastante aceitável. Claro que não chega perto de modelos acessíveis com tela AMOLED; aqui temos um preto mais limitado, assim como ângulo de visão inferior. Ainda assim, o M6 Pro é capaz de proporcionar uma boa experiência multimídia.

É bom ver que a taxa de atualização é dinâmica, já que alguns celulares básicos deixam a tela em 90 Hz o tempo todo. Você também pode fazer isso neste Poco, assim como também limitar o painel em 60 Hz para economizar bateria.

A parte sonora poderia ter recebido um pouco mais de atenção da Xiaomi; nem tanto na qualidade, mas sim na quantidade de alto-falantes. Há apenas um na parte inferior do aparelho e com isso ficamos limitados a áudio mono que compromete um pouco a imersão em filmes e jogos.

Pelo menos temos boa potência e equilíbrio satisfatório entre graves, médios e agudos. Há alguns perfis para configurar o áudio para vídeos, músicas ou voz, mas nada tão completo como nos modelos mais caros da marca.

Desempenho

O Poco M6 Pro 5G vem equipado com Snapdragon 4 Gen 2. Este chip é formado por processador octa-core com dois núcleos da série A78 e seis da série A55. A GPU é a Adreno 613 e temos 6 GB de RAM neste modelo que avaliamos.


Com essa configuração é possível ter uma boa experiência multitarefas. Diferente de alguns celulares mais caros da Xiaomi e até com mais RAM, este não fica recarregando os apps abertos em segundo plano a todo momento. No entanto, como seu hardware é simples, ele não é muito ágil no carregamento de alguns aplicativos, especialmente jogos.

Em benchmarks temos números na média do segmento com pouco mais de 400 mil pontos no AnTuTu. E nos jogos? Testamos Call of Duty na qualidade Alta com extras gráficos ativados e até que ele foi bem razoável. Você pode até jogar PUBG na qualidade HD sem sofrer com travamentos ou lentidão.

Bateria

O M6 Pro é mais um celular da Xiaomi com bateria de 5.000 mAh. Fizemos o nosso usual teste de bateria que simula uso moderado e inclui alguns jogos para saber se ele é tão bom quanto vários outros da marca.


Ele chegou perto de 29 horas de autonomia, o que pode não ser um destaque para o segmento, mas garante bateria para o dia todo com folga e será mais do que suficiente para a maioria. Mesmo se abusar um pouco de jogos, dificilmente ficará sem carga no meio do dia.


A Xiaomi informa que ele possui suporte a carregamento de 18W, mesmo que em alguns países venha com carregador um pouco mais potente. Fizemos o nosso teste de carga completa e foi preciso esperar mais de 2 horas para chegar a 100%. Com uma carga rápida de 15 minutos temos apenas 15% recuperados e menos de 30% em meia hora, o que é um pouco lento comparado a outros da Xiaomi.

Câmeras

O conjunto fotográfico do Poco M6 Pro é simples: temos um sensor de 50 MP aliado a mais um de apenas 2 MP para desfoque de cenários. Na parte frontal há uma câmera de 8 MP para selfies.

Como é padrão em celulares que usam sensor desta resolução, temos uma compressão de quatro pixel por um, o que resulta em arquivos de 12,5 MP. Nesta configuração terá boas fotos com cores vibrantes em dias ensolarados e contraste agradável. Apenas a faixa dinâmica limitada e o HDR pouco eficiente que podem decepcionar nas fotos no fim de tarde.

Padrão | 50 MP



É possível fotografar na qualidade máxima, mas não espere qualquer ganho na nitidez. Parece que mesmo no modo 50 MP, ainda temos uma compressão agressiva e o tamanho do arquivo não fica muito além do modo padrão. Os mesmos problemas vistos com o HDR e faixa dinâmica também estão presentes neste modo.

O sensor de profundidade deixa tudo ainda mais limitado, então evite fotos com o sol de fundo para não ter imagens com luz estourada. Pelo menos o efeito de desfoque é bom e não chega a sofrer tanto em locais mais complexos com muita vegetação.

Desfoque



O zoom é puramente digital e ainda consegue fazer boas fotos, desde que não passe do zoom em 2x. Ao tentar capturar algo muito distante terá fotos borradas com texturas de má qualidade.

Zoom


As fotos noturnas são decentes por padrão, mas quando o modo noturno entra em cena temos imagens mais claras e nítidas. Também não espere qualquer ganho em qualidade com o modo 50 MP à noite. Você apenas vai lotar a memória mais rapidamente e ter fotos iguais ao modo padrão.

Noturno



A frontal é simples e faz selfies com baixa nitidez. Como é padrão em modelos baratos da Xiaomi, temos um efeito suavizante exagerado, mas que ainda agrada alguns. As selfies noturnas são ainda mais limitadas e o desfoque de fundo compromete a nitidez e contraste em qualquer situação de luz.

Selfies



O Poco M6 Pro 5G filma em Full HD com as câmeras traseira e frontal. A qualidade fica um pouco inferior às fotos, mas não sofre tanto em locais escuros. Falta estabilização para lidar com os tremidos, enquanto o foco é bastante ágil e a captura de som é estéreo, mas fica devendo um melhor filtro de ruídos do ambiente.

Software

O Poco M6 Pro está atualmente com Android 13 modificado pela MIUI 14. No momento em que testamos, o pacote de segurança ainda era de 2023. Isso mostra que esse não é um aparelho que terá atenção da Xiaomi quando o assunto é atualizações.

Ele usa 2 GB do armazenamento por padrão para expandir a RAM e pode reservar até 6 GB desta memória, mas não espere que isso gere algum impacto no desempenho multitarefas. De qualquer forma, o sistema até flui bem para um aparelho básico.

Rivais

O Poco M6 Pro 5G é o melhor da Xiaomi neste segmento ou tem melhores?

O Redmi Note 12 5G seria uma boa alternativa. Ele também vem com tela grande, mas tem um painel AMOLED de 120 Hz, que não apenas ganha em imagem, como também em fluidez. O hardware é mais antigo e foi mais lento em nosso teste de velocidade, mas foi melhor na autonomia de bateria, além de recarregar na metade do tempo. O M6 Pro é um pouco melhor em fotos, apesar do outro modelo ter conjunto mais completo com ultra-wide.

Se busca uma alternativa mais ágil, então o Galaxy A34 pode ser a melhor opção para quem usa muitos apps ao mesmo tempo. Ele perde em bateria e também não é muito ágil na recarga. Sua tela é menor, mas aqui temos um painel Super AMOLED com brilho e imagem superior, além de taxa de 120 Hz. Há som estéreo que complementa a experiência multimídia, enquanto a filmadora se destaca por filmar em 4K e ter estabilização.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Design atual com acabamento em vidro
  • Tela de 90 Hz com bom brilho
  • Bateria dura o dia todo
  • Faz boas fotos noturnas

Pontos fracos

  • Sompoderia ser estéreo
  • Tempo de recarga demorado
  • Poderia ter melhor frontal para selfies
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Custo-benefício é decente, mas há opções mais interessantes com 5G

Embalagem e características

Embalagem traz capinha de silicone, mas poderia vir com carregador mais potente

Comodidade

O Poco M6 Pro 5G é um celular grande e escorregadio, mas vem com capinha na caixa para proteção

Facilidade de uso

É a mesma MIUI presente em outros da marca e responde bem ao uso

Multimídia

Tela LCD tem brilho na média e boas cores, mas som mono decepciona por ser mono

Votação Geral

O Poco M6 Pro pode ser uma boa opção de celular barato com 5G para quem é fã da Xiaomi

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Poco M6 Pro 5G