LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Comparativo em tamanho real: Mi 11 Ultra vs antecessores

29 de março de 2021 8

Nesta segunda-feira (29), a Xiaomi realizou o evento para oficializar o novo smartphone topo de linha Mi 11 Ultra. A segunda geração dos modelos focados em alta performance fotográfica da gigante chinesa, chega com diversas diferenças nas configurações para atrair ainda mais ao público.

Será que as mudanças feitas foram suficientes para que os usuários tenham interesse em mudar para o modelo mais recente? Para te responder esta pergunta, o TudoCelular preparou um comparativo em tamanho real, onde o Mi 11 Ultra enfrenta o Mi 10 Ultra e Mi 9 Pro, que é um aparelho com um conjunto de especificações que o enquadram neste formato. Confira os detalhes!

74.6 x 164.3 x 8.38 mm
6.81 polegadas - 3200x1440 px
75.04 x 162.38 x 9.45 mm
6.67 polegadas - 2340x1080 px
74.64 x 157.21 x 8.54 mm
6.39 polegadas - 2340x1080 px
Ir para página de comparação
Tela e design

A Xiaomi conseguiu entregar uma mudança bem-vinda na resolução da tela, comparando com o antecessor direto, já que o Mi 11 Ultra passa a contar com display em resolução WQHD+, e manteve a taxa de atualização em 120 Hz, algo que tem se tornado cada vez mais comum nos modelos da marca.

Em relação ao tamanho do visor, houve um grande salto, já que o dispositivo passou de 6,67 para 6,81, dando ainda mais espaço para visualização de conteúdos. Essas alterações acabaram sendo essenciais para o smartphone ser classificado com o selo A+ do Display Mate.

Outro ponto a ser destaque está relacionado com o mini display de 1,1 polegadas na parte traseira do aparelho, permitindo a pré-visualização de capturas, além de ter outras opções de funcionalidade, fazendo com que certas tarefas mais simples não necessitem da tela principal para serem executadas, como ver as horas.

O posicionamento do entalhe circular foi mantido, fazendo com que o único que usa o formato mais antigo e diferente no comparativo seja o Mi 9 Pro, que já tem 2 anos desde que foi oficializado. O leitor de impressões digitais foi mantido, mostrando que o recurso foi bem aproveitado nas três versões.

Hardware

O fato da Xiaomi estar cada vez mais focada em entregar um conjunto de hardware avançado, principalmente nos topo de linha, tem sido algo bem visto no mercado, e vem influenciando diretamente na forma como as empresas. No Mi 9 Pro, a fabricante havia aplicado o Snapdragon 855 Plus, que trazia uma performance superior ao aplicado no flagship daquela geração.

E o mesmo foi feito no Mi 10 Ultra, que trazia o SD865. Mas, no Mi 11 Ultra, o chipset aplicado foi o Snapdragon 888, o mesmo aplicado no topo de linha lançado em dezembro de 2020, mas que acaba sendo a opção de maior desempenho atualmente.

Já em memória RAM, houve um perceptível upgrade na capacidade máxima, que saltou de 8 GB para 12 GB. Porém, o armazenamento interno foi mantido da mesma forma que o antecessor direto Mi 10 Ultra, entregando apenas 128 GB e 256 GB como opções.

Seguindo o mesmo fluxo das gerações anteriores, o celular recebeu a adição de 500 mAh, passando a contar com 5.000 mAh. Porém, o formato de carregamento acaba trazendo um adicional importante para os dias atuais, já que ele suporta 67W para cargas no modo com ou sem fio, bem como 10W apara carga de outros produtos, a carga reversa.

Câmeras

Além de se tornar o melhor smartphone para capturas no ranking do DxOMark, o aparelho ainda traz com um conjunto de configurações que justificam essa liderança.

Ele conta com a presença do sensor principal de 50 megapixels, que fica lado a lado com a lente secundária de 48 MP para fotos em modo grande-angular, algo amplamente usado nos dias atuais, principalmente por quem está sempre fazendo fotos em ângulos diferenciados.

Mas, a lente de maior destaque entre as três é a telefoto de 48 MP. E isso se deve ao fato dela conseguir disponibilizar diferentes opções de zoom, variando entre 5x e 10x no formato híbrido, e podendo chegar a 120x quando a aproximação é feita via software, no modo digital.

Segundo a empresa, o propósito desse novo conjunto triplo de câmeras traseiras é dar uma qualidade de DSLR ao smartphone, já que a tecnologia Dual Pixel Pro está presente para dar mais nitidez, além de ter filmagens em 8K a 30 fps. Para selfies, ele continua com a lente de 20 MP, então não houve evolução neste sentido.

  • O Xiaomi Mi 11 Ultra ainda não está disponível nas lojas brasileiras. Para ser notificado quando ele chegar clique aqui.
  • O Xiaomi Mi 10 Ultra ainda não está disponível nas lojas brasileiras. Para ser notificado quando ele chegar clique aqui.
  • O Xiaomi Mi 9 Pro ainda não está disponível nas lojas brasileiras. Para ser notificado quando ele chegar clique aqui.

8

Comentários

Comparativo em tamanho real: Mi 11 Ultra vs antecessores
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020