LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Intel pode receber incentivo bilionário em nova onda de financiamentos para produção de chips nos EUA

24 de fevereiro de 2024 14

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos agendou uma conferência para atualizar os termos de aplicação daLei dos Chips, que define incentivos para o desenvolvimento de sua indústria tecnológica através de financiamentos para empresas do ramo. Na ocasião, é esperado que as autoridades divulguem uma nova onda de investimentos.

Intitulada de “Investindo em Tecnologias em Ponta” (em tradução livre), a conferência acontecerá na próxima segunda-feira, 26 de fevereiro, e deve focar especialmente na indústria de semicondutores, que está no centro de uma nova corrida tecnológica global na busca por tecnologias avançadas para a produção de chips.

(Imagem: Intel)

A atualização dos termos deve incluir novos incentivos e créditos para as empresas que dominam o mercado de semicondutores — entre elas, está a Intel.

A Intel é um dos poucos nomes entre os “gigantes de semicondutores” que possuem sede nos Estados Unidos. Uma reportagem divulgada pela Bloomberg em 16 de fevereiro afirmou que a empresa está negociando um subsídio de mais de US$ 10 bilhões, o que seria a maior quantia já concedida sob um plano para estimular a indústria de chips estadunidense.

O apoio financeiro esperado para a gigante de hardware provavelmente incluirá empréstimos e doações diretas. Os detalhes ainda estão sendo negociados, segundo fontes relacionadas ao assunto. O investimento do governo estadunidense poderia contribuir para as operações das novas fábricas da Intel, localizadas no Arizona e Ohio.

(Imagem: Intel)

As novas unidades devem se voltar à fabricação de chips com os processos “Intel 20A” e “Intel 18A”, que pertencem às classes de 2 nanômetros e 1,8 nanômetro, respectivamente. Essas tecnologias devem entrar em circulação no mercado de consumo a partir de 2025.

A CHIPS and Science Act, como é chamada a lei de subsídios sancionada por Joe Biden, também deve conceder empréstimos e outros tipos de incentivos a mais empresas líderes na produção de semicondutores, como TSMC e Samsung, que também pretendem produzir tecnologias de última geração em suas fábricas no Arizona e Texas.

Conforme noticiamos na sexta-feira (23), há uma nova corrida tecnológica na indústria de semicondutores. Para este ano, as empresas devem disputar a capacidade de produção de chips em 3 nanômetros, e em breve, sob a luz dos incentivos dos Estados Unidos, as fabricantes passarão a focar em litografias menores que 2 nanômetros.

Veja mais!


14

Comentários

Intel pode receber incentivo bilionário em nova onda de financiamentos para produção de chips nos EUA
  • Subsídio em país capitalista?
    Pode isso?

      • EUA não e o país que os liberais babam ovo kkkkkkkkk terra do livre mercado e estado mínimo kkkkkkkkkk

          • Já ouviu falar em desespero por causa da China.
            No passado os EUA tinham uma maior participação governamental em pesquisa e desenvolvimento e foi isso que gerou o boom nos anos 50 e 60, depois passaram a ter somente iniciativa privada, mas a iniciativa privada somente investe naquilo que é certeza de lucro, ficando para trás a pesquisa básica que não gera lucros imediatos, mas que são importantes para o futuro, pois dela pode-se gerar novos produtos que ainda não existem a partir dessa pesquisa e é por isso que é importante o investimento em pesquisa básica.

            • Sempre aconteceu

                • Alem de sempre ter existido, alguns idiotas querem "estado minimo" e não sabem que o estado é o maior empreendedor de um país, seja ele capitalista ou não. Alem de subsidio o estado lança mão de outras estrategias para proteger a sua industria como por ex.tarifas alfandegarias. Não se esqueça que países "dominantes" não querem concorrência e a norma é "faça o que eu falo mas não faça o que eu faço".

                    • Falou besteira, a maioria dos subsídios se baseiam em menos impostos e menos regulamentação que basicamente significam menos estados, ou seja, aplicam um estado mínimo num setor que querem que se desenvolva e ele se desenvolve, enquanto tarifas alfandegárias só servem para obrigar a população a pagar mais caro e encher o bolso dos políticos e de seus amigos

                  • EUA já tá ficando com medo de perder pra China

                    • Brasil criando mais auxilios, enquanto o ex-presidiario cria cortinas de fumaça com comentarios lacrosos. É o Brasil de reconstrução.

                      Android

                      Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                      Android

                      Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                      Windows

                      Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

                      Economia e mercado

                      Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista