» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
1.699

Samsung Galaxy A54

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

O Galaxy A53 se mostrou como um dos melhores celulares em termos custo-benefício de 2022 e agora temos em mãos o seu sucessor, que chega para tentar manter o legado da linha intermediária da Samsung. O Galaxy A54 traz design repaginado, hardware mais potente e nova câmera. Apenas isso será suficiente para justificar a compra do novo? Vamos conferir.

Acessórios

O Galaxy A54 vem em embalagem similar à do A53. Ela é na cor branca feita de papel cartão. Além do celular você recebe:

  • Carregador de 15W
  • Cabo USB no padrão C
  • Manuais
  • Chavinha para abrir gaveta do cartão SIM e microSD
Design e conectividade

A Samsung começou a unificar a sua linha de celulares esse ano e pelo o que tudo indica, todos os aparelhos da marca terão a mesma cara futuramente. Isso é bom? Talvez alguns critiquem essa abordagem, já que teremos um monte de celulares iguais mudando apenas um detalhe ou outro.

De qualquer forma, a mudança tem seus pontos positivos e faz com que o Galaxy A54 ganhe uma aparência mais premium ao trazer design inspirado nos celulares mais caros da Samsung. O bloco de câmeras foi removido e a traseira ficou completamente plana com apenas as três câmeras em destaque. O plástico foi trocado por vidro, mas não foi dessa vez que as laterais evoluíram para acabamento em metal.

A Samsung decidiu reduzir o tamanho da tela nessa geração e com isso temos um celular um pouco mais compacto, apesar de ter ficado ligeiramente mais espesso e pesado. A certificação IP67 continua presente e garante proteção contra água e poeira, permitindo que o aparelho fique por no máximo 30 minutos embaixo d’água, desde que respeite o limite de 1 metro de profundidade.

Há quatro opções de cores para escolher, desde as mais básicas como preta e branca, como também as mais coloridas com tons de verde e violeta. As laterais seguem a tonalidade da traseira com acabamento metalizado para imitar metal. A parte frontal apresenta poucas bordas, mas a inferior ainda é maior do que as demais, enquanto o furo para câmera de selfies continua na mesma posição de antes.

O sensor biométrico continua integrado à tela. Ele é do tipo óptico e responde bem ao ler rapidamente a digital do usuário. Na lateral direita temos os botões de energia e volume; a gaveta para dois chips e microSD fica no topo; na parte inferior temos a entrada USB-C e o alto-falante principal. E assim como o antecessor, o novo também não vem com entrada padrão para fones de ouvido.

O Galaxy A54 é um celular 5G com suporte a Wi-Fi de sexta geração, Bluetooth 5.3 e NFC para pagamentos.

Tela e som

A tela encolheu nessa geração, passando de 6,5 para 6,4 polegadas. A resolução segue Full HD+, assim como a taxa de atualização de 120 Hz. O painel adotado pela Samsung é o Super AMOLED com alto nível de brilho para uma experiência confortável fora de casa, amplo ângulo de visão e contraste infinito para preto perfeito.

A tela entrega boa reprodução de cores sem exagerar na saturação. A Samsung adota cores mais frias por padrão, mas há perfis para que você escolha a melhor configuração. O painel alterna a velocidade de forma automática ao reduzir para 60 Hz quando não se tocar na tela por um tempo, o que ajuda a economizar bateria.

O Galaxy A54 tem som estéreo, graças ao alto-falante de chamadas que atua como canal secundário. Ele entrega uma experiência bem balanceada com as duas saídas de som, mas a potência total não impressiona e fica abaixo de alguns do segmento.

Pelo menos, ele compensa por entregar bom equilíbrio entre graves, médios e agudos. O som não distorce no máximo, mas os agudos tendem a se destacar mais do que as outras frequências.

Desempenho

Equipando o Galaxy A54 temos o Exynos 1380, uma evolução do Exynos 1280 presente no antecessor. Aqui temos 8 GB de RAM com até 256 GB de armazenamento. O intermediário da Samsung reserva 4 GB da memória interna para ampliar a RAM, mas não chega a ser necessário. Ele conseguiu segurar os apps abertos em nosso teste, mas assim como vimos nas gerações anteriores, a One UI está meio amarrada e demora um pouco para responder aos comandos do usuário.


Tivemos um pequeno salto na velocidade de abertura de apps e também em benchmarks, como no AnTuTu ao ser registrado um ganho médio de 70 mil pontos. E nos jogos?

A GPU do Galaxy A54 tem potência suficiente para rodar todos os jogos atuais para Android sem dificuldade. No PUBG poderá curtir o game no modo balanceado com os gráficos em alto e demais recursos ativados. No Call of Duty é até possível jogar com o gráfico no máximo, mas com os extras desativados.

Bateria

A Samsung decidiu manter a bateria de 5.000 mAh do antecessor, mas como o hardware evoluiu e temos um chip mais econômico, vimos um ganho considerável em autonomia. O Galaxy A53 possui bateria para o dia todo, mas o A54 consegue fazer isso com folga e ainda deixa um pouco para o dia seguinte. Em uso mais leve só precisará recarregar o celular a cada dois dias.


O Galaxy A54 possui suporte a carregamento de até 25W, como temos até mesmo em celulares mais caros, como o Galaxy S23. No entanto, a Samsung manda um carregador mais simples na caixa de apenas 15W que demora 2 horas para encher totalmente a bateria.


É decepcionante ter que esperar tanto, ainda mais quando celulares intermediários da Motorola e Xiaomi recarregam bem mais rápido. Uma carga de 15 minutos recupera apenas 16% e chega a 30% com meia hora na tomada.

Câmeras

A Samsung trocou a câmera de 64 MP do Galaxy A53 por uma de 50 MP no A54. Pode parecer um retrocesso, mas é um sensor mais atual com capacidade aprimorada de fazer boas fotos noturnas. É bom ver que a coreana manteve a estabilização óptica. As demais câmeras, ultra-wide e macro, são as mesmas da geração passada. A dedicada para desfoque de cenários foi removida do conjunto.

Como temos um sensor com pixels maiores, há mais detalhes capturados, apesar da diferença ser pequena comparado ao visto anteriormente. A Samsung continua focando em saturação elevada para deixar as fotos do seu intermediário bastante vibrantes e isso acaba agradando o público em geral.

Principal | Ultra-wide



O que notamos é que a temperatura das cores muda um pouco entre a câmera principal e a ultra-wide. Uma tende para tons mais quentes, enquanto a outra vai para o lado mais frio. O contraste e a faixa dinâmica estão dentro do ideal para garantir fotos claras e sem fundo estourado em dias ensolarados. Mesmo ao fotografar contra o sol no fim de tarde, o HDR do A54 faz um bom trabalho.

Noturno



A câmera macro é o ponto fraco do conjunto. Sua resolução de apenas 5 MP e a falta de foco automático limita bastante o que você irá fotografar. Seria mais interessante ter adicionado foco automático na ultra-wide e deixar o conjunto com apenas duas câmeras.

O maior salto que vemos de uma geração para a outra é no potencial fotográfico em locais com pouca luz. O novo sensor aliado ao estabilizador óptico mais avançado garante imagens mais claras e nítidas à noite. A ultra-wide ainda sofre neste tipo de cenário e mesmo o modo noturno não chega a fazer milagres, mas ainda temos melhores fotos do que muitos intermediários.

Macro


Desfoque


A frontal é a mesma de 32 MP da geração anterior. O Galaxy A53 manda bem em selfies e o seu sucessor mantém a reputação de um bom intermediário para fotos. Selfies em locais claros terá muitos detalhes registrados, cores próximas da realidade e faixa dinâmica ampla mesmo com o desfoque de fundo ativado. Selfies noturnas saem suavizadas, mas ainda com boa qualidade para publicar nas redes sociais.

Selfies



Enquanto muitos celulares intermediários ainda estão presos na resolução Full HD, o Galaxy A54 consegue gravar vídeos em 4K a 30 fps com as câmeras traseira e frontal. Há estabilização eficiente para lidar com tremidos e até uma estabilização mais avançada que usa a ultra-wide para reduzir ao máximo os tremidos. As filmagens apresentam qualidade próxima das fotos, temos foco ágil e captura limpa com áudio estéreo.

Software

O Galaxy A54 sai da caixa com Android 13 e está na lista de celulares da Samsung que receberá atualizações do Android por vários anos. Esse é um ponto em que a coreana detona rivais como Motorola e Xiaomi que normalmente só lançam uma atualização do robozinho para seus intermediários.

No momento em que testamos, ele estava com pacote de segurança um mês atrasado aqui no Brasil, enquanto em outros países estava em dia. A Samsung vem decepcionando em nosso mercado ao atrasar os patches e até mesmo os mais avançados da linha Galaxy S23 ficam para trás.

O Galaxy A54 vem recheado de recursos com a One UI 5.1. Temos o Tela Edge para apps favoritos de fácil acesso, o alto poder de customização, possibilidade de estender a RAM em até 8 GB, equalizador completo com Dolby Atmos e vários extras que aprimoram a usabilidade.

Rivais

O Galaxy A54 se mostra como uma forte opção de celular intermediário. Mas quais alternativas temos no mercado com preço próximo? O Xiaomi 12 Lite chegou por aqui oficialmente custando R$ 4 mil, mas pode ser encontrado no varejo nacional no mesmo valor do Galaxy. O modelo chinês possui melhor melhor tela, sua bateria rende mais e recarrega mais rápido, enquanto o conjunto fotográfico é mais avançado e registra fotos mais nítidas. O A54 ganha em desempenho, tem resistência à água e maior suporte a atualizações.

Uma aposta recente da Motorola no segmento intermediário mais avançado é o Moto G73. Ele sai mais barato que o modelo da Samsung e entrega melhor desempenho no multitarefas, sua bateria recarrega mais rápido e suas câmeras também fazem boas fotos. O rival da Samsung ganha em tela, som e autonomia de bateria. Além da resistência à água e as atualizações por mais anos.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes:

  • Bela tela AMOLED com brilho alto e 120 Hz
  • Som estéreo de qualidade
  • Bom desempenho geral e com jogos
  • Ótima duração de bateria
  • Boas câmeras

Pontos fracos:

  • Poderia vir com carregador mais potente
  • Câmera macro não faz diferença
  • Software um pouco amarrado
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Preço ficará interessante após alguns meses de mercado quando estiver perto do R$ 2 mil

Embalagem e características

Sem capinha e nem fone de ouvido na caixa; carregador é de apenas 15W

Comodidade

É um celular grande com traseira de vidro que pode ser escorregadio

Facilidade de uso

É a mesma One UI de outros aparelhos da Samsung, mas falta um pouco de otimização do software

Multimídia

Tela com brilho forte e som estéreo garantem boa experiência multimídia

Votação Geral

O Galaxy A54 é um bom intermediário com pacote completo

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Samsung Galaxy A54