LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

iFood é multado em R$ 2,5 milhões pelo Procon por fraudes e cobranças abusivas

17 de agosto de 2020 3

O Procon de São Paulo multou o aplicativo iFood em mais de 2,5 milhões por meio de processo administrativo por má prestação de serviços, cláusulas abusivas e outras infrações ao Código de Defesa do Consumidor.

Segundo o órgão, a empresa foi multada devido a um alto número de reclamações envolvendo golpes aplicados por entregadores do aplicativo, que cobravam valores acima do que realmente era devido.

Além disso, o iFood também permite que fornecedores possam impor um valor mínimo para a finalização do pedido, mas não informa a quantidade de alimentos entregues. O Secretário de Defesa do Consumidor, Fernando Capez, comentou a ação:

A empresa responde pelos atos de seus prepostos, não importa que os entregadores não sejam seus funcionários; ela deve se responsabilizar pelos seus representantes.


Outro motivo que pesa na condenação do iFood são as cláusulas abusivas do serviço. O Procon explica que elas infringem o artigo 51 do Código de Defesa do Consumidor.

Isso porque a empresa deixa claro que não se responsabiliza pela prestação do serviço contratado pelo consumidor e que ainda pode mudar os termos do contrato de forma unilateral. Caso o consumidor queira questionar a mudança, o seu cadastro será cancelado.

O aplicativo também afirma em seu termo que não se responsabiliza pelo eventual vazamento dos dados que estão em sua plataforma. Considerando que o consumidor precisa inserir uma série de informações no app, o Procon considera que não cabe isenção de responsabilidade. A empresa ainda pode recorrer e tem direito à defesa.

iFood responde

Em nota enviada ao portal G1, o iFood se defende das acusações do Procon e alerta aos consumidores sobre como evitar o "golpe da maquinha":

O iFood informa não ter recebido a autuação com imposição de multa do Procon-SP. É importante ressaltar que a prática fraudulenta da maquininha afeta tanto os consumidores quanto o iFood, que, em apoio aos clientes, após análise, faz o ressarcimento mesmo diante de fraudes aplicadas por meio de aparelhos de pagamento que não pertencem à empresa. Por meio de notificações, o iFood orienta os clientes a não aceitar cobrança de valores adicionais na entrega e informa a confirmação de pagamento via app.

iFood - Delivery de Comida

Desenvolvedor: iFood

Grátis - oferece compras no app

Tamanho: Variasegundo a plataforma


3

Comentários

iFood é multado em R$ 2,5 milhões pelo Procon por fraudes e cobranças abusivas
  • Eita, tava repercurtindo bastante sobre essas fraudes um dia desses

      • praticamente nenhuma empresa está imune a golpes praticados pelos seus funcionários ou representantes. Mas se a iFood não tiver um sistema de rastreio que consiga identificar quem aplicou os golpes entao merece mesmo ser multada.Qualquer empresa tem que controlar o que os funcionários fazem, recebem e praticam, e no caso dessas empresas de entregas, têm que ficar de olho firme em quem as representa.

          • Claro que o ifood tem que se responsabilizar por golpes dos entregadores, já que eles são seus representantes, mas tem alguns problemas que é complicado, tipo: a pessoa já pagou pelo app, daí o cara vem cobrando, ou casos que a cobrança é por máquina entrega não conferir o valor da cobrança (e nem cuidar do cartão ou da senha na digitação)

              Android

              Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

              Android

              Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

              Asus

              ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços

              Especiais

              Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas