» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
2.374

Redmi Note 13 Pro Plus

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Após conferirmos o que o Redmi Note 13 Pro tem a oferecer. Temos agora em mãos a variante Plus que também traz poderosa câmera de 200 MP, mas vem com chipset mais potente da MediaTek, melhor proteção contra água e conectividade mais avançada. Será que estes pequenos incrementos fazem o Redmi Note 13 Pro Plus ser uma melhor compra? Vamos descobrir.

Acessórios

O Redmi Note 13 Pro Plus vem em caixa clara com a ilustração do aparelho na tampa. Além do celular, você recebe os seguintes acessórios:

  • Carregador com 120W de potência
  • Cabo USB no padrão C
  • Guia do usuário
  • Capa de silicone
  • Chavinha da gaveta do SIM Card
Design e conectividade

O design foge um pouco dos demais da linha que trazem visual plano de ambos os lados. O Redmi Note 13 Pro Plus tem vidro curvo, seja na frente ou traseira para um apelo mais premium e sensação agradável de manuseio.

Esse é o primeiro celular da linha Redmi a vir com certificação IP68 para proteção contra água e poeira, o que é um grande avanço considerando que até pouco tempo nem mesmo todos os celulares topo de linha da Xiaomi tinham tal proteção.

O vidro frontal ganhou proteção Gorilla Glass Victus, um bom avanço comparado ao Gorilla Glass 5 do antecessor. A Xiaomi não chega a comentar se a traseira de vidro também possui alguma resistência contra impactos e riscos, mas a qualidade de construção passa robustez e agrada no geral.

O layout das câmeras é parecido com os outros membros da linha Redmi Note 13. Temos dois círculos maiores cercados por um aro metalizado. A terceira câmera é menor e fica disposta à direita, enquanto o flash em LED foi jogado próximo do logo Redmi e possui formato de pílula nesta geração.

A parte frontal traz um pequeno furo para a câmera de selfies no topo e bordas finas para um bom aproveitamento frontal. A curvatura da tela não é acentuada, mas suficiente para garantir uma experiência diferente dos demais.

As laterais são mais finas por conta da curvatura dos vidros frontal e traseiro. Há um acabamento metálico fosco que ainda herda o visual plano da linha, especialmente na parte superior e inferior que são mais largas.

Como é padrão da Xiaomi, temos um emissor infravermelho no topo para usar o celular como controle remoto e uma das saídas de som. A parte inferior traz a gaveta para dois chips, que, infelizmente, não possui slot para microSD. O leitor biométrico é do tipo óptico e vem sob o display; ele é eficiente e ágil no desbloqueio.

Em conectividade temos Wi-Fi de sexta geração, Bluetooth 5.3, NFC e 5G. Não foi dessa vez que a linha Redmi Note ganhou suporte a carregamento sem fio.

Tela e som

O Redmi Note 13 Pro Plus vem com tela de 6,67 polegadas com resolução de 1220p, profundidade de cor de 12 bits, taxa de atualização de 120 Hz e suporte a HDR10+ e Dolby Vision.

O painel AMOLED escolhido pela Xiaomi alcança bom nível de brilho e fica acima da média do segmento. É possível ter uma experiência agradável em locais abertos, mas a visibilidade sob luz solar direta ainda pode ser bastante afetada. O nível de contraste e ângulo de visão são exemplares como se espera de uma tela deste tipo.

A tela vem por padrão em modo automático que regula a velocidade a depender da necessidade. Ela chega a cair até 30 Hz em conteúdo estático e ao reproduzir vídeos que estejam a 24 ou 30 fps. Alguns apps nativos chegam a limitar a 90 Hz, enquanto animações e jogos compatíveis vão até 120 fps.

Há três saídas de som no Redmi Note 13 Pro Plus. Além do alto-falante no topo e outro na parte inferior perto da entrada USB, ainda temos o de chamadas que atua como canal secundário. Desta forma, temos um som potente e bastante imersivo para curtir filmes e jogos.

A potência está no nível do antecessor e agrada bastante, apesar de ter um pouco de distorção quando o volume está no máximo. Se você não forçar os alto-falantes, terá um som bem balanceado entre graves, médios e agudos. Há equalizador completo com suporte a Dolby Atmos que vem ativo por padrão.

Desempenho

O Redmi Note 13 Pro Plus vem equipado com o chipset Dimensity 7200 Ultra da MediaTek que traz processador octa-core com dois núcleos da série A715 e seis A510. A GPU é a Mali-G610 com quatro núcleos gráficos. Esse que testamos possui 12 GB de RAM.


Ele foi bem em nosso teste de velocidade focado no multitarefas ao segurar os aplicativos abertos em segundo plano. Também foi um pouco mais ágil que o antecessor. Em benchmarks temos um ganho de até 40% nas pontuações entre gerações com uma média de quase 550 mil pontos no AnTuTu.

Ele vai muito bem nos jogos, mesmo nos mais pesados. Call of Duty roda tranquilo na qualidade Muito Alta com todos os recursos ativos e PUBG vai bem mesmo na opção Ultra HDR com extras gráficos habilitados.

Bateria

A bateria possui 5.000 mAh de capacidade, um tamanho suficiente para lidar com hardware potente e entregar autonomia para o dia todo. A parte decepcionante é que este hardware da MediaTek e o software da Xiaomi não ajudaram a render bem e o Redmi Note 13 Pro Plus entrega autonomia apenas decente, ficando muito abaixo do antecessor.


A boa notícia é que a Xiaomi manda na caixa um potente carregador de 120W com modo turbo que recarrega completamente a bateria em apenas 25 minutos, o que ajuda a compensar a autonomia abaixo do esperado.


A melhor parte é que uma carga rápida de 15 minutos é suficiente para encher quase 70% da bateria, o que já garante mais de 10 horas de autonomia em uso moderado.

Câmeras

O conjunto fotográfico é o mesmo de outros da linha e temos um sensor de 200 MP aliado a ultra-wide de 8 MP e um simples de 2 MP para macros. Para selfies, há uma câmera frontal com resolução máxima de 16 MP.

A câmera comprime as fotos e temos arquivos de 12,5 MP por padrão. A qualidade é boa para o segmento com muitos detalhes registrados, bom contraste e cores precisas com o mínimo de ruídos.

Padrão | 200 MP



Ao usar o zoom em 2x temos imagens tão nítidas quanto uma registrada na distância padrão. Isso acontece por causa do sensor de 200 MP que ainda mantém muitos detalhes registrados mesmo após o corte ser feito via software. Ao tentar fotografar algo mais distante notamos uma queda acentuada na nitidez, mas nada que torne as fotos descartáveis.

A ultra-wide também faz boas fotos, apesar da limitação do sensor mais simples que captura imagens com nitidez inferior. Pelo menos em termos de contraste, cores e faixa dinâmica, temos algo próximo do que é visto com o sensor principal.

Principal | Ultra-wide



A macro é bastante básica, como se espera de qualquer celular com um sensor de apenas 2 MP. Se você tiver paciência na hora de fotografar, pode até conseguir alguma foto bacana. O desfoque de cenário faz um trabalho decente, apesar de ter mais erros aparentes do que esperamos de um aparelho deste porte.

Zoom


Macro


O Redmi Note 13 Pro Plus faz fotos bacanas à noite, apesar da queda na nitidez, contraste e cores mais lavadas. A ultra-wide mostra forte limitação neste tipo de cenário e ao ampliar as imagens verá que as texturas têm qualidade de celulares de entrada. Pelo menos o modo noturno ajuda a controlar os ruídos para evitar ter fotos granuladas.

Noturno



A câmera frontal de 16 MP faz boas selfies com iluminação adequada e sofre um pouco em nitidez em locais mais escuros, mas ainda está dentro do esperado para o segmento. Temos boas cores e tom de pele próximo do ideal, além de efeito retrato que faz bom desfoque, apesar de apresentar pequenos erros.

Selfies



A filmadora grava em 4K com a traseira e Full HD com a frontal. A qualidade das filmagens é boa em locais bem iluminados e há estabilização eletrônica que ajuda a lidar com grande parte dos tremidos. O foco é ágil e a captura de som em estéreo tem boa qualidade. A frontal sofre com filmagens escuras à noite e mesmo em locais com boa iluminação ainda apresenta qualidade inferior à traseira.

Software

Quando testamos o Redmi Note 13 Pro Plus, ele estava com Android 13 modificado pela MIUI 14 e está na lista dos modelos da Xiaomi que serão atualizados para o HyperOS. O pacote de segurança estava com alguns meses em atraso, então não espere por atualizações ágeis e pontuais neste modelo.

Os recursos são os mesmos encontrados em outros com MIUI 14, como o suporte completo a temas, o sensor de batimentos cardíacos integrado ao leitor de digitais, além da Barra Lateral para acessar rapidamente seus apps mais usados ou ter ferramentas dedicadas para aplicativos específicos.

Há vários gestos já conhecidos, como o de acessar rapidamente a câmera pelo botão de energia ou configurar atalhos para quando tocar duas ou três vezes na traseira. É possível estender a RAM em até 12 GB extras; ele vem com 6 GB por padrão. E também temos o sensor de batimentos cardíacos incorporado ao leitor de digitais.

Rivais

O Redmi Note 13 Pro Plus é a melhor compra ou vale mais a pena investir no Galaxy A55? O rival da Samsung também traz resistência à água, possui ótima tela com brilho forte, mas fica devendo no Dolby Vision. Os dois vão bem na parte sonora. O Redmi ganha em desempenho multitarefas e perde em bateria e câmeras.

O Poco X6 Pro seria a melhor escolha? Ele tem proteção contra água mais limitada, sua tela perde em brilho, mas compensa com melhor qualidade sonora. O Redmi é mais ágil no multitarefas e o Poco ganha em bateria. Qual é melhor em câmera? O sensor de 200 MP do Redmi faz melhores fotos, ambos fazem selfies com qualidade similar, e a filmadora do Poco é mais limitada.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Boa experiência multimídia
  • Desempenho acima da média
  • Bom zoom digital
  • Faz boas fotos noturnas
  • Rápido tempo de recarga

Pontos fracos

  • Bateria decepciona para o segmento
  • Filmadora frontal sofre à noite
  • Custo-benefício complicado
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Não traz o melhor custo-benefício da linha, mas tem seus pontos fortes

Embalagem e características

Embalagem vem com capinha de silicone e carregador com ótima potência

Comodidade

É um celular grande e escorregadio, mas pelo menos vem capinha na caixa

Facilidade de uso

MIUI 14 flui bem com bom gerenciamento de RAM; o Redmi Note 13 Pro Plus receberá a HyperOS

Multimídia

A tela AMOLED tem boa qualidade e brilho alto, além de som estéreo potente

Votação Geral

O Redmi Note 13 Pro Plus tem muito em comum com outros da linha e apesar de sensor de 200 MP não ser novidade, é melhor aproveitado neste

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Redmi Note 13 Pro Plus