» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
1.529

Samsung Galaxy A32

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Buscando um bom intermediário da Samsung? O Galaxy A32 é a aposta mais recente da marca para quem não está disposto a pagar muito caro em celular. É bom lembrar que a novidade chegou ao mercado em duas versões e temos aqui o modelo mais simples, sem conectividade 5G, mas que não necessariamente é inferior. Curioso para saber o que o A32 tem a oferecer? Vamos lá.

Acessórios

O Galaxy A32 vem em embalagem convencional da Samsung com uma ilustração do aparelho na parte superior. Além do celular, você recebe os seguintes acessórios:

  • Carregador de 15W de potência
  • Cabo USB no padrão C
  • Chavinha para abrir a gaveta do SIM/MicroSD
  • Manual do usuário
Design e construção

O A32 renova o design padrão da Samsung ao abandonar aquele bloco saltado de câmeras na traseira. Agora as câmeras ficam dispostas de forma solta e estão um pouco maiores do que antes. O modelo 4G pode ser encontrado no mercado nacional em quatro opções de cores: azul, preta, violeta ou branca.

Em termos de tamanho e peso não há mudanças comparado ao antecessor, assim como a parte frontal que continua com entalhe em formato de gota e borda mais larga abaixo da tela. Parece que a Samsung não quis modificar tanto o design para não encarecer o produto.

O A32 tem corpo simples e a traseira traz acabamento em plástico brilhante que acaba sendo um verdadeiro imã para acumular marcas de dedo. É uma pena que a Samsung não tenha adotado o mesmo acabamento fosco do Galaxy A52.

A lateral plástica também tem acabamento espelhado e pode apresentar riscos com facilidade. Do lado direito há o botão de ligar e de controle do volume; do lado esquerdo há a gaveta para dois chips e um cartão microSD; na parte inferior encontramos a entrada para fones de ouvido, USB-C, microfone e alto-falante; enquanto no topo do aparelho há apenas um microfone extra para captura do áudio estéreo nas filmagens.

Em termos de tecnologias, só há de novidade o suporte a NFC comparado ao Galaxy A31. O leitor biométrico continua incorporado à tela e responde bem quando você acerta precisamente o local do sensor, mas não é muito ágil.

Tela e som

Você pode até sentir falta de conexão 5G nesta versão do A32, mas em troca leva uma tela melhor. Enquanto o outro modelo traz um painel LCD simples com resolução HD e 60 Hz, no A32 4G terá uma bela tela Super AMOLED Full HD+ de 90 Hz.

A tela adotada pela Samsung tem bom nível de brilho, contraste infinito e preto perfeito. Até mesmo o brilho mínimo é um bom destaque no A32, o que o torna confortável de ser usado no escuro. É uma pena que a tela não tenha suporte a HDR para vídeos no YouTube, Amazon ou Netflix.

Ao usar a tela em 90 Hz, você terá uma fluidez maior nas animações da interface, navegação e apps nativos. Apenas quando usar a câmera ou algum app incompatível (como o Google Maps) é que a tela acaba reduzindo para 60 Hz, mas não há um modo automático para ajudar a economizar bateria.

É uma pena que o A32 não tenha recebido a mesma atenção na parte sonora como o A52, que conta com som estéreo. Neste modelo mais barato há apenas uma saída de som na parte inferior. A potência sonora não é das melhores, mas pelo menos não há distorção quando o volume está no máximo. O som entregue tem bom equilíbrio entre médios e agudos, além de conseguir reproduzir um pouco mais graves que intermediários na mesma faixa de preço.

E por fator de economia, a Samsung não vem mais enviando fone de ouvido na caixa de muitos aparelhos, e o A32 é mais um nesta lista.

Desempenho

Outra diferença entre a versão 4G e 5G está no chipset. Esse que testamos vem com Helio G80, enquanto o outro traz o mais avançado Dimensity 720, ambos da MediaTek. O modelo nacional traz 4 GB de RAM, o que é suficiente para segurar alguns apps abertos em segundo plano, mas não o suficiente para conquistar um bom resultado em nosso teste de velocidade. Ele ficou no mesmo nível do seu antecessor, o que pode ser um pouco decepcionante.


Em benchmarks também tivemos resultados similares, com uma média de 160 mil pontos no AnTuTu. Isso mostra que o Helio G80 não é tão diferente do Helio P65 do Galaxy A31. E como os dois contam com a mesma GPU e resolução de tela, também entregam desempenho similar em jogos.

Todos os games que testamos no A32 entregaram boa fluidez. No PUBG ficou na média de 30 fps na qualidade Alta HD, assim como no Asphalt 9 na configuração padrão. Em games mais leves é possível ter fluidez ainda melhor, com alguns tirando proveito da tela de 90 Hz. Só não espere ter games mais pesados na qualidade gráfica máxima, já que a Mali-G52 não é uma GPU muito poderosa e no CoD Mobile tivemos que jogar na qualidade mais baixa para ter 60 fps.

Bateria

O que mais surpreende é a autonomia de bateria. O A32 vem com os mesmos 5.000 mAh do seu antecessor, mas aqui acaba rendendo muito mais e chegou a dar uma diferença de quase 30% em nosso teste padronizado, fazendo o A32 ficar entre os melhores que já testamos.


Isso quer dizer que este intermediário da Samsung é capaz de passar dois dias longe de tomadas com uso moderado. Para quem faz uso mais leve com redes sociais e WhatsApp poderia passar o final de semana fora de casa sem precisar se preocupar em levar o carregador.


E o tempo de recarga? Bem, isso não mudou. Como temos o mesmo carregador e bateria de antes, o A32 acaba levando as mesmas 2 horas e 15 minutos para ir de 0 a 100%. Já o carregamento acelerado não é tão rápido e recupera apenas 13% em 15 minutos, chegando a 25% em meia hora.

Câmeras

O conjunto fotográfico do Galaxy A32 é quase o mesmo do seu antecessor. Há uma câmera ultra-wide com 8 MP, uma macro de 5 MP e uma de desfoque de fundo com também 5 MP. A única evolução de uma geração para a outra vai para o sensor principal que saltou de 48 MP para 64 MP.

A câmera principal do A32 traz o novo sensor ISOCELL da Samsung com tecnologia Tetracell, que comprime quatro pixels em um para imagens mais nítidas – este é o mesmo sensor adotado pela Motorola no Moto G30. A qualidade das fotos é boa, apesar de ocorrer um leve desfoque nas bordas.

Principal | Ultra-wide




As imagens registradas pela câmera principal tendem para tom mais quente, deixando um aspecto amarelado. Lançamentos recentes da Samsung mostraram cores mais equilibradas, mas parece que a coreana decidiu seguir um caminho diferente com o A32. O mais curioso é que a ultra-wide puxa para tom mais frio, gerando um grande contraste entre as duas câmeras.

A ultra-wide não tem muita utilidade em locais escuros, já que sofre bastante com a falta de luz. Pelo menos o A32 tem um modo noturno decente que ajuda a deixar as fotos mais claras, apesar de não compensar a perda de nitidez e detalhes perdidos nas sombras.

Noturno



A macro é capaz de registrar fotos decentes, mas poderia ter foco automático para dar maior flexibilidade. Já a de desfoque é a mais fraca do conjunto e apresenta erros no efeito aplicado em cenários com muitos detalhes.

Macro


Desfoque



A câmera frontal também é a mesma geração passada e continua registrando boas selfies com tom de pele próximo da realidade e sem desativar o HDR com o modo retrato habilitado. O desfoque de fundo pode não ser perfeito, mas funciona na maioria das vezes.

Selfies


O A32 não grava vídeos em 4K. Se você faz questão de ter gravações nesta resolução terá que investir um pouco a mais e pegar o A52. Pelo menos a Samsung não capou a estabilização eletrônica, que ajuda a eliminar boa parte dos tremidos. O foco não é dos mais ágeis, mas também não atrapalha, enquanto a captura de áudio estéreo não sofre com ruídos de fundo.


Software

O Galaxy A32 sai da caixa com Android 11 e One 3.1 e deve receber algumas atualizações do sistema, assim como anos de updates de segurança. A Samsung é uma das poucas que se importa em manter seus celulares atualizados, e até mesmo os mais baratos estão recebendo atenção da empresa.

Uma diferença da linha A para a M é que aqui você tem todos os recursos da interface da Samsung, incluindo tela edge e outros. Pode não ter todos os que estão presentes na linha S, mas terá um software recheado de funcionalidades que funciona bem e apresenta poucos engasgos.

Rivais

Curtiu o Galaxy A32? Ele é realmente um intermediário bacana e bate de frente com o Redmi Note 10 que é um forte candidato a um dos melhores de 2021. O modelo da Xiaomi se destaca por ter tela com brilho mais forte, som estéreo e menor tempo de recarga com mesma autonomia. Ele traz conjunto parecido de câmera, mas o A32 é um pouco melhor na captura de fotos e vídeos.

Precisa de mais de 90 Hz? O Poco X3 é um bom intermediário com tela de 120 Hz. Ele é mais ágil que o celular da Samsung, mas entrega menos bateria – pelo menos recarrega mais rápido, o que acaba compensando. Já na parte de câmera, o modelo da Xiaomi se destaca por filmar em 4K.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes:

  • Tela Super AMOLED de 90 Hz
  • Excelente autonomia de bateria
  • Boas câmeras
  • Software com bom suporte

Pontos fracos:

  • Desempenho multitarefas
  • Câmera de desfoque
  • Tempo de recarga
  • Não grava em 4K
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

O preço de lançamento é bastante salgado e há opções mais interessantes no mercado

Embalagem e características

Nada de capinha de proteção ou fone de ouvido na embalagem

Comodidade

O Galaxy A32 é mais escorregadio que outros intermediários da empresa e não vem com capinha na caixa

Facilidade de uso

É o mesmo Android com One UI presente em outros da marca

Multimídia

Tela AMOLED tem bom nível de brilho e 90 Hz, mas faltou som estéreo para completar a experiência multimídia

Votação Geral

O Galaxy A32 mostra uma boa evolução comparado ao antecessor, mas ainda precisa de melhorias

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Samsung Galaxy A32