» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
3.869

Apple iPhone XR

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

A Apple lançou três novos iPhones este ano, sendo o XR o mais básico deles. Enquanto iPhone XS e XS Max são praticamente idênticos, mudando apenas o tamanho de tela e bateria, aqui temos um celular mais simples e, consequentemente, menos caro.

Mas será que vale investir o valor pedido pelas versões mais caras ou é uma boa economizar e partir para o iPhone XR? Vamos descobrir.

Acessórios

Apesar de ser o iPhone mais simples lançado este ano, o XR traz os mesmos acessórios presentes nos modelos mais caros. Aqui temos:

  • Carregador simples de 5W de potência;
  • Cabo USB com conexão Lightning;
  • Fone de ouvido padrão da marca;
  • Guia do usuário;
  • Chavinha extratora do cartão SIM;
  • Adesivos da Maçã.

Como esperado, não temos mais o adaptador para P2 incluso na embalagem, o que obriga o usuário a adquirir um se não quiser usar o fone da Apple.

Design e construção

Assim como aconteceu com o iPhone 5C, o XR apela para cores mais chamativas para atrair o público mais jovem, mas diferente do antigo modelo da Maçã, este vem com corpo de alumínio com acabamento em vidro ao invés de plástico.

Além das cores preta e branca presentes nos modelos XS, há também quatro opções coloridas, sendo a vermelha a mais chamativa.

Por ser mais barato que os demais modelos do ano, é esperado que o iPhone XR não entregue a mesma experiência, não sendo encontrado o 3D Touch, por exemplo. Além disso, ele é mais grosso e pesado que o iPhone XS. Enquanto os mais caros trazem câmera dupla, este tem apenas um sensor na traseira.

Apple manteve o Face ID dos modelos mais caros, além da certificação IP67 para resistência contra água e poeira. No geral, o iPhone XR não decepciona comparado aos irmãos. Fica claro que você está segurando um flagship de qualidade em suas mãos.

Tela e som

A primeira mudança encontrada no iPhone XR está na tecnologia de tela. Enquanto os demais deste ano trazem painel OLED, aqui temos o bom e velho LCD para baratear o custo de produção.

Apesar de não oferecer a mesma qualidade de imagem com cores que saltam da tela, o painel usado pela Apple não decepciona frente aos rivais. A tela tem ótimo contraste e alto brilho, o que o torna confortável de ser usado em ambiente externo. O porém fica para o Dolby Vision e HDR10 mais limitado que nos modelos mais caros.

O que pode ser decepcionante para alguns é a resolução de tela apenas HD, que pode ser inaceitável para um produto nesta faixa de preço. Pelo menos a empresa tenta compensar com áudio potente e de qualidade que emana dos dois alto-falantes do aparelho.

Infelizmente, não foi dessa vez que vimos novos fones da Apple, sendo entregues os mesmos EarPods de sempre, com qualidade Ok e construção que incomoda durante o uso.

Desempenho e jogos

Apesar de contar com o mesmo chipset Bionic A12 presente nos modelos mais caros, o iPhone XR é o mais lento dos três. O iPhone XS foi o smartphone mais rápido que já passou pelo TudoCelular, e, infelizmente, o XR não repetiu o mesmo feito.

De qualquer forma, o modelo da Maçã entrega excelente desempenho ficando no mesmo patamar dos melhores flagships com Android. Em benchmarks temos números altos graças ao poderoso chipset da empresa.


Em jogos também não há o que reclamar. Assim como no XS, o XR roda qualquer título disponível na App Store com ótima fluidez. Especialmente o Asphalt 9 que aqui roda a 60 fps e nos aparelhos com Android fica limitado a 30.

Câmeras

O iPhone XR tem uma câmera a menos que seus irmãos, mas mantém o modo retrato. O funcionamento é diferente, mas o resultado é similar. A única limitação é que o software só permite desfocar o fundo quando você captura fotos com pessoas ou objetos com aspecto similar.

A resolução é a mesma dos demais e garante boa qualidade para fotos e vídeos. Ele também é capaz de filmar em full HD a 60 fps com a frontal, algo raro de ser ver em outros aparelhos.

Apple provou que levou a câmera à sério nos novos iPhones e o XR não é diferente. O modelo da Maçã briga de igual com o Pixel 3, entregando até resultados mais equilibrados em alguns cenários. Ele não deixa a desejar em câmera para seus irmãos mais caros.

A filmadora também faz ótimo trabalho na captura de vídeos e estabilização, superando o que vemos em rivais da Samsung, especialmente com a câmera frontal que sempre deixou a desejar nos modelos da sul-coreana.

Bateria

Bateria nunca foi o forte do iPhone, mas o XR entrega autonomia decente assim como visto no XS, superando com folga o modelo mais caro deste ano. Em uso moderado é possível passar o dia inteiro longe da tomada, mas se exigir mais do aparelho terá que realizar uma carga na metade do dia.

Assim como os demais, o XR demora mais de 3 horas para ter sua bateria recarregada; graças ao carregador fraco e sem suporte a carregamento acelerado que acompanha o produto.

Software

O iPhone XR veio com iOS 12, oferecendo as mesmas funcionalidades presentes nos demais modelos do ano e também no iPhone X lançado em 2017. O que muda é apenas a falta de suporte ao 3D Touch, o que pode limitar as funcionalidades de alguns apps e precisa ser emulado, mas muitos nem devem reparar a sua ausência.

No geral, o iPhone XR entrega ótima experiência, como é esperado ver num smartphone caro da Maçã.

Vale a pena?

O iPhone XR é o mais barato da linha 2018, mas nem por isso sacrifica a experiência que você terá com o iOS. Ele oferece ótimas câmeras, alto desempenho, bateria que dá conta do recado e áudio potente e de qualidade. A tela entrega ótima imagem e brilho alto, mas poderia ter uma resolução maior.

Mesmo sendo o mais barato dos novos modelos, o iPhone XR ainda é um celular caro. É inaceitável vir com carregador fraco e sem adaptador para fones de ouvido, mas isso também acontece com os demais que são ainda mais caros.

Ele pode não ser tão rápido quanto o XS, mas não decepciona. Desta forma, entrega um melhor custo-benefício, se considerarmos a diferença de R$ 2 mil entre os dois modelos.

Pontos positivos

  • Ótimo conjunto de câmeras;
  • Desempenho suficiente para todo tipo de tarefa;
  • Boa autonomia de bateria;
  • Bom sistema de áudio;

Pontos negativos

  • Preço acima de concorrentes;
  • Tela HD em um aparelho tão caro;
  • Acessórios pobres na caixa, com carregador lento, fones defasados em relação a concorrentes e sem adaptador de Lightning para P2.
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Custo-benefício não é exatamente uma característica encontrada em produtos da Apple, mas o iPhone XR se esforça para entregar um ótimo conjunto por um preço não tão acima do que concorrentes diretos cobram, sendo o mais barato dos iPhones de 2018 mas sem deixar a desejar para suas versões mais caras.

Embalagem e características

Difícil dar uma nota para um aparelho lançado na casa de R$ 5 mil que sequer conta com um carregador rápido ou adaptador de fones de ouvido, além de oferecer fones já defasados em relação a concorrentes.

Comodidade

O iPhone XR tem boas dimensões para um modelo com tela de 6,1 polegadas, mas é um pouco grosso e pesado demais, podendo incomodar quem se acostumou aos modelos pequenos da marca.

Facilidade de uso

Fãs do iOS contarão com o mesmo sistema presente em tantos outros modelos da marca, sendo entregue o iOS 12 de fábrica. Temos uma interface ainda carente de atalhos e customizações, mas conveniente para quem está acostumado.

Multimídia

Temos um ótimo sistema de som e uma tela de boa qualidade, porém a resolução apenas HD certamente deixa a desejar para quem quiser assistir filmes e séries na bela tela de 6,1 polegadas.

Votação Geral

Grandes pontos negativos são preço, acessórios inclusos na caixa e baixa resolução da tela, o que não é capaz de ofuscar o ótimo trabalho feito pela Apple no conjunto oferecido pelo iPhone XR.

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Apple iPhone XR