LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Entenda a iniciativa do Piauí que reduziu o roubo de celulares em 40% | Detetive TC

26 de março de 2024 13

Em meados de 2023, o TudoCelular noticiou um projeto iniciado no Piauí que consistia em localizar, notificar e verificar os aparelhos que constam como roubados no sistema estadual, após a análise de Boletins de Ocorrência.

Agora, dados recentes da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado mostram que houve uma redução de 40% no número de roubos e furtos de celulares em Teresina, e de 37% nas cidades do interior. Ao considerar apenas 2024, a diminuição foi de 50% do índice na capital.

Em um período de oito meses da aplicação do projeto, foi possível recuperar mais de 5 mil celulares, com o auxílio do setor de inteligência.

Afinal, como funciona o método bem-sucedido aplicado pelo governo do Piauí? O Detetive TC reuniu as principais informações e explica em detalhes as etapas para implementação a você nesta coluna.

Como funciona?

Blitzen

A primeira etapa do método da SSP do Piauí consiste em realizar o rastreio e a busca dos smartphones, por meio de informações fornecidas em parceria com as operadoras de telefonia móvel – como o IMEI do portátil. Esse processo recebeu o nome de “blitzen” pela pasta.

Conforme é estabelecido por meio de ordens judiciais, as companhias de telecom são obrigadas a entregar detalhes quando uma nova linha é solicitada em um celular classificado como irregular.

Para realizar as “blizens”, a SSP utiliza dois aplicativos. Um deles é o Cellguard, lançado em setembro de 2023 pela Inteligência da Secretaria de Segurança Pública. Ele tem como papel reunir todo o processo de trabalho, como a busca, a localização e a recuperação dos smartphones, com ações pela Superintendência de Operações Integradas (SOI).

O segundo consiste no Lupa Bot, um app presente nos celulares de todos os policiais. A ferramenta é responsável pelas consultas para checar se há restrição de roubo ou furto de determinado dispositivo, por meio de uma foto do IMEI. Outro ponto importante é que não há limitação de município. Ou seja, dá para realizar o serviço em qualquer cidade.

Intimação

O próximo passo se trata de disparar intimações em massa para os celulares roubados ou furtados. As mensagens orientam, para quem estiver com o aparelho, a comparecer a uma unidade policial e entregar a unidade.

Caso a pessoa em posse daquele dispositivo siga a solicitação, ela não sofre qualquer responsabilidade pelo registro do roubo ou furto, uma vez que não haveria qualquer prova da ocorrência sobre o indivíduo.

Se o aparelho não for entregue, o monitoramento do celular continua, com a possibilidade de uma apreensão presencial dos policiais em algum momento posterior.

Operação Interditados

Por último, está a chamada Operação Interditados. Ela inclui a interdição de estabelecimentos por agentes policiais. Esses locais, sejam físicos ou virtuais, atuariam na compra ou revenda de smartphones roubados, mesmo fora do estado piauiense.

A 14ª fase dela aconteceu no último dia 14 de março, quando a política do Piauí, em parceria com a do Pará, recuperou 15 dispositivos e prendeu sete pessoas em Castanhal (PA). Além disso, houve nove mandados de busca e apreensão, nos quais foram apreendidos um Macbook, um automóvel e uma pistola sem registro.

Interesse de outros estados

A iniciativa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí não somente tem feito parceria com a Polícia Civil de outros estados – nos quais também têm recuperado aparelhos roubados ou furtados –, como está despertando o interesse dessas outras unidades federativas, para a implantação de um projeto similar.

De acordo com o Superintendente de Operações Integradas da SSP, Mateus Zanatta, o projeto é pioneiro no Brasil e se tornou uma referência nacional graças à efetividade dos seus resultados.

“Representantes da Polícia Civil e Polícia Militar de vários estados do país têm nos procurado com o objetivo de implantar modelos semelhantes ao que é desenvolvido pelo Piauí, no que diz respeito ao roubo, furto e comercialização de aparelhos celulares com restrição. Isso demonstra o reconhecimento de nosso trabalho e nos impulsiona a reduzir ainda mais essa prática criminosa em nosso estado. Vale ressaltar, que nos últimos nove meses, restituímos quase 4 mil aparelhos celulares.”


Mateus Zanatta

Superintendente de Operações Integradas da SSP do Piauí

Resultados

Durante o ano de 2023, a ação da SSP realizou 5.895 intimações, recuperou 3.500 smartphones, interditou 64 lojas físicas e virtuais – em 10 cidades – e prendeu 20 pessoas. Já até o momento, em 2024, foram feitas 1.195 intimações, restituídos 442 celulares e interditadas 14 lojas, além da prisão de 17 pessoas.

Qual é a sua avaliação a respeito do projeto do Piauí para recuperação de celulares roubados e furtados? Gostaria que ele fosse implementado também no seu estado? Interaja conosco!


13

Comentários

Entenda a iniciativa do Piauí que reduziu o roubo de celulares em 40% | Detetive TC
  • Esses governadores do PT.

      • um passo adiante é cancelar imediatamente alvarás e cnpj das empresas que revenderem/receptarem celulares roubados. E o o CPF dos envolvidos ficar "sujo" no mercado, por exemplo sem acesso a empréstimos, benefícios do governo, impedimento para abrir outro comércio, etc. por um longo período.Isso provavelmente exigirá alguma lei, mas seria um caminho viável.

          • Moro em Teresina-Pi desde quando eu nasci, hoje atualmente com 28 anos, nunca vi tanta policia na rua, nos bairros garantindo a segurança da população, hoje me sinto mais seguro do que anos atrás, realmente a segurança da capital mudou pra melhor, e a população só se fala nisso, só tem que parabenizar a todos da segurança por estarem batendo de frente com o mal.

              • O Governador do Estado é um dos caras mais inteligentes do Brasil.

                  • Lembrando que celulares rem que ter nota fiscal, não vai valer se for importado etc nas que não tem nota fiscal

                      • Se implementar pena de morte no Brasil, o país se tornará um deserto %uD83D%uDE08%uD83D%uDE08%uD83D%uDE08, a polícia não recupera pq não quer, preferem ser guarda-costas de criminosos do que servir a população

                          • Parabéns ao PIaui, uma ótima iniciativa.

                              • Vai mudar quase nada. A iniciativa real seria mudar as leis ridículas do Brasil. Primeiramente instaurar a pena de morte!

                                Android

                                Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                                Android

                                Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                                Windows

                                Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

                                Economia e mercado

                                Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista