» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
2.399

Xiaomi 12 Lite

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

O Xiaomi 12 Lite chegou ao mercado após o lançamento da linha principal da fabricante chinesa e tem a proposta de entregar melhor custo-benefício ao oferecer tela de 120 Hz, processador potente, câmera de 108 MP e carregamento rápido. Será que o 12 Lite é o melhor para comprar entre os modelos mais avançados da Xiaomi? Vamos conferir.

Acessórios

O Xiaomi 12 Lite vem em caixa clara com nomes na cor dourada. Além do celular, você recebe os seguinte acessórios:

  • Carregador com 67W de potência
  • Cabo USB no padrão C
  • Guia do usuário
  • Capa transparente de silicone
  • Chavinha da gaveta do SIM Card
Design e conectividade

A Xiaomi caprichou mais no design e temos um aparelho com apelo atual e que traz muito em comum com os modelos mais caros da linha. Ele perdeu as curvas da geração anterior e agora apresenta traseira plana com laterais retas.

Claro que houveram cortes para garantir um custo mais baixo e o Xiaomi 12 Lite possui moldura feita de plástico, enquanto a traseira é de vidro com acabamento fosco. Talvez, este pequeno detalhe incomode alguns, mas a verdade é que o aparelho ainda apresenta aspecto premium.

A Xiaomi continua preocupada em oferecer um aparelho fino e leve, mas para isso teve que sacrificar a bateria e temos capacidade inferior a de outros do segmento. A vantagem desta escolha é que terá um celular confortável de segurar e que passa boa ergonomia ao usá-lo com apenas uma mão.

O módulo das câmeras é feito de peça brilhante para se diferenciar do acabamento fosco da traseira. Ele é um pouco saltado e abriga três câmeras protegidas por aros de metal. A principal se destaca mais que as outras, o que é o design já visto nos demais celulares da linha.

A frente do aparelho exibe bordas finas e furo centralizado para a câmera de selfies. O leitor biométrico fica por baixo da tela e responde bem, apesar da posição não ser das melhores ao ficar muito próximo da borda inferior.

Na lateral temos os botões de energia e volume; na parte inferior a entrada USB-C, o alto-falante principal e a gaveta para dois chips; no topo há uma segunda saída de som, o emissor de infravermelho e outro microfone.

O Xiaomi 12 Lite é um celular 5G que traz Wi-Fi de sexta geração, Bluetooth 5.2 e NFC. Ele não possui carregamento sem fio e nem traz certificação para resistência contra água.

Tela e som

A Xiaomi fez um upgrade na tela do seu intermediário premium. O 12 Lite traz painel AMOLED de 6,55 polegadas com resolução Full HD e taxa de 120 Hz. A novidade fica para a geração adotada que traz suporte a 12-bit, o que faz com que sua tela seja capaz de reproduzir 68 bilhões de tons de cores diferentes. Além disso, há suporte a HDR10+ e Dolby Vision.

O brilho máximo é bom para a categoria e suficiente para garantir uma boa experiência fora de casa. A tela exibe cores bastante saturadas por padrão com branco azulado, mas é possível ter uma melhor experiência ao mudar o perfil de calibração para o Original. O painel alterna para 60 Hz quando você não toca na tela por algum tempo para economizar energia, enquanto o sensor de toque responde a 240 Hz para menor latência.

O 12 Lite possui três saídas de som. Além das que ficam na parte inferior e superior do aparelho, ainda há o alto-falante de chamadas que serve como mais um canal de áudio. O som é estéreo e garante ótima potência com som limpo que não distorce no máximo.

A parte decepcionante é que a qualidade teve um pequeno retrocesso comparado ao antecessor. Os graves estão mais suaves e os médios ficam perdidos com o volume no máximo. E como não há entrada padrão para fones de ouvido, você precisará de um adaptador ou fone Bluetooth.

Desempenho

O 12 Lite vem com Snapdragon 778G, a mesma plataforma presente no Galaxy A73 e M52. É um hardware com boa potência que traz processador veloz e GPU capaz de lidar com qualquer jogo disponível para Android atualmente.


Em nosso teste de velocidade vimos o top chinês ficar na média de outros com mesmo hardware. O modelo que testamos conta com 6 GB de RAM e ainda usa 2 GB do armazenamento para complementar a experiência multitarefas, apesar de não segurar tantos apps abertos quanto deveria. Em benchmarks temos pontuações na média do segmento com 450 mil pontos registrados no AnTuTu.

Todos os jogos que testamos no 12 Lite rodaram suave e mesmo Call of Duty e PUBG conseguem boa fluidez na qualidade máxima com filtros ativados. A vantagem de ter uma tela com sensor de toque que responde a 240 Hz está na redução do tempo de resposta, o que dará uma certa vantagem em jogos competitivos.

Bateria

Para manter o corpo fino foi necessário sacrificar o tamanho da bateria. Enquanto a média do segmento traz em torno de 5.000 mAh, o celular premium da Xiaomi conta com 4.300 mAh. Será que tal capacidade é suficiente para uso mais exigente?


A Xiaomi mostra que consegue otimizar bem a bateria e aqui faz um melhor trabalho que a Samsung. Mesmo que você jogue ou use bastante a câmera, terá bateria para o dia todo com folga. O 12 Lite conseguiu passar das 28 horas em nosso teste padronizado, o que é um ótimo resultado.


O novo modelo agora vem acompanhado de carregador de 67W, o que mostra um bom avanço comparado ao antecessor com carregador de 33W. Ele leva 50 minutos para ter a bateria completamente cheia e recupera quase metade com uma carga de 15 minutos, enquanto chega a mais de 80% com meia hora na tomada.

Câmeras

O Xiaomi 12 Lite traz três câmeras na traseira. A principal é equipada com sensor ISOCELL HM2 da Samsung e mostra um belo avanço comparado ao sensor de 64 MP do antecessor. O conjunto óptico tem lente com abertura f/1.9 e comprime nove pixels em um para resultar em imagens de 12 MP por padrão.

Esse não é o primeiro intermediário premium da Xiaomi com câmera de 108 MP, mas é um dos que faz o melhor uso do hardware. O 12 Lite captura ótimas fotos com alta nitidez, muitos detalhes de pequenos objetos, cores vibrantes e contraste acima da média. Aliás, talvez este seja um ponto que alguns achem exagerado, já que o celular tende a saturar excessivamente as cores.

Principal | Ultra-wide



Há atalho para zoom de 2x, mas como o Xiaomi 12 Lite não traz câmera teleobjetiva, ele usa apenas o software para aproximar o que você deseja fotografar. O resultado é que temos fotos com nitidez inferior e quanto mais abusar do zoom pior será a qualidade. O desfoque de cenário também é feito via software e este apresenta melhores resultados.

O sensor da câmera ultra-wide é o mesmo da geração anterior e temos 8 MP de resolução máxima com abertura focal f/2.2 e campo de visão de 120 graus. Esta câmera também captura ótimas fotos com cores vibrantes igual à principal. O software corrige bem os cantos das imagens para reduzir a distorção de lente, enquanto tenta controlar ao máximo os ruídos.

Desfoque



Macro



Por fim, temos uma câmera macro com sensor de apenas 2 MP, o que mostra um retrocesso comparado ao de 5 MP de antes. Além disso, o novo não traz foco automático, o que limita a distância que você pode chegar perto para capturar pequenos detalhes. Ainda assim, se tiver paciência conseguirá fotos decentes com esta câmera.

Noturno



O Xiaomi 12 Lite faz boas fotos à noite, apesar de exagerar no contraste e matar os detalhes das sombras. A boa notícia é que o modo noturno resolve em parte o problema e temos imagens melhores que a grande maior parte dos celulares da marca.

A câmera frontal traz sensor de 32 MP com abertura focal f/2.5 e foco automático, algo que ainda é raro de ver, especialmente em celulares intermediários. A parte curiosa é que o sensor não comprime vários pixels em um como é comum em sensores de alta resolução e temos aqui selfies na resolução máxima, o que garante imagens nítidas e ricas em detalhes. Apenas as selfies noturnas que poderiam ser melhores.

Selfies



A filmadora grava em 4K com a traseira e Full HD com a ultra-wide e frontal. A qualidade dos vídeos é boa, há estabilização eletrônica para lidar com os tremidos, o foco é ágil e o som estéreo capturado tem qualidade decente. É possível filmar usando a câmera traseira e frontal ao mesmo tempo.

Software

O Xiaomi 12 Lite vem com Android 12 modificado pela MIUI 13. No momento em que testamos, ele estava com pacote de segurança três meses atrasados. A Xiaomi não é das mais ágeis e também não se compromete em lançar os patches mensalmente. Ele também receberá menos atualizações do Android que os modelos mais avançados da linha.

Os recursos são os mesmos que encontrará em outros celulares da Xiaomi com MIUI 13. Um dos mais interessantes é o menu flutuante que reúne os seis apps mais usados para que você os acesse de qualquer tela rapidamente. Pode não parecer nada de novo comparado ao que já vimos em celulares da Samsung, mas os atalhos mudam de acordo com o uso.

Se você estiver com um jogo aberto, o menu vai exibir atalhos para reduzir notificações e outras ferramentas que aprimorem a jogatina. Já enquanto assiste um vídeo, terá atalhos para fazer capturas, mudar a equalização de som, entre outros.

Rivais

Vale a pena comprar o Xiaomi 12 Lite ou tem opções melhores no mercado nacional?

O Galaxy A73 é um forte concorrente. Ele também traz câmera de 108 MP e consegue competir bem com o modelo da Xiaomi, sendo melhor em alguns cenários e pior em outros. O intermediário coreano é mais rápido no multitarefas, mas perde em bateria e tempo de recarga. Ele também traz ótima tela e qualidade sonora, enquanto o software tem maior suporte a atualizações.

Da Motorola temos o Edge 30 que vem com tela de 144 Hz para fluidez superior e processador mais potente que é mais rápido no multitarefas. Por outro lado, ele entrega autonomia de bateria muito inferior e demora mais para recarregar. O intermediário premium da Motorola também fica abaixo em câmeras, apesar de registrar boas fotos.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Tela de 120 Hz com brilho forte
  • Som estéreo potente
  • Bom desempenho
  • Ótimas câmeras
  • Bateria dura muito

Pontos fracos

  • Selfies noturnas poderiam ser melhores
  • Filmadora sofre à noite
  • Preço de top de linha no Brasil
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Preço no modelo à venda no Brasil é salgado, mas o importado vale muito a pena

Embalagem e características

Embalagem traz capinha de proteção e potente carregador

Comodidade

É um celular liso e escorregadio, mas vem com capinha na caixa

Facilidade de uso

É a mesma MIUI presente em outros lançamentos recentes da Xiaomi

Multimídia

Tela tem brilho forte e som estéreo complementa a boa experiência multimídia

Votação Geral

É um bom celular intermediário premium com aposta no custo-benefício

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Xiaomi 12 Lite