LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Este pode ser o ano mais quente dos últimos 125 anos

08 de novembro de 2023 18

O ano de 2023 deve ser o mais quente dos últimos 125 mil anos, segundo um estudo publicado na revista Nature Climate Change. Os cientistas analisaram dados de temperaturas globais, emissões de gases de efeito estufa e modelos climáticos para projetar o cenário futuro. Eles concluíram que, se as emissões continuarem no ritmo atual, a temperatura média da superfície terrestre pode ultrapassar 1,5°C acima dos níveis pré-industriais até o final deste ano.

Esse limite é considerado crítico para evitar os piores impactos das mudanças climáticas, como o aumento do nível do mar, a perda de biodiversidade, a intensificação de eventos extremos e a escassez de água e alimentos. O Acordo de Paris, assinado por quase 200 países em 2015, tem como objetivo limitar o aquecimento global a bem abaixo de 2°C, e se possível a 1,5°C. No entanto, os compromissos assumidos pelos países até agora são insuficientes para atingir essa meta.

Os autores do estudo alertam que é preciso acelerar a transição para uma economia de baixo carbono, aumentando o uso de energias renováveis, reduzindo o consumo de combustíveis fósseis e promovendo a eficiência energética.

Eles também defendem que é necessário fortalecer a adaptação aos efeitos já inevitáveis das mudanças climáticas, especialmente nas regiões mais vulneráveis do planeta. Eles afirmam que ainda há tempo para evitar um cenário catastrófico, mas que é preciso agir com urgência e ambição.


Para os próximos dias é esperado a chegada de uma nova onda de ar quente no Brasil. Os estados mais afetados serão Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Rondônia, Acre, Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Bahia, Minas Gerais e São Paulo. O Inmet alerta para os riscos de incêndios florestais, desidratação e hipertermia.

As capitais mais quentes devem ser Cuiabá (MT), com máxima de 41°C e mínima de 25°C; Palmas (TO), com máxima de 40°C e mínima de 26°C; e Rio Branco (AC), com máxima de 38°C e mínima de 23°C. Em São Paulo (SP), a temperatura deve variar entre 19°C e 35°C.

O Inmet recomenda que as pessoas evitem atividades ao ar livre nos horários mais quentes do dia, bebam bastante líquido, usem protetor solar e roupas leves. Além disso, é importante evitar queimar lixo ou fazer fogueiras, pois o fogo pode se alastrar facilmente.

Veja também


18

Comentários

Este pode ser o ano mais quente dos últimos 125 anos
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

Economia e mercado

Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista