LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Analista diz que modelo da Sony e Nintendo para exclusivos não funciona mais

08 de abril de 2024 6

A Microsoft pegou todos de surpresa ao anunciar no início deste ano o lançamento de alguns de seus jogos exclusivos para os consoles da Sony e da Nintendo. Ao que parece, a estratégia da gigante de Redmond está de acordo com as projeções de alguns analistas renomados.

Michael Pachter, o famoso analista da Wedbush Morgan, comentou a decisão da Microsoft Gaming e fez afirmações polêmicas sobre o modelo de negócios da Sony e Nintendo.

Pentiment, Grounded, Hi-Fi Rush e Sea of Thieves são alguns dos jogos da Microsoft que foram lançados para PlayStation e Nintendo Switch, mas tudo indica que outros títulos podem se tornar multiplataforma no futuro.

Segundo o analista Michael Pachter, a medida da Microsoft veio como uma prova de que o modelo de jogos exclusivos adotado pela Nintendo e Sony já não funciona mais nos dias de hoje.

Por que estão lançado exclusivos em outras plataformas? A razão para estarem fazendo isso é porque o modelo da Nintendo e o modelo da Sony de jogos próprios em plataformas próprias é o modelo errado. É um modelo quebrado.

A Nintendo começou isso em 1985. Teve sucesso durante 40 anos. A Sony copiou isso em 1995 com o PlayStation, a Microsoft copiou isso em 2001 com o Xbox e durante muito tempo funcionou, mas deixou de funcionar.

Apoiar o seu conteúdo ao gerenciar a distribuição em sua plataforma é como um estúdio cinematográfico ser dono de uma rede de cinemas e a única forma de ver o filme é naquela rede de cinemas. Agora, isso vai funcionar e vão ganhar dinheiro, mas não farão tanto dinheiro quanto fariam se lançassem os filmes em seis ou sete outras formas diferentes.

Quanto aos planos para o futuro, Pachter diz que a Microsoft terá exclusivos temporários, colocará alguns conteúdos no PlayStation e Nintendo, mas terão conteúdos temporariamente exclusivos para promover o Game Pass. Para o analista, esta é uma decisão que a Microsoft tomou, pois faz sentido, especialmente porque jamais conseguiria tanto dinheiro ao lançar, por exemplo, um jogo como Call of Duty exclusivo.

É curioso ver esse tipo de declaração, tendo em vista que o último Zelda, lançado exclusivamente para Nintendo Switch, superou as 10 milhões de cópias vendidas em apenas 3 dias, enquanto God of War: Ragnarok levou apenas alguns meses para superar os 11 milhões de cópias vendidas. Tais marcas são extremamente maiores que muitos jogos lançados como multiplataforma, o que significa que o problema talvez não seja o modelo de negócios da Sony e Nintendo.

Qual sua opinião a respeito disso?

Veja também!


6

Comentários

Analista diz que modelo da Sony e Nintendo para exclusivos não funciona mais
  • A Sony ainda mantém uma boa janela de lançamento de alguns exclusivos indo para o PC. Nintendo eu acredito que consegue manter mais uma geração de hardware dedicado para jogos e mantendo os exclusivos dela. Mas por outro lado um port oficial de Zelda BOTW ou TOTK para PC se fosse lançado na Steam por 250 reais, venderia igual água no deserto.

      • O modelo da Sony realmente já n finciona mais mesmo, está caindo por terra. Já o da Nintendo fica difícil dizer o mesmo, só olhar as vendas pra saber q a Nintendo não tem problemas com seu modelo atual e dificilmente veremos mudança nesse sentido por parte dela, mais fácil a gente ver ela recebendo os exclusivos das outras no seu console.

          • A Nintendo deu espaço a pequenas produtoras tampar buracos nos hiatos de lançamentos. Assim sobra tempo pra lançar jogos AAA.
            A MS e Sony lançam um console e tem quase nenhum exclusivou ou titulo novo.. tudo um relançamento.
            É uma maluquice.

              • Óbvio que não. E ainda fica refém de ter que entregar exclusivos mesmo todo o complicado processo de desenvolvimento atual. Um bom exemplo é a já confirmada falta de títulos AAA da Sony nesse ano fiscal..

                  • Funciona sim, o problema é cobrarem 350 num jogo e 4000 num console. Eu não joguei spider-man 2 ainda simplesmente pq eu não tenho ps5 e não tenho intenção de ter até lançar o pro pelo menos e justificar o preço

                      • O problema é o custo e tempo de desenvolvimento, estão tão altos que mesmo vendendo bem dentro da plataforma não está sendo autossuficiente. A Nintendo é um caso a parte pois o seu hardware mais simples facilita o desenvolvimento e barateia tbm. Um triplo A hoje leva em média de 5 a 7 anos pra ser desenvolvido desde os estágios iniciais, isso é insano pois é quase o tempo de uma geração de consoles.

                        Android

                        Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                        Android

                        Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                        Windows

                        Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

                        Economia e mercado

                        Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista