LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Desenvolvedora do jogo 171 comenta sobre acusações de desvio de dinheiro e fraude

22 de novembro de 2022 16

No último dia 17 de novembro o estúdio brasileiro Betagames Group realizou o lançamento do jogo 171 para o PC no modelo de acesso antecipado. O jogo foi um sucesso de vendas no Steam, mas a empresa se viu em meio a uma polêmica pouco depois.

O site MixMods, conhecido por publicar modificações para os títulos da franquia Grand Theft Auto, divulgou um extenso "dossiê" em que fez sérias acusações de fraude e de desvio de dinheiro por parte dos responsáveis pelo estúdio de games brasileiro.

Entenda o caso

No início do desenvolvimento, a Betagames Group abriu um financiamento coletivo para que os interessados no projeto do jogo 171 pudessem ajudar os criadores a tirar o game do papel. É justamente entorno do valor levantando que gira essa polêmica.

De acordo com o site site MixMods, o orçamento total para concluir o game teria sido abaixo de R$ 3 mil, pois muitos dos assets, incluindo o sistema de dia e noite, carros, animações e GPS são vendidos por um custo baixo ou adquiridos de forma gratuita.

Já o valor arrecadado com as campanhas de financiamento coletivo para o 171 teria chegado a quase R$ 300 mil. Outra questão levantada foi o tempo de desenvolvimento, tendo em vista que vários recursos, supostamente, vieram prontos.

O que diz a Betagames Group

Nesta terça-feira (22), a Betagames Group veio a público e divulgou uma extensa nota em suas redes socias sobre as acusações levantadas pelo site MixMods. No texto, o estúdio relatou dificuldades durante o desenvolvimento e outras questões.

A empresa citou que o orçamento líquido do projeto foi de R$ 164 mil, destinado não somente ao pagamento de sua equipe interna de sete pessoas, como também para taxas, impostos, equipamentos e outros colaboradores externos.

Em outro trecho, a Betagames Group afirmou que a criação de um jogo do zero vai muito além dos assets usados e que esse tipo de "crítica sem fundamento prejudica o mercado nacional de desenvolvimento de games como um todo".

Por fim, o estúdio explicou mais sobre as metas e valores levantados, e garantiu que todas as informações financeiras do projeto foram liberadas de forma transparente na página da 1ª campanha de arrecadação de fundos no Catarse.

Confira, a seguir, a nota publicada pela Betagames Group em seu perfil no Twitter:


16

Comentários

Desenvolvedora do jogo 171 comenta sobre acusações de desvio de dinheiro e fraude
  • Por isso que eu achei meio estranho um jogo desse de mundo aberto com gráficos de GTA V, personagens em 3d, dublagem boa que por incrível que pareça é impossível um game desse ter sido criado no zero por menos de 100 mil dólares?! Respectivamente o Brasil não tem condição de criar um jogo no zero no nível de uma rockstar, tencent, RED project, santa mônica e etc que sinceramente é bem difícil.

    • Esse cara "ta"(deu uma pausa, parece) tentando fazer "GTA brasileiro" também. Em um post ele mesmo disse que é muito dificil criar um jogo desse tipo (vamos lembrar que ele é considerado um dos maiores modders de GTA, ou seja, teria muita experiencia) e citou a parte financeira também, que não vale a pena continuar por enquanto. Não duvido que ele tenha tentado entrar no projeto do 171 e não tenha conseguido, ou talvez tenha uma certa inveja do investimento que receberam.
      Confesso que não ligo muito pra nenhum dos lados, mas um jogo não é só pegar um monte de assets e juntar tudo, se fosse isso teria só jogo foda. Até empresas grandes tem problemas de desenvolvimento (destaque pro tempo que levaram pro FFXV e Cyberpunk 2077), imagina pra 7 BR sem muita experiencia e nem equipamento.
      Se falta transparencia, não sei, mas 300k não é um investimento muito alto não, é só dividir esse valor (pega o valor bruto mesmo) entre os devs e dividir o resultado pelo tempo, em meses, que levaram até agora pra ver o quanto cada um teria ganho mensalmente

        • É tanta merda e hipocrisia que vc sente nojo em ler os comentários. Tá rolando besteira nessas acusações no invejoso do "modder mais foda do GTA", a empresa já relatou os gastos, e mesmo não falando sobre, o pessoal pode pesquisar e aí sim ter alguma moral pra falar. Mas é só o cara falar que é um mod tal e que é o mais pika que geral compra o papo dele. E ainda tem nego se fazendo de bichão e falando na cara de pau que vai pegar pirata, foda que o brasileiro ficar falando e depois já vai apunhalar alguém que está tentando colocar visibilidade no país

          • Pensei em reclamar também, revolta, indignação, cheio de moral... mas vou acabar baixando a versão pirata então...

              • Estou 50/50 em relação a isso. A BGG deveria ser bem mais transparente perante aos investidores (isso inclui também a Alpha da steam).

                  • Que fonte confiável Mix Mods, deve ser um frustrado com seus mods e vendo o game alavancar no gosto dos BRs, que vá em frente!

                    • Trabalho com a área em uma empresa de fora e o fato de serem utilizados códigos/assets de terceiro (legalmente falando) não é um problema. Tirando isso da jogada, projetos desse naipe são muito caros pois não é qualquer pessoa que consegue encaixar "coisas prontas" no projeto. Existe um trabalho grande e extremamente técnico em gerenciar performance, identidade artística, gameplay, etc que não podem ser ignorados e costumam ser feitos por pessoas que ganham muito bem. Um orçamento de 300 mil não é tanto assim pra pagar os salário e equipamentos necessários para uma produção desse tamanho.

                        • Alguém que vive de modificar a criação dos outros, que pega tudo pronto, não deveria criticar as produções eu investi no jogo bem no começo tudo gera gasto são quase 10 anos de papel para chegar aí, mas como disse uma empresa acostumada a pegar tudo pronto tem tempo para procurar problema onde não tem

                            • O que custa para o brasileiro apoiar com unhas e dentes devs e jogos criados por brasileiros? Absolutamente nada, mas é mais fácil criticar, não é questão de transparência, os caras não abandonaram o jogo, continuam desenvolvendo, tem muito gringo lançando jogo indie com mais que o dobro do orçamento do 171 e ninguém fala um "A"

                                • Um jogo chamado 171 e brasileiro é claro que tem que ter roubos e desvios! Conta outra!

                                    • Eu li o post no Mix Mods e concordo em partes com o que foi dito ali. Tá faltando transparência da Betagames em muitos aspectos de como esse $$ arrecadado está sendo investido no desenvolvimento do jogo.

                                        Android

                                        Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                                        Android

                                        Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                                        Asus

                                        ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços

                                        Especiais

                                        Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas