LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Linha do Tempo: Google Maps deixa de armazenar histórico de localização na nuvem por padrão

05 de junho de 2024 5

O Google Maps começou a alertar seus usuários sobre o fim do armazenamento do histórico de localização na nuvem. Conforme descoberto nesta quarta-feira (05) pelo Android Police, a gigante das buscas está enviando mensagens de e-mail para informar que a linha do tempo passará a ser armazenada no celular por padrão.

Com a atualização, o sistema do aplicativo organiza a linha do tempo em cada um dos dispositivos do usuário de forma independente. Isso significa que cada smartphone, tablet ou outro aparelho terá seu próprio histórico de localização. Como alternativa, o usuário poderá fazer backup desses dados na nuvem de forma manual ou automática.

(Imagem: Reprodução)

A empresa pede que os usuários definam suas novas configurações para o armazenamento da linha do tempo até 1º de dezembro de 2024. Caso nenhuma ação seja realizada, os dados antigos poderão ser perdidos.

A partir do prazo para os ajustes das configurações, o aplicativo tentará mover os últimos 90 dias do histórico de localização para o primeiro dispositivo no qual o usuário fez login após o dia 1º de dezembro, e todas as viagens mais antigas serão excluídas automaticamente.

Para manter o acesso aos dados antigos e garantir que as informações coletadas passem a ser armazenadas com segurança no dispositivo do usuário, basta atualizar para a versão mais recente do Google Maps, e então, seguir as instruções em uma notificação push, alerta dentro do aplicativo ou e-mail recebido.

É possível gerenciar as configurações de sua linha do tempo ao seguir o caminho:

  • Abra o Google Maps
  • Toque em seu ícone à direita da barra de pesquisa
  • Toque em “Sua Linha do tempo”
  • Toque no ícone de nuvem no canto superior direito
(Imagem: Capturas de tela/Google Maps/TudoCelular.com)

Ao permitir que o aplicativo faça backup dos dados da linha do tempo na nuvem, será possível visualizar o histórico de lugares que você visitou em qualquer dispositivo logado à sua conta do Google. Ao desativar essa opção, cada um de seus dispositivos conectados terá seu próprio histórico, e eles não poderão ser vistos na web.

Google Maps

Desenvolvedor: Google LLC

Grátis

Tamanho: Varia de acordo com o sistema


5

Comentários

Linha do Tempo: Google Maps deixa de armazenar histórico de localização na nuvem por padrão
  • Medida muito válida, principalmente em países como o nosso em que vivemos uma ditadura do judiciário que é alinhado a um governo corrupto e autoritário.

      • motivo: privacidade do próprio usuário Agências da lei podiam solicitar judicialmlente que o google fornecesse os dados do timeline de um usuário porque essa informação fica armazenada nos servidores do Google. Ao transferir a informação do timeline para o celular do usuário, o Google se livra de ter que ficar atendedo inúmeras requisições judiciais pelo mundo inteiro para fornecer os dados, pois não estarao mais nos servidores dele. Isso é positivo por um lado, porém será perdida a função do timeline na web, fica somente no aplicativo do celular. Enfim, qualquer serviço do Google pode ser eliminado, alterado ou cobrado a qualquer momento pelo Goggle sem muita explicação, como já fizeram inúmeras vezes. Cuidado quando você se torna dependente do Google.

          • Então vou perder 10 anos de dados quando trocar de celular?

              • Nao entendi ao certo. Exemplo: tenho 2 dispositivos que acessam e registram meu histórico e jogam pra nuvem: quero manter um local (dispositivo) e esse local seja jogado pra nuvem também. O segundo só local. Como faço pra configurar e jogar pés nuvem deste que tenho interesse que seja local e nuvem?

                  • a partir do final desse ano, cada aparelho fica com seu próprio histórico armazenado nele. A interface web do mapas não terá mais o timeline, somente em cada celular. O histórico passa a ser guardado na nuvem junto com o backup dos outros dados do celular e será recuperado para um novo aparelho da mesma maneira que os dados de contatos, aplicativos e etc. Portanto o timeline passará a ser um timeline do aparelho vinculado à conta google, e não mais um timeline do usuário, o que acho correto. Assim os dados do timeline não ficarão mais em servidores do serviço de mapas do google, ficarão apenas nos backups individuais dos celulares vinculados à conta Google. Não será mais possível que dados do timeline de um usuário possam ser requisitados por agências do governo e também é um avanço em privacidade.

                    Economia e mercado

                    Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

                    Android

                    Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                    Android

                    Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                    Windows

                    Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos