» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
5.399

Samsung Galaxy S21 Ultra

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

A linha S21 chegou mais cedo ao mercado e assim como na geração passada temos três aparelhos. A diferença deste ano é que a Samsung capou os mais baratos para que o Ultra seja a estrela da nova geração. Ele é o único com design curvo, tela de alta resolução e câmera com zoom de longo alcance. Será que temos uma evolução comparado ao antecessor ou um aparelho muito superior aos demais da linha? Vamos conferir tudo sobre o Galaxy S21 Ultra nesta análise completa do TudoCelular.

Acessórios

A Samsung decidiu seguir os passos da Apple e removeu boa parte dos acessórios na linha S21. O Ultra não vem acompanhado de carregador e fone de ouvido. Você recebe apenas os seguintes itens juntamente com o celular:

  • Cabo USB no padrão C em ambas as pontas
  • Chavinha da gaveta do cartão SIM
  • Guia do usuário
Design e construção

O Galaxy S20 Ultra chegou com a promessa de entregar uma experiência incrível, mas no final das contas deixou a desejar em vários aspectos. O S21 Ultra tenta corrigir os seus erros e já começa se destacando pelo design. Ele é o único da nova geração que tem bordas curvas. Isso deixa o modelo mais caro com um ar mais premium que os demais.

O S21 Ultra e o Plus possuem traseira de vidro com acabamento fosco, enquanto o modelo mais barato da linha tem acabamento em plástico. Na traseira verá um bloco de câmera maior no Ultra, devido à quantidade superior de sensores. Porém, o design segue o mesmo dos demais, com uma peça de metal integrada à moldura do aparelho.

Isso faz com que o S21 Ultra tenha um visual mais limpo e elegante comparado àquele bloco solto do S20 Ultra. Mas ainda é bastante saltado com relação ao restante da traseira devido ao novo sistema de zoom óptico. Ele é mais gordinho que rivais como o iPhone 12 Pro Max, mas não chega a ser mais pesado.

A qualidade de construção é excelente, como esperado de um celular tão caro, e agora com a nova geração do Gorilla Glass temos um vidro mais resistente a impactos. A certificação IP68 é a mesma das últimas gerações e possui resistência inferior ao rival da Apple. O leitor biométrico continua integrado à tela e responde muito mais rápido devido ao novo sensor ultrassônico.

Talvez a maior surpresa fique para o suporte à S Pen. A canetinha da Samsung não vem com o celular, como acontece com a linha Note, mas a coreana lançou algumas capas que trazem espaço para guardar o acessório. Testamos com a S Pen do Note 20 Ultra e funcionou perfeitamente, mas não há suporte a gestos e nem é possível controlar a câmera com a caneta. As funcionalidades ficam mais limitadas até mesmo do que no Note 10 Lite.

A Samsung decidiu matar o slot micro SD na linha S21, e nem mesmo o Ultra permite expandir o armazenamento. Se você não quer ficar dependendo de armazenamento na nuvem, então será melhor investir na variante com 512 GB de memória, ainda mais se pretende gravar vídeos em 8K.

Tela e som

Além do design mais caprichado no Ultra, também temos uma tela mais avançada no modelo mais top da Samsung. Todos trazem painel Dynamic AMOLED 2X de 120 Hz, porém o Ultra tem resolução Quad HD+, enquanto os demais estão limitados a Full HD+. O brilho também é superior, sendo o maior que registramos em um celular da coreana.

O S21 Ultra estreia uma nova geração de tela da Samsung capaz de reduzir a velocidade para apenas 10 Hz, o que ajuda a economizar bateria em tarefas mais simples. E isso foi percebido em nossos testes onde vimos o aparelho superar com folga o S21 Plus que tem quase o mesmo tamanho de bateria.

A reprodução de cores está melhor do que antes, com calibração próxima da perfeição. A Samsung também implementou um novo filtro de luz azul que regula a tonalidade da tela de acordo com a hora do dia.

O painel tem suporte a HDR10+ e estranhamente trava a velocidade em 120 Hz quando você assiste algum vídeo em HDR nos serviços de streaming. Isso fará com que a bateria voe mais rápido comparado à exibição de vídeos sem HDR onde o painel reduz a velocidade para 48 Hz. É um comportamento que pode ser melhorado em atualizações futuras.

A parte sonora também recebeu melhorias e temos áudio mais balanceado comparado à geração anterior, mas ainda carece de graves encorpados como temos no iPhone 12 Pro Max. A potência sonora é alta o suficiente para garantir que você escute bem o som de filmes e jogos mesmo em locais mais barulhentos.

A linha Galaxy S sempre veio acompanhada de um bom fone de ouvido, porém a Samsung decidiu seguir os passos da Apple e cortou os acessórios no S21 Ultra. Agora temos apenas o cabo USB e a chavinha da gaveta do SIM card vindo na embalagem.

Desempenho

O Exynos 990 foi um chip bastante polêmico por entregar desempenho abaixo do rival da Qualcomm e ainda consumir mais energia. Depois de tantas reclamações por parte dos consumidores, eis que a Samsung caprichou mais no Exynos 2100 e agora temos uma diferença menor comparado à outra variante do S21 Ultra encontrada em alguns países.

Se você esperava por um salto considerável em desempenho, então ficará decepcionado ao saber que o novo top coreano entrega velocidade similar ao seu antecessor no uso com vários apps e jogos. Ele fica bem abaixo do iPhone 12 Pro Max em nosso teste focado no multitarefas.

O S21 Ultra mostra um belo salto em testes de benchmarks, mas não chega a ultrapassar o rival da Apple no AnTuTu. Isso mostra que o novo hardware tem potencial, mas o software não consegue extrair tudo o que ele tem a oferecer.


O S21 Ultra rodou todos os jogos que testamos com ótima fluidez... ou melhor, quase todos. No Injustice tivemos um bug estranho em que os gráficos ficaram distorcidos, sendo impossível jogar. Talvez este problema também afete outros títulos.

Alguns games conseguem tirar proveito da tela de 120 Hz, como foi o caso de Subway Surfers, Mortal Kombat e Coverfire. No caso deste último é possível escolher jogar a 30, 60 ou 120 fps nas configurações do jogo ao alternar entre as opções gráficas. Porém, há jogos que possuem suporte a 120 fps, mas por algum motivo ficam limitados a uma taxa de fps inferior, como foi o caso de Minecraft.

Câmeras

Por falar em fotos, será que temos uma boa evolução em câmera? O sensor principal segue com a mesma resolução de antes, mas agora temos um novo sensor da Samsung com a promessa de imagens mais nítidas. O S21 Ultra possui duas câmeras com lente teleobjetiva, sendo uma com zoom óptico de 3x e outra de 10x. As duas combinadas entregam zoom máximo de 100x. Por fim, há uma câmera com lente ultra-wide que finalmente ganhou foco automático e agora pode ser usada para macros.

O Galaxy S21 Ultra mostra um pequeno avanço comparado à câmera do S20 Ultra e Note 20 Ultra. O novo sensor realmente consegue capturar mais detalhes, registra cores mais próximas da realidade e acerta no HDR na maioria das vezes. Fotos em dias ensolarados resultam em imagens menos saturadas do que normalmente vemos em celulares da Samsung e foge bastante daquele tom amarelado do iPhone.

S21 Ultra | Note 20 Ultra | iPhone 12 Pro Max



Porém, o novo top coreano ainda fica atrás do rival da Maçã em cenários mais escuros. Até mesmo perde para o Note 20 Ultra ao fotografar à noite. Como isso é possível? A Samsung decidiu tornar automático o modo noturno que é sempre ativado quando o celular detecta que a luz do ambiente não é ideal para uma boa foto. É basicamente o mesmo comportamento que temos nos iPhones, mas claramente não está funcionando como deveria quando o modo retrato é usado.

Galaxy S21 Ultra | Note 20 Ultra | iPhone 12 Pro Max - Modo retrato



Galaxy S21 Ultra | Note 20 Ultra | iPhone 12 Pro Max - Modo noturno


É bom deixar claro que tal problema não afeta o modo convencional e aqui o modo noturno é ativado quando realmente necessário e temos foto próxima do que o Galaxy Note 20 Ultra e iPhone 12 Pro Max entregam.

A câmera ultra-wide não teve evolução e continua fazendo o mesmo bom trabalho de antes, mas ainda está bem abaixo da qualidade da principal. Ainda assim terá boas fotos com cores acertadas e contraste sem exagero. O destaque mesmo fica para o foco que agora é automático e permite chegar a 2 cm de distância de um objeto e obter macros melhores.

Normal | Zoom 10x | Zoom 100x


Vamos falar de zoom? O S20 Ultra foi o primeiro da Samsung com zoom de 100x. A verdade é que a qualidade é tão precária que o recurso era praticamente inútil. O S21 Ultra conta com duas câmeras teleobjetivas para resolver o problema e a qualidade do zoom realmente melhorou, mas ainda está longe de impressionar.

Galaxy S21 Ultra zoom 50x | Note 20 Ultra zoom 50X


Se você não for além de 10x, terá ótimas fotos. Ao passar disso o pós-processamento fica mais agressivo, os detalhes são perdidos e temos quase a mesma qualidade do Note 20 Ultra. Claro que não chega a ser ruim, mas não vai ser o potencial do zoom do aparelho que vai te conquistar.

A câmera frontal do S21 Ultra mantém a resolução do S20 Ultra e entrega quatro vezes mais pixels do que o Note 20 Ultra. Realmente tivemos uma boa evolução, especialmente em cenários mais escuros. Quando se trata de selfies, o iPhone 12 Pro Max ainda leva a melhor. Claro, o modelo da Maçã tem a mania de amarelar as fotos, porém registra mais detalhes da pele e apresenta melhor modo retrato.

Selfies Galaxy S21 Ultra | Note 20 Ultra | iPhone 12 Pro Max



O Exynos 2100 tem suporte a filmar em 8K a 30 fps, porém o S21 Ultra fica limitado a 24 fps – assim como seu antecessor. É possível gravar com a câmera traseira e frontal ao mesmo tempo com o Modo Diretor, mas ficando limitado à resolução Full HD. No geral, o S21 Ultra captura vídeos de ótima qualidade, tem estabilização eficiente e seu foco é ágil. A frontal registra melhores vídeos e sofre menos com ruídos comparado aos flagships anteriores da coreana.

Bateria

A bateria é a mesma de 5.000 mAh da geração passada, mas como agora temos um hardware fabricado em 5nm e uma nova geração de tela AMOLED com consumo otimizado, vemos a autonomia ser aprimorada. A bateria do S21 Ultra rende em média 30% a mais e garante carga para quase dois dias.

Ele conseguiu superar o ROG Phone 2 que possui 1.000 mAh a mais de bateria e era o flagship com a melhor autonomia que passou pelo TudoCelular. Com isso, ele fica entre os 10 melhores levando em consideração celulares de todas as categorias e chegando perto de aparelhos como o Galaxy M51 com bateria de 7.000 mAh e tela de apenas 60 Hz.


Se a autonomia impressiona, o mesmo não podemos dizer do tempo de recarga. Usamos o carregador de 25W da Samsung que veio com o Galaxy Note 20 Ultra e também é o mesmo que acompanha o S20 Ultra. Ele levou mais tempo para carregar o novo aparelho, por mais que a bateria tenha o mesmo tamanho. Faz sentido?

O S21 Ultra demora 1 hora e 16 minutos para ir de 0 a 100%. É um tempo aceitável para um intermediário, mas não para um top de linha tão caro; ainda mais quando há rivais de outras marcas levando metade do tempo para recarregar. Com uma carga rápida de 15 minutos você não terá nem um terço da bateria recarregada, assim como meia hora na tomada não chega a recuperar metade da bateria.

Software

O S21 Ultra sai da caixa com Android 11 e One UI 3.1. Ele receberá três atualizações do sistema, então espere ver o Android 14 nele lá para 2023. E como mencionado anteriormente, uma exclusividade do Ultra está no suporte a canetas stylus. Você pode usar tanto a S Pen da linha Note quanto os modelos que foram lançados especificamente para ele.

Com a canetinha é possível escrever na tela do celular e converter o texto para uma fonte mais legível e até mesmo salvar o texto em arquivos de PDF ou compatíveis com o Office. Segurar a S Pen sobre alguma palavra em outro idioma fará uma tradução em tempo real. E o app Penup pode ser usado no S21 Ultra para que você compartilhe seus desenhos com os usuários da linha Note.

Tudo o que você encontra nativamente no Android 11 também está presente no S21 Ultra. Do lado da Samsung temos de novidade a Dex que foi aprimorada e agora funciona nativamente via Wi-Fi com PCs.

A interface da One UI teve pequenas mudanças comparada à 3.0 presente em outros aparelhos da marca que foram atualizados para o Android 11. Há maior transparência, e apps nativos, como o de discador, ganharam pequenos retoques.

Para quem é viciado em fotos temos duas novidades: a primeira é a possibilidade de apagar a informação de localização incluída nos metadados dos arquivos de imagem, dando assim maior segurança na hora de compartilhar suas fotos. A segunda está no poder de edição do S21 Ultra, que permite com um único toque na tela remover pessoas ou objetos indesejados das fotos. Por mais surpreendente que pareça, o resultado apresenta falhas e nem sempre cumpre o que promete.

Rivais

O maior rival do Galaxy S21 Ultra é o iPhone 12 Pro Max, um celular que também entrega ótima experiência multimídia, mas é mais rápido na execução de apps e jogos. O modelo coreano ganha em bateria, mas não chega a humilhar o concorrente em câmera. Se você não tem preferência por sistema operacional, então compre o que estiver mais barato.

Comparado ao Note 20 Ultra temos pequenos avanços. O desempenho não apresentou o salto esperado, porém a bateria dura bem mais. O mesmo acontece com relação ao S20 Ultra. Em câmera vemos o novo sensor da Samsung realmente registrar melhores fotos, mas o modo noturno automático precisa de ajustes para funcionar melhor.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Melhor tela da Samsung, até o momento
  • Som potente e equilibrado
  • Excelente autonomia de bateria
  • Ótimas câmeras
  • Suporte a S Pen

Pontos fracos

  • Desempenho poderia ser melhor
  • Tempo de recarga abaixo dos demais
  • Modo noturno problemático
  • Ainda limitado a 24 fps em 8K
  • Sem carregador na caixa
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

S21 Ultra é um celular muito caro e não impressiona quanto deveria

Embalagem e características

S21 Ultra não vem com carregador, capinha ou fone de ouvido

Comodidade

O Galaxy S21 Ultra é um celular grande e escorregadio e não vem com capinha na caixa

Facilidade de uso

É a mesma One UI já conhecida, mas agora com suporte a S Pen

Multimídia

Tela excelente e som potente garante ótima experiência multimídia

Votação Geral

Faltou gás no desempenho e câmera noturna poderia ser melhor

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Samsung Galaxy S21 Ultra