LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Huawei Band 8: o melhor custo-benefício entre pulseiras inteligentes? | Análise / Review

30 de junho de 2023 10

A Huawei Band 8 foi anunciada em maio de 2023 no Brasil, com início das vendas desde o começo de junho. Ela chegou ao mercado nacional com a proposta de fornecer o melhor custo-benefício na categoria de pulseiras inteligentes.

Será que o produto cumpre essa ideia na prática? O que a smartband da fabricante chinesa é capaz de entregar em recursos ao usuário? O TudoCelular testou uma unidade nas últimas semanas e explica em detalhes para você agora, nesta análise completa.

Design e tela

O design da Huawei Band 8 manteve algumas características tradicionais da linha. Estamos falando do tamanho compacto e da caixa de polímero no formato retangular, sem tomar grandes dimensões nos lados.

Para esta geração, a fabricante diminuiu ligeiramente a espessura e o peso. Inclusive, ela fica muito confortável no uso diário. Você praticamente não sente que está com a pulseira e pode utilizar o dia todo sem se preocupar com qualquer incômodo.

A Huawei ainda deixou a caixa menos curva e mais reta. O único botão presente nela segue na lateral direita, enquanto a traseira fica com os sensores e os conectores magnéticos para o carregamento.

Como recebemos a versão preta, temos aqui uma pulseira de TPU, mas há também opções em silicone e nylon, dependendo da cor escolhida. Esta tem um tamanho bom e uma variedade de furos que possibilita um encaixe perfeito no seu pulso.

Ambas as partes são retiradas com facilidade pelos botões na extremidade da caixa, na parte de trás. Para encaixar de volta, basta pressionar os pinos contra a entrada sem grande força. Tudo com extrema praticidade.

Esta smartband tem uma classificação 5 ATM, que garante uma capacidade de suportar até 50 metros de pressão de água por 10 minutos. Sentimos falta de uma certificação IP, que permitisse uma resistência maior contra líquidos e até poeira. Em outras palavras, dá para usar em uma piscina, mas é bom evitar banho quente e mergulho com ela.

Tela

A Huawei inseriu na Band 8 a mesma tela AMOLED de 1,47 polegada do modelo antecessor. Já a resolução permanece em 194 x 368 pixels. A experiência que tivemos se mostrou bastante satisfatória.

O painel tem um ângulo de visão exemplar, que permite ver o conteúdo sem perda de qualidade independente da sua direção. O brilho agrada e possibilita visualizar mesmo debaixo do Sol forte. Pena que não há uma opção de ajuste automático. O contraste e a nitidez também não decepcionam neste produto.

Ficou faltando aqui uma proteção no vidro, para dar uma resistência superior contra arranhões ou quedas.

Sistema e conectividade

A Band 8 vem equipada com o HarmonyOS, o sistema operacional proprietário da Huawei. Mesmo assim, ela tem total compatibilidade com celulares Android e iOS. A interface flui muito bem e mostra uma excelente agilidade na hora de ativar a tela ao girar o braço.

A configuração inicial exige baixar o aplicativo Saúde Huawei para conseguir parear a pulseira pelo Bluetooth. Todos os gerenciamentos dos recursos e da organização da interface, além da atualização de software, podem ser feitos tanto direto no acessório quanto pelo aplicativo.

Uma das possibilidades está na mudança dos mostradores. Porém, sentimos falta de uma variedade maior de graça para o usuário. Se quiser mais do que as oito opções nativas, vai precisar pagar por isso.

A pulseira recebe notificações de chamadas e de mensagens recebidas, ao deslizar para cima. Já se quiser deslizar para baixo, poderá acessar o menu superior com alguns recursos nativos, como o alarme, o cronômetro e a lanterna.

Do lado esquerdo, fica a temperatura da sua localização e um player que permite controlar a música em reprodução no seu smartphone. Já à direita, estão os cards com informações de saúde e atividades físicas. Mas isso é assunto para logo mais.

Por se tratar de uma smartband mais simples, ela não possui um armazenamento interno para salvar arquivos externos ou instalar aplicativos. De toda a forma, essas características se justificam pela proposta do produto.

Saúde e atividade física

A Huawei utiliza as suas tecnologias TruSeries para fornecer os dados de saúde e condicionamento físico. Começando pelo TruSleep 3.0, a fabricante inseriu aprimoramentos para aumentar a precisão do rastreio do sono. Percebemos um bom resultado aqui.

Tanto para detectar o exato minuto de despertar e acordar, quanto na identificação do tipo de sono, a pulseira foi mais precisa que concorrentes diretos e não ficou devendo nem para relógios mais caros e avançados.

Já o sistema TruSeen 5.0 é o responsável por medir os batimentos cardíacos e o nível de oxigenação no sangue. A Huawei Band 8 faz o monitoramento de forma constante e possui auxílio de Inteligência Artificial para encontrar alguma irregularidade na sua saúde.

Para as atividades físicas, a tecnologia TruSport é a responsável por fornecer mais de 100 modos de treino. O recurso consegue reconhecer automaticamente quando um exercício específico é iniciado. Apenas alguns principais aparecem direto na pulseira, como natação, caminhada e ciclismo.

Dá para personalizar uma atividade ou colocar em alguma das demais modalidades na opção “Outro”, que é capaz de medir os momentos de queima de calorias e quantas conseguiu perder, além do tempo de treino. O acessório ainda conta automaticamente os passos do usuário, outro ponto em que notamos boa precisão neste modelo.

Bateria

E como a Huawei Band 8 se comporta em bateria? A fabricante promete uma duração de até 14 dias em uso típico e até 9 dias de utilização intensiva. Será que isso se concretiza na prática? Testamos com as notificações do celular conectadas, além de medição constante de frequência cardíaca e oxigenação sanguínea, fora o monitoramento diário do sono.

Nesse cenário, tivemos uma autonomia total de 8 dias. Apesar de não chegar no máximo possível, entendemos que foi um tempo satisfatório pelos recursos usados. Além disso, está acima do que encontramos na concorrente Xiaomi Band 7.

Imagens: Rafael Barbosa / TudoCelular.com

A Huawei colocou suporte ao carregamento rápido, para fornecer até dois dias com apenas cinco minutos na tomada. Com o cabo original e um adaptador de 15 W, tivemos um tempo total de 41 minutos até completar a carga.

O intervalo se mostrou bastante satisfatório, ainda mais combinado com os dias de duração que oferece. A recarga ficou abaixo inclusive dos 45 minutos divulgados pela empresa como o tempo oficial. Ou seja, um ponto positivo em todos os sentidos aqui.

Considerações finais

A Huawei Band 8 mostrou uma evolução consistente para esta geração. Ela teve melhorias no design e manteve a qualidade da tela, sem deixar afetar na fluidez do seu sistema operacional.

Os recursos que ela oferece para saúde e atividades físicas foram aprimorados e agora fornecem ainda mais precisão nos dados identificados. O destaque fica por conta do seu sistema TruSleep, que tem uma precisão surpreendente na identificação do tipo de sono e no tempo dormido.

Outro ponto positivo está na sua autonomia que permite mais de uma semana com monitoramentos constantes. E mesmo quando a bateria se esgota, o carregamento rápido permite chegar nos 100% em pouco tempo.

Na parte negativa, ressaltamos as ausências por aqui. Falamos principalmente da falta de uma certificação para resistir a poeira e água, além de não ter um armazenamento interno. A pouca variedade de mostradores também depende de desembolsar para ter mais opções de personalização da sua smartband.

Design compacto e leveClassificação 5 ATMTela AMOLED com bom brilhoSistema fluido e compatível com Android e iOSSensores precisos para saúde e atividades físicasBateria com boa autonomiaCarregamento muito rápidoBom custo-benefício
Sem certificação IPAusência de proteção no vidro da telaNão tem armazenamento internoPoucos mostradores

A pulseira inteligente da Huawei foi lançada no Brasil pelo preço sugerido de R$ 400. No entanto, é possível encontrar o acessório para importação direta e sem custos extras pela Amazon Brasil na faixa de R$ 200. Por esse valor e com garantia nacional, a Band 8 se torna uma das opções mais acessíveis no mercado nacional.

Ela tem como principal rival a Xiaomi Band 8, que oferece mais modos de treino, brilho automático de tela e tecnologia NFC. Porém a falta de disponibilidade dela no país torna a aquisição mais cara por aqui.

A Xiaomi chegou a trazer a Redmi Smart Band 2 ao país, como um modelo mais simples e em um formato similar à Huawei Band 8, mas cobra mais caro no mercado nacional. A Xiaomi Band 7 pode ser encontrada pelo mesmo valor da rival no país, o que torna a aquisição da pulseira da Huawei ainda mais interessante, por ser de uma geração mais recente.

O que mais te agradou na nova Band 8? Acha que ela compensa mais que as concorrentes? Fale aí para a gente no espaço abaixo.


10

Comentários

Huawei Band 8: o melhor custo-benefício entre pulseiras inteligentes? | Análise / Review
  • Já usaram o obturador remoto?

      • Tenho uma Huawei Band 7 depois de passar por diversas gerações da miband e Redmi Band pro, sinceramente, faz parecer que as da Xiaomi e Amazfit sao versões piratas da Huawei e olha que sou "fã boy" da Xiaomi, sem contar que a pulseira não arrebenta a cada 2 meses...

          • Comprei uma Huawei Band 8 e fiquei decepcionado pois ela não tem a opção de "Ciclismo" entre os esportes.
            É necessário abrir o celular e torcer para o Bluetooth do celular não falhar. Fora a chatice

              • Ainda tenho minha Honor Band 6, última lançada pela Huawei com a marca honor, de lá pra cá não tenho visto evoluções entre as novas versões lançadas, vou continuar com a Honor Band 6, minha esposa tem a Huawei Band 6 que é a mesma coisa com o logo da Huawei. Se tem o 5ATM já não é suficiente para resistência a água? A minha eu até lavo com esponja e nuca tive problemas
                Quase 3 anos de uso e a bateria ainda dura como no primeiro mês

                • Muito boa análise, mas existe sim, dezenas de mostradores grátis e eu testei vários e se pode ficar submerso por 10 minutos até 50 metros acredito que dá pra usar na piscina tranquilamente, já que normalmente a piscina é mais rasa e ficamos menos tempo debaixo d'água.

                    • Pelas configurações e preço. Meu Mi band ainda da pro caldo.

                        • Huawei sempre!

                          Android

                          Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                          Android

                          Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                          Windows

                          Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

                          Economia e mercado

                          Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista