» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
2.659

Xiaomi 12T

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

A Xiaomi possui um vasto portfólio de opções de celulares para que cada consumidor escolha o que se encaixa melhor em suas necessidades ou orçamento. Além de vários intermediários premium e também modelos avançados com tudo o que há de melhor em tecnologia, temos aqueles que ficam entre os dois e que chegam ao mercado com a promessa de serem melhores que os flagships da concorrência, porém custando menos.

O Xiaomi 12T é o mais recente da marca chinesa a fazer parte desse desejado segmento. Aqui temos um aparelho com design premium, processador potente, tela de alta qualidade e carregador que preenche a bateria em poucos minutos. Será que o 12T é o celular da Xiaomi com o melhor custo-benefício? Vamos descobrir.

Acessórios

O Xiaomi 12T vem em caixa clara com nomes na cor dourada. Além do celular, você recebe os seguinte acessórios:

  • Carregador com 120W de potência
  • Cabo USB no padrão C
  • Guia do usuário
  • Capa transparente de silicone
  • Chavinha da gaveta do SIM Card
Design e conectividade

Antes de entrarmos em detalhes sobre o Xiaomi 12T temos de alertar que este modelo tem design idêntico ao seu irmão mais parrudo, o Xiaomi 12T Pro. Então se você está em dúvida sobre qual comprar, fica o alerta que os dois são iguais, mudando apenas algumas configurações como o chipset e o sensor da câmera principal.

O 12T tem design inspirado no Xiaomi 12, e isso era esperado já que ambos fazem parte da mesma família. Enquanto o celular top de linha da fabricante chinesa é mais compacto, o 12T traz corpo maior com tela mais generosa para agradar os amantes de filmes e séries.

Este é mais um celular da Xiaomi que vem com a certificação mais básica de resistência contra água e poeira, a IP53. Isso quer dizer que ele sobrevive a respingos, mas não é recomendado ser submerso como acontece em celulares da Samsung com IP67.

A parte frontal do aparelho é composta por peça plana de vidro com proteção Gorilla Glass 5, enquanto a traseira traz vidro fosco com curvatura nas bordas. As laterais são feitas de plástico e possuem acabamento também fosco para tornar o celular menos escorregadio.

O bloco de câmeras tem formato de peça de dominó com o sensor maior se destacando no topo seguido de dois menores logo abaixo. Há também flash LED duplo de dois tons que fecha o conjunto em bloco levemente saltado.

A parte frontal apresenta bom aproveitamento para a tela com moldura relativamente fina e um pequeno furo centralizado para a câmera de selfies. O sensor de digitais foi para a tela nesta geração, diferente do antecessor que veio com leitor integrado ao botão de energia. Ele funciona bem no Xiaomi 12T e reconhece a digital sem dificuldade.

Há um dos alto-falantes no topo, assim como um dos microfones e o emissor de infravermelho. Na parte inferior do aparelho temos a segunda segunda saída de som e outro mic, assim como a entrada USB-C e a gaveta para dois chips sem suporte a microSD.

Em conectividade há suporte a 5G, Wi-Fi 6, Bluetooth 5.3 e NFC. Diferente do Xiaomi 12, este não traz carregamento sem fio, mas para compensar vem com potente carregador na caixa.

Tela e som

O Xiaomi 12T vem com tela de 6,67 polegadas e resolução pouco convencional, sendo 2712 x 1220 pixels. Normalmente vemos aparelhos com tela Full HD ou Quad HD, mas este da Xiaomi fica entre os dois e a empresa chama seu display de CrystalRes por oferecer uma maior nitidez sem pesar tanto no desempenho ou consumir muita bateria quanto a resolução mais alta.

A tela traz tecnologia AMOLED e painel com taxa de atualização de 120 Hz com sensor de toque que responde a 480 Hz para reduzir o tempo de resposta e aprimorar a latência em jogos. O painel adotado é de geração recente com 12-bit que reproduz 68 bilhões de tons de cores diferentes, além de ter suporte a HDR10+ e calibração de cores em tempo real semelhante ao True Tone dos iPhones.

O nível de brilho é alto para garantir uma boa experiência em locais abertos. A tela reduz a velocidade para 60 Hz em conteúdo estático para ajudar a economizar bateria. As cores por padrão estão perto do que é considerado ideal, apenas o branco frio que tem tom meio azulado que pode ser corrigido facilmente com o slide de temperatura nas opções de configuração de tela.

O Xiaomi 12T tem som estéreo com bom volume e bem balanceado, apesar do alto-falante no topo ter volume inferior. O que importa é que ele é capaz de entregar bons graves, médios e agudos sem sobrepor nenhuma frequência ou distorcer quando o volume está no máximo.

Há suporte a Dolby Atmos que vem ativado por padrão para equalizar o som de acordo com o tipo de mídia. E como é padrão de um aparelho deste porte, não há entrada convencional para fones de ouvido.

Desempenho

Equipando o Xiaomi 12T temos a plataforma Dimensity 8100-Ultra, ela faz parte de uma lista de opções customizáveis da MediaTek. Este chip não é igual em todo celular, já que a empresa permite que a fabricante do aparelho possa escolher outros componentes que farão parte do pacote, como o processador de imagem para a câmera, o gerenciador de áudio, o processador voltado para inteligência artificial, conectividade e outros.

Isso quer dizer que o Dimensity 8100 presente neste celular da Xiaomi não é igual ao que encontramos em outros celulares. No caso do 12T temos melhorias na eficiência do processador e chip gráfico, além de IA focada em aprimorar a captura de vídeos em locais com pouca luz e reduzir os ruídos em fotos.


Mas como isso impacta o desempenho? Mesmo que o intermediário da Xiaomi venha com 8 GB de RAM e ainda use parte do armazenamento para expandir sua memória, ele ainda é incapaz de segurar todos os apps abertos em segundo plano, o que é bastante decepcionante. O 12T ficou abaixo do seu antecessor em nosso teste de velocidade.

Em benchmarks tivemos pontuações no nível de celulares intermediários premium. No caso do AnTuTu ficamos na média dos 675 mil pontos, o que o coloca no mesmo nível do Xiaomi 11T Pro da geração passada e o Galaxy S21 FE, ambos com Snapdragon 888.

O 12T é mais um bom celular da Xiaomi para jogos. Ele rodou Call of Duty na qualidade gráfica muito alta com tudo ativado. No PUBG tivemos boa fluidez na opção HDR com taxa de quadros no extremo e recursos extras ativados.

Bateria

O Xiaomi 12T traz bateria de 5.000 mAh, mesmo tamanho presente no modelo anterior e também em diversos outros celulares da fabricante. Ele entrega ótima autonomia com a capacidade de passar o dia todo longe de tomadas, apesar de ter ficado abaixo do seu antecessor.


O avanço fica para o tempo de recarga graças ao novo carregador mais potente que vem com o celular e que agora é capaz de entregar 120W, quase o dobro do que temos no de 67W da geração passada.


O resultado disso é que o tempo de recarga caiu de 40 para 27 minutos, fazendo com que o Xiaomi 12T esteja entre os mais rápidos que já testamos. Com apenas 10 minutos na tomada já terá metade da bateria para usar e uma carga rápida de apenas 5 minutos recupera 30%.

Câmeras

O conjunto fotográfico do 12T é formado por câmera de 108 MP, ultra-wide de 8 MP e macro de apenas 2 MP. A principal tem a mesma resolução da geração anterior, mas o sensor foi trocado para um ISOCELL mais recente, sendo o HM6 nesta geração. É um sensor menor com maior abertura focal e com estabilização óptica.

As fotos registradas pela câmera principal apresentam bom nível de detalhes, cores levemente saturadas, mas com contraste excessivo que deixam as sombras mais escuras do que deveriam. O HDR não é dos melhores, mas faz bem o seu trabalho em cenários com excesso de luz.

Principal | Ultra-wide



Padrão | 108 MP


A câmera comprime nove pixels em um como é padrão de qualquer sensor de 108 MP. Há a possibilidade de registrar fotos na resolução máxima na esperança de ter imagens mais nítidas, mas no caso do Xiaomi 12T vemos o oposto acontecer. Por alguma falha no processamento de imagem, as fotos perdem nitidez e apresentam borrões. Ou seja, você ocupará mais espaço no armazenamento em troca de piores fotos.

Noturno



Não há câmera teleobjetiva, o que limita a zoom apenas digital. Para nossa surpresa, o resultado é bom com fotos nítidas mesmo quando se passa do zoom em 2x. O desfoque de cenários é feito via software e às vezes entrega resultado artificial e acaba limitando ainda mais o HDR.

Zoom


Desfoque


A ultra-wide traz o mesmo sensor ISOCELL da Samsung da geração passada e mantém a abertura focal f/2.2 e o campo de visão de 120 graus. É uma boa câmera e registra fotos amplas com qualidade sem sofrer com cantos borrados. Ela tem suas limitações em locais com pouca luz, mas há modo noturno que ajuda bastante apesar de ainda ficar abaixo em nitidez e contraste comparado ao que é registrado pela principal.

Macro


A macro foi capada nesta geração e perdeu seu sensor de 5 MP com foco automático para um mais simples de 2 MP com foco fixo que é encontrado em celulares de entrada. Seria mais interessante ter adicionado foco automático na ultra-wide para ser usada para macros, já que este sensor simples sofre para capturar pequenos detalhes.

A câmera frontal de 20 MP traz sensor IMX 596 da Sony com abertura focal f/2.2 e foco fixo. O sensor comprime quatro pixels em um e com isso não temos as fotos mais nítidas do segmento, mas ele está longe de decepcionar em selfies. As cores são boas, o desfoque de fundo não apresenta erros e mesmo em locais com pouca luz não temos fotos tomadas por ruídos.

Selfies



A filmadora do Xiaomi 12T é capaz de gravar em 4K com a principal, Full HD com a ultra-wide e frontal e HD com a macro. Há estabilização eletrônica sempre ativa que lida bem com os tremidos. O foco poderia ser mais ágil, enquanto o som estéreo capturado tem boa qualidade. É possível filmar com a traseira e frontal ao mesmo tempo, mas a câmera de selfies sofre bastante em locais com pouca luz.

Software

O Xiaomi 12T está com Android 12 e MIUI 13 e será atualizado em breve para a nova interface da marca baseada no Android 13. Enquanto isso, o intermediário chinês estava com pacote de segurança relativamente recente quando o testamos, mas a Xiaomi não garante updates mensais como é o caso da Samsung.

O software flui bem no aparelho, apesar do gerenciamento de RAM precisar de melhorias. O 12T é um celular ágil no uso com apps populares e traz vários recursos extras interessantes como o menu lateral para atalhos rápidos. Há sensor de batimentos cardíacos integrado ao leitor de digitais na tela.

Rivais

Decepcionado com a câmera de 108 MP do Xiaomi 12T? Temos boas alternativas da Samsung e Motorola no mercado nacional com sensor de mesma resolução.

Da coreana há o Galaxy A73, que apesar de ter chip menos potente, foi mais ágil em nosso teste de velocidade focado no multitarefas ao segurar os aplicativos abertos em segundo plano. Sua bateria rende o mesmo, mas peca por demorar duas horas para carregar, o que chega a ser um absurdo perto dos 30 minutos do rival. E câmeras? É aqui onde o da Samsung supera com folga ao ser melhor para fotos e vídeos, não importa a iluminação.

Da Motorola temos o Moto G200 que pode até ser esquecido neste segmento por conta da linha Edge 30. Ele traz tela de 144 Hz para fluidez superior, mas fica devendo no som que é apenas mono. Seu desempenho é ainda mais ágil, enquanto a bateria fica abaixo do rival chinês e demora mais para recarregar. A parte fotográfica compensa com melhores fotos.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Tela de 120 Hz com brilho forte
  • Som estéreo de qualidade
  • Boa bateria e rápido tempo de recarga
  • Câmera boa para fotos

Pontos fracos

  • Desempenho abaixo do segmento
  • Câmera perde qualidade na resolução máxima
  • Poucos atrativos comparado ao antecessor
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Custo-benefício pode não ser tão atrativo ao ser comprado no Brasil, mas ainda pode ser uma boa importá-lo

Embalagem e características

Embalagem traz potente carregador e capinha de silicone

Comodidade

É um celular grande e um pouco escorregadio, mas vem com capinha de proteção de brinde

Facilidade de uso

É a mesma MUIU presente em outros celulares; só poderia ter melhor otimização para multitarefas

Multimídia

Tela grande com bom nível de brilho e som estéreo de qualidade garantem ótima experiência multimídia

Votação Geral

O Xiaomi 12T é um bom celular premium da Xiaomi que apresenta alguns retrocessos comparado ao antecessor e fica abaixo de rivais em câmeras

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Xiaomi 12T