LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Microsoft e OpenAI podem criar supercomputador de IA com novo projeto de US$ 100 bilhões

30 de março de 2024 17

A Microsoft e a OpenAI podem estreitar suas relações para criar um supercomputador dedicado ao processamento de inteligência artificial, segundo uma reportagem divulgada na sexta-feira (29) pelo The Information. O projeto custaria em torno de US$ 100 bilhões — cerca de R$ 502 bilhões, na atual conversão.

De acordo com pessoas familiarizadas com o assunto, o centro de dados proposto seria equipado com milhões de chips de servidor projetados para impulsionar as aplicações de inteligência artificial da OpenAI, empresa por trás do ChatGPT. O supercomputador representaria um investimento histórico na corrida tecnológica em torno da IA.

Investimento superaria gasto anual de US$ 50 bi com o Microsoft Azure (Imagem: Microsoft)

O projeto, supostamente chamado de “Stargate”, custaria em torno de 100 vezes mais que alguns dos data centers mais poderosos do mundo. A Microsoft assumiria o papel de maior financiadora, e estaria considerando suprir as próprias necessidades de hardware da plataforma, embora haja interesse na inclusão de parceiros como AMD e NVIDIA.

A implementação desse supercomputador poderia exigir inovações em termos de desempenho, como racks de servidor mais densos e tecnologias de resfriamento mais modernas para lidar com as gigantescas cargas de trabalho computacionais do Stargate.

O projeto remonta a 2019, ano em que a Microsoft investiu US$ 1 bilhão na OpenAI. Desde então, as companhias estabeleceram um cronograma dividido em cinco fases para desenvolver tecnologias cada vez mais avançadas em IA, e o Stargate seria a “fase 5”.

No curto prazo, a gigante de software já aprovou uma expansão de data center em um investimento de US$ 1 bilhão no estado de Wisconsin, Estados Unidos, que poderia se transformar em um sistema de “fase 4” de US$ 10 bilhões com previsão de estreia em 2026.

(Imagem: Microsoft)

O centro de dados ficaria localizado nos Estados Unidos. A expectativa é que sua inauguração ocorra em meados de 2028. Neste ponto, é esperado que o campo da inteligência artificial esteja significativamente mais maduro, e a demanda por plataformas capazes de suportar essa tecnologia possa ser atendida de forma mais ampla.

Em nota ao Reuters, a Microsoft afirma estar “sempre planejando a próxima geração de inovações de infraestrutura necessárias para continuar expandindo a fronteira da capacidade de IA”, mas não confirmou diretamente o lançamento do supercomputador.

Veja mais!


17

Comentários

Microsoft e OpenAI podem criar supercomputador de IA com novo projeto de US$ 100 bilhões
  • Com a queda nas vendas em 24% dos IPhone na China, a falta de novidades convincentes e não ter ainda conseguido adicionar IA em seus dispositivos, o mercado de ações é cruel, enquanto isso a Microsoft investiu pesado e está investindo em Ia está em primeiro lugar em valor de mercado e como comentado abaixo está valendo quase meio trilhão de dólares a mais, o Google que sempre investiu em IA mas não liberava para o público geral hoje está em sexto lugar.

      • Com o desenvolvimento da IA muito em breve cada um vai poder modificar o OS a seu gosto.

          • A Microsoft consolidou sua posição estratégica ao priorizar o desenvolvimento e a integração de Inteligência Artificial (IA), uma jogada que não apenas reforçou sua liderança em inovação com a aquisição significativa de 49% da OpenAI, mas também impulsionou sua ascensão como a empresa mais valiosa do mundo. Esta decisão estratégica incluiu o investimento em supercomputadores e data centers avançados, preparando o terreno para avanços futuros em IA e Inteligência Artificial Geral (AIG). O lançamento do Windows 12, prometendo integração total com IA e um teclado com funcionalidade Copilot, evidencia uma virada de jogo, afastando-se de softwares de aprendizado extensivo para soluções inteligentes e integradas. Enquanto isso, o Google, que também tem investido em IA por uma década, viu sua posição no mercado diminuir, caindo para o sexto lugar em valor de mercado. O Brasil se destaca por sua rápida adoção do ChatGPT, posicionando-se como o quarto maior usuário mundialmente. Essa corrida tecnológica entre as Big Techs, com a IA no centro, está definindo os líderes da próxima década no setor tecnológico.

              • Com toda essa infraestrutura, a OpenAI vai ter uma base ainda mais sólida para continuar desenvolvendo suas aplicações de IA, como as próximas gerações do ChatGPT, Dall-E e Sora que vão exigir cada vez mais poder de processamento, mas vai principalmente contribuir para ela obter a Inteligência Artificial Geral, que vai exigir um poder computacional absurdo.

                  • Que projeto top seria mas top ainda voltar com seus smartphone focado na inteligência séria sensacional

                      • Curiosidade não noticiada: Hoje a Microsoft está valendo no mercado de ações quase meio trilhão (U$ 480bilhões) a mais que a Apple. Faz algumas semanas que está em primeiro lugar. Os investimentos em IA devem estar impulsionando o interesse na empresa.

                        • Essa incompetente da Microsoft, deveria gastar esse valor era para trazer o Windows Mobile de volta, incentivando desenvolvedores e voltando com sua própria marca de Smartphones, ainda tem milhões de usuários que usaria

                            • Esses são assuntos que ficaram no passado. Estamos em uma nova época baseado em Inteligência Artificial e isso sim vai moldar o futuro.

                                • infelizmente não tem retorno pra empresa..

                                    • Tem situações não esclarecidas aí, penso eu. O maior SO do mundo (em termos de usuários) o Windows, não conseguir emplacar uma versão mobile, em um mercado em que toda empresa quer lançar um Smartphone, e pior ainda, só existir dois sistemas enxutos no ramo...

                                      • melhor investir no Android trazendo seus serviços, a estilo hype os

                                        • Apesar de eu ter sido usuário do Windows Phone, e apesar de ter gostado demais do sistema, ele já era, passou, não vai dar lucros para a Microsoft, e ela está investindo pesado em projetos que dão e vão seguir dando lucros.

                                            • O Windows Mobile já era por que a Microsoft matou, assim como fez a cagada de matar o MSN para trazer a bosta do Skype, que vive afundado. Hoje o MSN Messenger seria um concorrente de peso para o whatsapp, e o Windows mobile com certeza estaria entre as opções de quem vai comprar um Smartphone novo, claro, com todos os apps disponíveis. Não é possível que uma empresa desse tamanho não enxerga e não age diante do duopólio mobile do Android/iOS.

                                                • Realmente matar o MSN Messenger foi um baita erro, usei muitoooo durante anos, assim como anos depois usei muito o windows Phone.
                                                  Era extremamente otimizado, rodava lisinho em celular com 512mb de ram e CPU quase core fraquinho! E tbm tinha uma interface muito linda com aqueles blocos dinâmicos que mostravam informações dos apps. E foi a própria Microsoft que matou .
                                                  Fazer o quê, ela sempre foi focada nos lucros

                                            Android

                                            Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                                            Android

                                            Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                                            Windows

                                            Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

                                            Economia e mercado

                                            Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista