LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Nova era? Polícia dos EUA propõe que robôs sejam armados e tenham permissão para matar

24 de novembro de 2022 4

O Departamento de Polícia de São Francisco (SFPD), nos Estados Unidos, propôs uma nova política que permitiria o uso de força letal através de robôs. Conforme descoberto pelo Mission Local na terça-feira (22), o projeto garantiria que máquinas tenham autorização para matar suspeitos em casos de riscos à vida de policiais e cidadãos.

O texto sugere que os robôs possam ser “utilizados como uma opção de força letal quando o risco de perda de vidas de cidadãos e oficiais é iminente e a necessidade supera qualquer outra opção de força”. O Comitê de Regras do Conselho de Supervisores de São Francisco está analisando e revisando o texto desde o início do mês.

(Imagem: Reprodução)

Aaron Peskin, decano do Comitê, havia colocado no projeto original da nova política de gerenciamento de riscos que “robôs não devem ser utilizados como uso de força contra qualquer pessoa”, mas o Departamento insistiu nessa cláusula e reinseriu que a máquina deve ter essa autoridade em casos de necessidade. Peskin acabou concordando.

O debate remonta a 2016, quando o chefe David Brown, do Departamento de Polícia de Dallas, utilizou um robô armado com uma bomba para abater um suspeito que matou cinco policiais. De acordo com a unidade policial, “não havia outra opção”. O Departamento de Polícia de São Francisco deve ter seu projeto analisado em 29 de novembro.

Boston Dynamics, ANYbotics e outras se opõem

A relutância inicial de Aaron Peskin é reflexo de várias opiniões contrárias à autoridade da máquina que incluem fabricantes líderes da área robótica. A Boston Dynamics, uma das maiores empresas atuantes no segmento, juntou-se à Agility Robotics, ANYbotics, Clearpath Robotics, Open Robotics e Unitree em uma carta aberta ao Comitê.

“Acreditamos que os robôs móveis avançados proporcionarão grande benefício para a sociedade como colegas de trabalho na indústria e companheiros em nossas casas, [mas] o surgimento desses robôs oferece a possibilidade de uso indevido”, diz a carta.

Possível crítica à Ghost Robotics

Uma reportagem publicada pelo TechCrunch na quarta-feira (23) sugere que a carta aberta da Boston Dynamics é, na verdade, direcionada especificamente à Ghost Robotics, uma empresa que fornece robôs armados ao Exército dos Estados Unidos.

A imagem de um de seus robôs apareceu na web recentemente mostrando uma máquina semelhante ao DigiDog da Boston Dynamics — que, por sua vez, costuma ser utilizado para detecção de explosivos e outras missões antiterroristas —, porém equipado com um grande rifle que, segundo a fabricante, não é autônomo.

A Ghost Robotics procurou a mídia para declarar que não tem conhecimento das aplicações reais de seu robô nas forças armadas norte-americanas. “Não vamos ditar aos nossos clientes do governo como eles devem usar os robôs”, disse um porta-voz da empresa.

Qual é a sua opinião sobre o assunto? Comente abaixo!


4

Comentários

Nova era? Polícia dos EUA propõe que robôs sejam armados e tenham permissão para matar
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas