» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
999

TCL 40 NxtPaper

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Temos em mãos um celular com uma proposta diferente, o TCL 40 NXTPaper. O seu grande diferencial para outros do mercado está na sua tela estilo e-Ink. Ou seja, o aparelho tenta entregar uma experiência próxima a de e-reader que usamos para leitura de livros digitais, porém ainda com a possibilidade de exibir vídeos, jogos e qualquer tipo de conteúdo que um celular normalmente oferece. Será que o TCL 40 se destaca apenas por isso ou é um bom smartphone no geral? É isso que vamos descobrir nesta análise.

Acessórios

O TCL 40 NXTPaper vem em embalagem escura com gravura em dourado. Além do celular, encontrará os seguintes acessórios:

  • Carregador de 33W
  • Cabo USB
  • Capa de silicone transparente
  • Fone de ouvido
  • Guia do usuário
  • Chave para abertura da gaveta do SIM Card
Design e conectividade

O design do TCL 40 NXTPaper não chega a ser um destaque e temos um aparelho com corpo feito de plástico sem muitas curvas e frontal completamente plana. Porém, a principal diferença que notará é que o acabamento é diferente do que estamos acostumados a ver em celulares tradicionais.

Enquanto em outros aparelhos temos vidro liso que reflete bastante luz, no TCL 40 há um acabamento fosco que lembra bastante uma película anti reflexo. Aliás, apenas na parte onde fica o furo da câmera de selfies é que temos o acabamento tradicional, talvez para não interferir na qualidade das fotos.

Outro ponto positivo deste tipo de acabamento é que não temos aquele acúmulo de marcas de dedo como acontece em outros aparelhos. Se você é do tipo que se irrita com tela toda manchada e fica o tempo inteiro limpando na roupa, vai curtir o TCL 40 NXTPaper.

As bordas não são tão largas como ainda é comum em celulares intermediários de baixo custo com painel LCD. A inferior tem o dobro de espessura das demais, algo já dentro do esperado. O acabamento nas laterais e traseira também é fosco e passa uma sensação agradável ao toque.

Esse modelo que testamos é o na cor azul e tem uma pequena parte em preto na moldura saltada das câmeras. Os sensores são agrupados em dois aros com o flash em LED compondo o segundo par.

O leitor biométrico vem integrado ao botão de energia na lateral direita. Ele funciona bem ao simplesmente encostar seu dedo para leitura rápida da digital. Há entrada padrão para fones de ouvido na parte inferior e gaveta tripla do lado esquerdo que permite o uso de dois chips e um cartão microSD de até 2 TB ao mesmo tempo.

Em conectividade temos Wi-Fi no padrão AC com suporte a redes de 5 GHz, Bluetooth 5.1 e NFC. Essa versão do TCL 40 NXTPaper não vem com conectividade 5G.

Tela e som

Para consumo de mídia temos uma tela grande de 6,78 polegadas com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 90 Hz. O nível de brilho é bom, especialmente se comparado a outros com painel LCD. Também temos alto nível de contraste para garantir preto profundo e cores com boa vivacidade.

Há o modo NXTPaper, sendo este o grande diferencial do produto, que permite escolher entre dois modos de leitura para simular um e-reader. Há um modo colorido que reduz o brilho e saturação de cores e outro que deixa a tela monocromática, sendo ainda mais agradável para leitura de ebooks.

A tela do aparelho também traz certificação de baixa emissão de luz azul para reduzir o cansaço visual ao passar várias horas lendo no celular. O display também ajusta o tom das cores com base na iluminação do ambiente para uma experiência mais confortável especialmente no escuro.

Complementando a experiência multimídia temos som estéreo graças ao alto-falante de chamadas que atua como canal secundário. A potência é boa, apesar de não se destacar na categoria, e não chega a distorcer com o volume no máximo.

Há bom equilíbrio entre graves e agudos, devendo um pouco nos médios. Há o Booster Sound com DTS para turbinar o som, que a TCL promete um ganho de 200% na potência sonora.

Desempenho

O intermediário da TCL vem com o chip Helio G88 formado por processador octa-core com dois núcleos da série A75 e mais seis da série A55. A GPU é a Mali-G52 com dois núcleos gráficos. Temos 8 GB de RAM com 256 GB de armazenamento, uma configuração que vai além de muitos outros do segmento.


Já vimos esse chip em celulares básicos da realme e Xiaomi. Ele não é dos mais rápidos no carregamento de apps e jogos, mas como temos um aparelho com muita RAM, até que o TCL 40 foi bem em nosso teste de desempenho focado no multitarefas. Ele consegue segurar muitos apps abertos ao mesmo tempo.

Em benchmarks não terá números empolgantes por se tratar de um hardware básico e no AnTuTu fica abaixo dos 200 mil pontos, o que perde por pouco para outros com o mesmo chip. Nos jogos é possível ter uma experiência bacana em títulos mais leves. No Call of Duty vai conseguir jogar na qualidade média com anti-aliasing ativado e no PUBG é possível curtir o game em HD no alto com tudo ativado.

Bateria

A bateria de 5.010 mAh foi até bem em nosso teste de uso moderado. Com alguns jogos é possível ter pouco mais de 20 horas de duração. Pode ser pouco para alguns, mas se você está visando o TCL 40 para leitura, então vai ter bateria para o dia todo tranquilamente.


O celular vem acompanhado de um carregador de 33W que leva uma hora e meia para encher totalmente a bateria. É um tempo aceitável e dentro da média do segmento, ainda mais quando ainda é comum ver celulares passando das 2 horas na tomada.


Com uma carga rápida de 15 minutos terá 28% recuperados, chegando a pouco mais da metade com meia hora na tomada.

Câmeras

O conjunto fotográfico traz sensor principal de 50 MP, ultra-wide de 5 MP e macro de 2 MP. Na parte frontal temos um sensor de 32 MP, uma resolução superior ao que estamos acostumados a ver no segmento.

A câmera principal registra fotos por padrão em 12 MP devido à compressão de quatro pixels por um. A qualidade no geral é agradável com boa nitidez e cores. Mesmo em fotos com sol de fundo não temos uma imagem escura demais, o que mostra que o HDR está fazendo o seu trabalho.

Principal | Ultra-wide


É possível fotografar na resolução máxima de 50 MP, o que permite capturar um pouco mais de detalhes, mas você só notará a diferença se ampliar as imagens. Para maioria nem valerá a pena por conta do espaço muito maior ocupado do armazenamento, mas como o TCL 40 tem bastante memória interna, até pode ser interessante usar este modo.

Padrão | 50 MP



A ultra-wide perde bastante nitidez por conta do sensor limitado e apresenta muitos ruídos mesmo em locais com iluminação próxima. A câmera macro é bastante básica, como em qualquer outro intermediário de baixo custo. O sensor simples limita bastante na captura de pequenos detalhes e é preciso ter paciência para fazer uma foto de perto que não fique borrada.

O desempenho fotográfico à noite é satisfatório e o TCL 40 não sofre com imagens com excesso de ruídos, exceto quando se usa a ultra-wide que tem sensor mais limitado. Aqui vale mais a pena ativar o modo noturno na principal para uma foto mais clara e nítida do que usar o modo 50 MP.

Noturno



O zoom é puramente digital e não apresenta grande perda de qualidade ao tentar fotografar algo não tão distante. Mesmo no zoom máximo ainda temos fotos melhores que muitos celulares na mesma faixa de preço. O desfoque de cenários é feito via software, ele limita um pouco o desempenho do HDR e tende a reduzir a resolução final da imagem.

Zoom


Macro


A câmera frontal faz ótimas selfies com cores vibrantes e tom de pele próximo da realidade. O desfoque não interfere na qualidade e apresenta poucos erros. As selfies noturnas também agradam com imagens limpas com boas cores e contraste.

Selfie



A filmadora grava em Full HD com a traseira e a frontal. A qualidade é similar ao que temos nas fotos com bom nível de detalhes e cores. Fica faltando estabilização eletrônica para lidar com tremidos, porém o foco é ágil. A captura de som decepciona por ser apenas mono e pecar na qualidade.

Software

O TCL 40 vem com o Android 13 modificado pela interface TCL UI 5.0. No momento em que testamos, ele estava com pacote de segurança de agosto de 2023, o que fica claro que a fabricante não possui um ritmo constante de atualizações em seus smartphones.

Apesar da interface fluir bem, em certos momentos apresenta um pouco de lentidão, mas nada que atrapalhe a experiência de uso. Por padrão temos 8 GB de armazenamento usados para expandir a RAM totalizando 16 GB, mas não é possível definir outro valor. Você tem que escolher se usa a extensão de RAM ou não.

Há um menu lateral com alguns apps e atalhos do sistema, como é comum ver em celulares de outras marcas. Neste menu é possível abrir seus apps em modo janela, mas apenas um por vez. Você pode adicionar qualquer app ou jogo para acesso rápido. Há alguns gestos disponíveis como fazer uma captura de tela ao deslizar três dedos para baixo ou abrir a câmera ao apertar duas vezes no botão de energia.

Rivais

O TCL 40 NXTPaper é um celular com proposta diferente e com isso não tem muitos rivais diretos. Mas como ele se sai comparado a outras opções do mercado com hardware similar?

O realme C55 também vem equipado com Helio G88 e tem 8 GB de RAM para entregar experiência multimídia similar, porém com maior autonomia de bateria. O tamanho de tela é parecido com bom nível de brilho, porém a parte sonora fica devendo áudio estéreo. Em câmera temos um conjunto mais simples sem câmera ultra-wide, mas ainda capaz de fazer boas fotos. Só fica devendo em locais mais escuros.

Outra alternativa é o Redmi 12 que vem com visual mais minimalista e acabamento traseiro em vidro. O modelo chinês também conta com tela grande e painel IPS LCD de 90 Hz, mas perde em brilho para o da TCL e também fica devendo som estéreo. Apesar de também vir com o mesmo chip Helio G88, ele foi mais lento em nosso teste multitarefas por falta de otimização da MIUI. Pelo menos a bateria dura um pouco mais e traz melhor ultra-wide para fotos mais amplas.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Tela focada em conforto para leitura
  • Som estéreo com boa potência
  • Modo noturno eficiente
  • Traz capa e fone de ouvido

Pontos fracos

  • Bateria não dura muito em uso pesado
  • Câmera ultra-wide fraca
  • Software poderia ser melhor otimizado
  • Filmadora grava áudio mono abafado
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Seu preço é justo pelo o que oferece, sendo uma ótima opção para quem lê muito no celular

Embalagem e características

Embalagem traz potente carregador, capa de silicone e fones de ouvido

Comodidade

Acabamento fosco da tela, laterais e traseira garantem boa ergonomia

Facilidade de uso

Software da TCL precisa de melhor otimização, mas traz bons recursos

Multimídia

Tela tem bom nível de brilho e há som estéreo para boa experiência multimídia

Votação Geral

O TCL 40 NXTPaper é um bom celular que vai além de uma alterna ao e-reader

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o TCL 40 NxtPaper