LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

iPhone 12: Apple abraça o futuro sem esquecer do passado | Hands-on em vídeo

30 de outubro de 2020 49

E aqui temos ele: o iPhone 12. Enquanto o novo celular da Apple não chega oficialmente ao Brasil, nós do TudoCelular pudemos dar uma conferida na novidade graças aos nossos irmãos do HDBlog. Muita coisa mudou, mas muita coisa também segue igual. O que o novo celular da Maçã tem a oferecer? É isso que vamos descobrir nestas primeiras impressões.

Índice do hands-on

Design e acessórios

Lembra do iPhone 5 lançado lá em 2012 quando a Apple adotava um design mais plano e que muitos consideravam defasado? Pois é, ele voltou. O iPhone 12 parece uma mistura de iPhone 11 com o antigo modelo da Maçã. As laterais perderam a curvatura, mas o entalhe gigante e as câmeras em bloco saltado continuam.

A moldura ao redor da tela diminuiu e com isso o celular ficou menor e até mais fino. As laterais retas também melhoram a pegada e mesmo que o iPhone 12 escorregue de sua mão, ele não deve quebrar com a mesma facilidade de antes.

71.5 x 146.7 x 7.4 mm
6.1 polegadas - 2532x1170 px
Ir para página de comparação

O vidro que cobre a tela incorpora cristais de nanocerâmica que proporcionam resistência quatro vezes superior. Em testes realizados por terceiros vimos que a novidade realmente cumpre o prometido, mas é bom lembrar que por mais que a resistência contra quedas tenha sido aprimorada, o vidro ainda pode riscar facilmente – então usar película é segue como recomendação para preservar o aparelho por mais tempo.

A certificação IP68 foi mantida, mas agora promete resistência contra água por até 6 metros de profundidade. Isso é muito mais do que os rivais com Android suportam. O carregamento sem fio também evoluiu e agora entrega o dobro da potência, mas não com o cabo USB que acompanha o celular. Chamado de MagSafe, o novo carregador sem fio da Apple gruda na traseira do celular e tem design minimalista elegante com potência de 15W.


Aliás, é impossível não comentar sobre os acessórios do iPhone... ou melhor, a falta deles. A Apple decidiu remover o carregador e o fone de ouvido da embalagem alegando que isso ajudará a reduzir a produção desnecessária de plástico. O problema é que o cabo Lightning que vem com o celular é no padrão USB-C, diferente do padrão USB-A do carregador do iPhone 11. Ou seja, você precisará de um adaptador ou comprar um carregador novo.

O pior é saber que isso acabará virando tendência e não deve demorar para as fabricantes de celulares Android também seguirem o mesmo caminho e removerem o carregador da caixa.

Tela e som

A tela segue com as mesmas 6,1 polegadas do iPhone 11, mas abandona o painel LCD para adotar o mesmo OLED com HDR10 do iPhone 12 Pro. A resolução aumentou e temos uma imagem mais nítida com cores vibrantes, preto perfeito e amplo ângulo de visão. O brilho não é tão forte quanto o dos modelos mais caros, sendo no mesmo nível do antecessor. O que impressiona é a calibração quase perfeita para entregar imagens bastante próximas da realidade.

Não foi dessa vez que vimos um painel de 120 Hz no iPhone. Casaria muito bem com as animações ágeis do iOS, mas parece que Apple se preocupou mais com o 5G. Continuar preso aos 60 Hz faz parecer que o iPhone 12 chega defasado ao mercado, quando há intermediários Android com tela de 90 Hz. E nem mesmo o iPhone 12 Pro Max possui tela com velocidade superior.

A parte sonora não decepciona e continuamos com som estéreo. Os alto-falantes entregam mesmo nível de volume do iPhone 11 e não apresentam distorção quando no máximo. Poderiam ser melhores, mas pelo menos ajudam a compensar a falta de fone de ouvido na caixa. O que notamos de diferente é que agora temos um som mais equilibrado do que antes, com boa reprodução de graves, médios e agudos.

Hardware e software

O Apple A14 Bionic é o chip que equipa todos os iPhones deste ano. Ele é fabricado em 5 nanômetros e promete ser 40% mais veloz do que a geração anterior. Em breve veremos como ele se sairá em nosso usual teste de velocidade. É bom lembrar que a família iPhone 11 ainda é campeã no ranking de desempenho do TudoCelular, superando todos os Androids lançados em 2020.

O modelo mais básico do iPhone 12 continua com a mesma combinação de 4 GB para RAM e 64 GB para armazenamento, o que é pouco pelo preço que a Apple cobra na novidade. Sim, o preço teve aumento lá fora já que agora temos o iPhone 12 Mini ocupando o lugar de iPhone mais acessível.

O que pode decepcionar é a bateria que encolheu. A Apple reduziu quase 300 mAh para deixar o iPhone mais fino. A boa notícia é que o chip de 5nm e a tela agora OLED devem ajudar na autonomia e iremos confirmar isso em nossos testes.

Especificações

  • Tela XDR OLED de 6,1 polegadas com 1170 x 2532 pixels e HDR10
  • Chip Apple A14 Bionic com CPU hexa-core e GPU Apple quad-core
  • 4 GB de RAM
  • 64/128/256 GB de armazenamento
  • Câmeras traseiras de 12 MP + 12 MP ultra-wide de 120° fov
  • Câmera frontal de 12 MP
  • Conectividade Wi-Fi 6, Bluetooth 5.0, NFC e 5G
  • Bateria de 2.815 mAh
  • iOS 14
  • Dimensões: 146,7 x 71,5 x 7,4 mm
  • Peso: 164 gramas
  • IP68 com resistência de 6m por 30min

O que pode preocupar é a conexão 5G, que vai fazer a bateria do iPhone 12 voar rápido. Pode parecer cedo para se preocupar com isso, mas quem compra iPhone normalmente espera ficar muito tempo com o celular. A Apple normalmente garante 5 anos de atualizações, e até 2025 teremos 5G presente em todo lugar. Isso faz com que o iPhone 12 esteja preparado para o futuro.

O novo celular da Maçã vem com o iOS 14, que já está presente nos modelos mais antigos da Apple. A grande novidade está em permitir customizar a tela inicial com widgets – algo que fazemos no Android há anos. Há também o App Library que organiza seus apps por categorias, para evitar aquela bagunça na tela inicial. Agora é possível usar teclado e cliente de email de terceiros como app padrão, e também tivemos melhorias no gerenciador de arquivos e outros recursos introduzidos no iOS 13.

Câmeras

O iPhone 12 continua com câmera dupla de 12 MP, deixando a teleobjetiva apenas para as variantes Pro. Isso quer dizer que você ficará preso ao zoom apenas digital e quando tentar ir além do zoom de 2x terá uma perda acentuada da qualidade. O app de câmera é o mesmo que estreou no iOS 13 com o iPhone 11.

Por mais que a Apple alegue que os sensores e as lentes tenham evoluído para registrar melhores imagens, o iPhone ainda peca em nitidez em objetos distantes. No entanto, a experiência que terá no geral é boa com poucos ruídos (mesmo à noite), cores equilibradas e alto contraste. Não vimos uma evolução notável comparado ao iPhone 11, mas testaremos todos os recursos das câmeras do iPhone 12 para a nossa análise completa.

O que notamos até agora é que a ultra-wide está melhor do que antes e agora tem suporte ao modo noturno. O ângulo de visão aumentou para registrar mais dos cenários e o software de correção de distorção está mais eficiente. A qualidade das fotos é boa, mas já vimos câmeras com lente grande-angular melhores.

Fotografar à noite ficou melhor com o modo noturno ainda mais eficiente do iPhone 12. É notável que o celular demora menos tempo para salvar as fotos e captura imagens com alta riqueza de detalhes e baixo ruído.

A frontal também segue com os mesmos 12 MP e abertura focal de antes. A Apple sempre se destacou em selfies e o iPhone 12 continua fazendo um ótimo trabalho. Você terá nitidez, contraste e HDR na medida certa. O sensor 3D ajuda no desfoque de fundo e supera rivais Android com facilidade.

A filmadora também evoluiu. Ela ainda não grava em 8K, mas recebeu melhorias na qualidade da filmagem, estabilização e fluidez em cenários noturnos. Agora é possível gravar vídeos com HDR Dolby Vision, mas apenas é possível visualizar essas filmagens em equipamentos compatíveis com a tecnologia.

Considerações finais

E é isso, esse é o iPhone 12. O que você achou das novidades? O design evoluiu um pouco, mas nada drástico como muitos desejavam. Testaremos a fundo para ver o desempenho do A14 Bionic e como a bateria menor consegue lidar com isso. O que podemos adiantar é que o celular ficou mais resistente com o vidro Ceramic Shield, a experiência multimídia melhorou e as câmeras estão mais afinadas para registrarem fotos e vídeos com qualidade superior. E claro que o preço subiu para acompanhar tal evolução.

O iPhone 12 Mini agora é o modelo mais acessível e traz basicamente tudo o que o iPhone 12 oferece, apenas com a diferença no tamanho de tela e bateria. A Apple ainda não confirmou os valores dos seus novos celulares aqui no Brasil até a publicação deste vídeo, mas há rumores de que o iPhone 12 chegará na casa dos R$ 8 mil. De qualquer forma, espere por um valor bem acima dos R$ 5 mil que a Maçã pedia pelo iPhone 11 em seu lançamento em 2019.

9.4 Hardware
6.6 Custo Benefício

Apple iPhone 12

Comparar Aviso de preço
O Apple iPhone 12 está disponível na Americanas por R$ 5.688. O custo-benefício é médio mas esse é o melhor modelo nessa faixa de preço. Para ver as outras 80 ofertas clique aqui.
(atualizado em 15 de junho de 2021, às 07:12)

49

Comentários

iPhone 12: Apple abraça o futuro sem esquecer do passado | Hands-on em vídeo

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

iPhone XR vs iPhone SE: vale comprar o mais novo, mesmo mais simples? | Comparativo

iPhone SE vs iPhone 8: qual celular menos caro da Apple você deve escolher? | Comparativo

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho