LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Golpe em parceiros? Compatibilidade com Windows 10 do ChromeOS pode ficar restrita aos Pixelbooks

15 de agosto de 2018 3

A Google definitivamente quer tornar o ChromeOS mais atrativo.

Depois de alfinetar Microsoft e Apple em uma publicidade curiosa, a gigante de buscas pareceu estar jogando a toalha após uma pesquisa no código-fonte do seu SO para notebooks indicar a implementação de um sistema de boot duplo capaz de trabalhar com o Windows 10. A medida poderia beneficiar a companhia à medida em que tornaria suas máquinas mais atrativas oferecendo suporte ao produto de Bill Gates.

Agora, uma nova leva de códigos no repositório do sistema - o Chromium Gerrit - está sugerindo que essa novidade poderia ficar restrita aos Pixelbooks, comercializados diretamente pela Google. E mesmo assim só à geração atual deles.


A decisão faz sentido, mas poderia deixar parceiros comerciais a verem navios. Afinal, a chegada do chamado modo Campfire beneficiaria todas elas, que poderiam vender mais hardware com o atrativo de oferecer juntamente o SO da Microsoft. Acer, Dell e Samsung são apenas algumas das fabricantes que também trabalham com o ChromeOS.

Em todo caso, tornando esse um diferencial dos Pixelbooks a empresa conseguiria fazer os olhos do consumidor crescerem para não só a sua solução de sistema, como também de hardware.

Ainda segundo informações escavadas do Chromium Gerrit, o Campfire ficaria disponível para a atual geração de notebooks da gigante de buscas. De acordo com dados anteriores, seria necessário que as máquinas contassem com pelo menos 40 GB de espaço: 10 GB para o SO de código aberto, e 30 GB para o Windows 10.

Vale lembrar, o modo Campfire ainda não está oficializado. A série de revelações já feitas sobre ele é um "preço" que a gigante de buscas paga por trabalhar com código aberto, sempre amplamente documentado de forma pública.

E você, o que acha da Google fechar o modo Campfire para o seu hardware? Acredita que a companhia está jogando a toalha permitindo o boot do Windows? Conte para a gente nos comentários!


3

Comentários

Golpe em parceiros? Compatibilidade com Windows 10 do ChromeOS pode ficar restrita aos Pixelbooks
  • O problema do Chrome Os é não ser offline

      • Uma ótima forma de ter Windows e apps Android na mesma máquina!

          • Decisão aparenta ser delicada. Se o equipamento tiver bom desempenho e atender as demandas do consumidor no Windows, não vejo o pq realizar boot no Chrome Os. (Considerando ainda a vantagem do Windows ter determinados aplicativos e jogos não portados pra Chrome Os/Linux). Acho que se o intuito principal é apenas vender hardware, ok. Mas se for tornar o Chrome OS uma plataforma grande e viável, seria um tiro no pé.

              Android

              TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

              Android

              TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular

              Android

              TOP 10 smartphones intermediários com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

              Android

              TOP 10 smartphones intermediários com melhor autonomia | Guia do TudoCelular