» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
2.829

Poco F6

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Temos em mãos o Poco F6, o celular que tem tudo para carregar o título de melhor custo-benefício de 2024 entre as opções da Xiaomi. Ele é aquele tipo de celular que fica entre o segmento intermediário e avançado para oferecer o melhor dos dois mundos. Nesta análise vamos conferir os seus pontos positivos e negativos para ver se vale a pena comprar.

Acessórios

O Poco F6 vem em embalagem escura com os nomes da marca e do aparelho grafados em amarelo. Além do celular, você recebe os seguinte acessórios:

  • Carregador com 90W de potência
  • Cabo USB no padrão C em uma das pontas
  • Chavinha da gaveta do SIM card
  • Capa de silicone
  • Guia do usuário
Design e conectividade

O Poco F6 traz poucas mudanças no design para manter a sua identidade dentro da linha com várias opções de celulares da Xiaomi.

Ainda temos as duas câmeras em destaque com aros que são ainda maiores nesta geração. A terceira câmera deu lugar ao flash em LED que tem seu próprio aro para compor a harmonia do conjunto.

O acabamento ainda é o bom e velho plástico, seja nas laterais ou traseira. Pelo menos o vidro frontal evoluiu e agora temos o Gorilla Glass Victus. A Xiaomi também aprimorou a resistência à água e poeira e agora contamos com certificação IP64. Isso não garante proteção contra imersão, então evite que o celular caia diretamente na água.

A peça de plástico que compõe a traseira tem leve curvatura nas bordas para uma pegada confortável. As laterais são planas feitas em plástico fosco, tudo contribuindo para que o aparelho não escorregue tão facilmente. A frente traz bordas finas e furo para a câmera de selfies.

O leitor biométrico saiu da lateral e agora vem incorporado ao display. Ele usa tecnologia óptica e faz rápido reconhecimento da digital. Apenas a posição pode ser um pouco desconfortável para alguns, já que a Xiaomi segue com sua mania de colocar o sensor muito próximo da borda.

Em conectividade temos Wi-Fi de sexta geração, Bluetooth 5.4, NFC e 5G. Carregamento sem fio ficou de fora mais uma vez.

Tela e som

O Poco F6 traz tela de 6,67 polegadas com painel AMOLED com resolução de 1220p, o que representa um pequeno ganho comparado ao antecessor e garante imagens mais nítidas. O brilho máximo evoluiu para garantir uma visibilidade ainda melhor fora de casa em dias ensolarados.

Os fãs de filmes e séries vão curtir a tela do Poco F6. Não apenas por conta do alto contraste e amplo ângulo de visão para cores vibrantes de qualquer lado que olhar, mas também por ter suporte a HDR10+ e Dolby Vision.

O painel adotado também possui baixa oscilação de luz, o que reduz cansaço visual em pessoas mais sensíveis. Também temos o sensor de toque que responde a 480 Hz por padrão e chega até 2160 Hz em certos momentos para reduzir latência e melhorar o tempo de resposta em jogos.

A taxa de atualização vem em modo automático que alterna entre 60 e 120 Hz. Ela reduz até 30 Hz, mas apenas com o Always-on Display. A calibração de cores vem no modo profissional por padrão que tenta reproduzir imagens mais realistas, enquanto há outros perfis para cores mais saturadas.

O alto-falante de chamadas atua como canal secundário para som estéreo. Ambas as saídas apresentam alta potência para um som limpo que não distorce quando no máximo. Só notamos que os médios ficam mais apagados quando deixamos o volume acima da metade.

Em uso geral, terá uma boa experiência sonora com o Poco F6. Ele se destaca especialmente nos graves e seus agudos estão acima da média da categoria. Há equalizador completo com suporte a Dolby Atmos para uma experiência ainda mais rica.

Desempenho

A Xiaomi escolheu o Snapdragon 8s Gen 3 para equipar seu celular premium. Este pode não ser o hardware mais potente que vai encontrar entre os celulares da fabricante chinesa, mas ainda é bom o suficiente para rodar qualquer app ou jogo para Android.


Testamos a versão com 8 GB de RAM, que usa 4 GB do armazenamento, por padrão, para aprimorar o multitarefas e pode chegar até 16 GB ao combinar as duas memórias. Mesmo assim, ainda é comum ver o celular recarregar apps abertos em segundo plano. Ele foi mais lento que o antecessor em nosso teste de velocidade, o que é um pouco decepcionante.

Em benchmarks tivemos um grande salto entre gerações com o Poco F6 passando de 1 milhão e 400 mil pontos no AnTuTu. Em jogos não há o que reclamar, a GPU Adreno 735 roda mesmo os títulos mais pesados na qualidade máxima com bom desempenho.

Bateria

O F6 é mais um com bateria de 5.000 mAh. Ele foi bem em nossos testes ao render 27 horas de uso moderado, isso com alguns jogos inclusos. Esse é um bom resultado, mas acabou ficando abaixo do antecessor.


A Xiaomi manda na caixa um potente carregador de 90W que leva menos de 50 minutos para recarregar a bateria.


O bom deste carregador potente é que ele recupera bastante bateria com cargas rápidas. Com apenas 15 minutos na tomada já terá mais de 40% para usar e com meia hora terá mais de 70%.

Câmeras

A câmera principal agora vem com sensor Sony de 50 MP, enquanto a ultra-wide é a mesma de 8 MP de antes. A frontal agora traz um sensor de 20 MP e vem com lente mais ampla para selfies em grupo.

As fotos registradas pelo Poco F6 agradam em dias ensolarados. Não há muita saturação como é padrão em alguns celulares Poco, a faixa dinâmica é decente e há poucos ruídos em fotos feitas no fim de tarde.

Principal | Ultra-wide



O software tende a suavizar a pele e clarear partes das imagens deixando com aspecto artificial. É possível usar o modo 50 MP que evita a compressão de software, mas a diferença na nitidez é mínima e não compensa o maior espaço devorado do armazenamento.

O zoom digital não chega a comprometer tanto a qualidade, por mais que não traga nenhuma técnica especial de ampliação. Já para macros terá que usar a câmera principal que tem uma distância focal limitada, sendo preciso ter paciência para pegar pequenos detalhes de perto.

Zoom


A ultra-wide faz boas fotos dentro de suas limitações. As fotos saem um pouco mais escuras por conta da lente de menor abertura focal e as cores não tem a mesma temperatura vista na principal. Em locais com pouca luz não há excesso de ruídos e nem queda considerável na nitidez.

O Poco F6 faz boas fotos à noite com poucos ruídos aparentes, boa nitidez e cores vibrantes. Ele detecta automaticamente quando há pouca luz para ativar o modo noturno, mas caso prefira, você pode forçar esse modo sempre que achar necessário.

Noturno



A frontal faz boas selfies. Podem não ser as imagens mais nítidas que já viu, mas comparado a outros da Xiaomi temos pele menos suavizada com tom próximo do ideal. As fotos noturnas já apresentam nitidez inferior, mas com cores e contraste ainda agradáveis. O desfoque funciona bem e apresenta poucos erros.

Selfies



A filmadora grava em 4K com traseira e Full HD com a frontal. A qualidade dos vídeos está no mesmo nível do visto nas fotos. Há estabilização que lida bem com tremidos, o foco é ágil e a captura de som estéreo apresenta boa qualidade.

Software

O Poco F6 vem com Android 14 modificado pela HyperOS, a nova interface da Xiaomi vem sendo liberada aos poucos para vários modelos. Entre as novidades visuais temos a tela de atalhos do sistema sem os clássicos rótulos e novos aplicativos e opções de customização.

Há suporte a gestos com o clássico para fazer captura de tela usando três dedos ou o atalho para a câmera no botão de energia. Também é possível adicionar atalhos com duplo ou triplo toque na traseira do aparelho.

Como é padrão agora em celulares Xiaomi com leitor biométrico na tela, temos sensor de batimentos cardíacos integrado.

Rivais

Poco F6 vs realme 12 Pro Plus: qual chinês vence essa briga? O modelo da Xiaomi ganha na parte multimídia com melhor tela e som. Já o realme leva a melhor em desempenho e bateria. Em câmeras há uma boa briga entre os dois, mas o Poco leva uma pequena vantagem.

Seria o Galaxy S23 FE uma melhor compra? O modelo coreano é mais compacto e tem tela menor. Ele também perde no painel inferior ao Poco, mas também entrega ótimo nível de brilho e a parte sonora agrada. O celular da Samsung ganha em desempenho e câmeras, mas perde em bateria e tempo de recarga.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Tela recheada de tecnologias
  • Roda bem jogos pesados
  • Rápido tempo de recarga
  • Registra boas fotos e vídeos

Pontos fracos

  • Desempenho abaixo da média
  • Gerenciamento de RAM precário
  • Bateria rende menos que antecessor
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Pode não ser o melhor custo-benefício da categoria, mas é uma boa compra

Embalagem e características

Caixa vem com bom carregador e capinha de proteção

Comodidade

O Poco F6 é uma celular grande, mas há capinha na caixa que ajuda a protegê-lo em uma possível queda

Facilidade de uso

Ele traz o Android 14 modificado pela HyperOS com a promessa de três atualizações do robozinho

Multimídia

Tela tem bom nível de brilho e cores; som estéreo é potente e de qualidade

Votação Geral

O Poco F6 é um bom intermediário premium que perde em alguns pontos para o antecessor, mas agrada no geral

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Poco F6