LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Sony MHC-V02: a caixa de som portátil mais versátil do mercado? | Análise / Review

10 de outubro de 2019 20

Seja aquele churrasco com os amigos, seja uma confraternização de família, além dos comes e bebes, um bom fundo musical é algo que não pode faltar; aliás, o que é uma festa sem música, não é?

Anunciada aqui no Brasil no último mês de junho, a Sony MHC-V02 é a proposta da gigante japonesa para suprir a necessidade de um público que quer animar um ambiente com uma caixa de som portátil, mas sem abrir mão de uma boa qualidade de som, mesmo em volumes mais altos.

Mas será que ela cumpre o que promete? Testamos vários aspectos desse mini system e as nossas impressões você pode conferir a seguir.

Design e construção

Com painel frontal iluminado na cor azul, capaz de piscar de acordo com o ritmo da música; mesmo que de forma um pouco atrasada, pesando 6 Kg muito bem distribuídos e dono de uma boa qualidade de construção, esse mini system no formato torre traz uma gama extremamente versátil de entradas e conexões, indo do Bluetooth ao CD – isso mesmo, CD!

Com tweeters voltados para suas laterais visando espalhar o som com mais amplitude, um woofer de 18 cm para graves e médios graves, e duas estruturas cônicas mais próximas ao chão para concentrar o fluxo de ar e permitir que você ouça e sinta claramente os graves das suas músicas, a MHC-V02 ainda conta com acabamento em plástico duro e dispõe de alças para carregar.

Qualidade do som, equalizações e apps

Entregando qualidade de som excelente, não distorcendo frequências nem mesmo nos volumes mais altos; o que nos nossos testes implicou em cerca de 90 decibéis, a torre ainda disponibiliza recurso para quem procura um grave ainda mais pesado, dispondo da mesma tecnologia de Mega Booster vista nos modelos mais caros da marca, sendo necessário apenas apertar um botão para ver as frequências mais baixas ficando mais evidentes, sendo possível inclusive sentir a vibração dessas ondas fisicamente.


No entanto, em casos onde o grave se estende por um período maior, como acontece em estilos como o metal ou o rock, notamos que usar o Mega Booster pode fazer com que o grave engula um pouco as frequências médias e agudas, prejudicando a experiência. Porém, em casos como esses, bastou alterar o tipo de equalização para voltar a ouvir um som equilibrado, de boa qualidade e com graves ainda sobressalentes.

E por falar em equalização, o mini system conta com 8 tipos diferentes de equalizadores pré-definidos, indo do rock e pop latino até a bachata e a salsa, sendo possível ainda definir os seus próprios parâmetros. O problema é que essa mudança de equalização implica numa pequena interrupção na reprodução do som, o que pode incomodar em momentos onde uma comparação rápida entre duas configurações é necessária.

É possível passear entre as equalizações através do botão Sound Field localizado no controle remoto e na própria caixa, assim como utilizar o aplicativo da própria Sony.


Falando um pouco sobre esse app, o Music Center funciona como uma espécie de controle simplificado, disponibilizando as mesmas funções vistas no controle remoto e no próprio topo da torre. A vantagem do app fica justamente por reunir tudo em um só lugar, já que no caso de uma conexão via Bluetooth com o celular, será possível controlar além das músicas reproduzidas, as funções da caixa.

Mas a gama de aplicativos não para por aí. Além do Music Center, a Sony também disponibiliza o Fiestable, que integrado ao primeiro app permite que o usuário emita comandos de voz para a caixa através do celular, controle a música através da movimentação do smartphone e até mesmo faça algumas brincadeiras com a voz quando um microfone está conectado.

Versatilidade

É isso mesmo! A MHC-V02 também permite conectar microfones e instrumentos como guitarra, baixo ou violão através de uma entrada P10, sendo uma excelente opção para quem faz apresentações pequenas ou para quem quer apenas praticar seu instrumento ou voz.

Na verdade, ela vai ainda um pouco mais além. É possível adicionar overdrive, um pouco de chorus e até mesmo alguns tipos de reverb; apesar de não substituir, claro, equipamentos destinados a esses fins como pedais ou pedaleiras.

Para quem quer praticar juntamente com a música do seu artista favorito, ou apenas se divertir com os amigos em uma sessão de karaokê, a torre ainda permite que os volumes da entrada de microfone e da música sejam diferentes, permitindo que o usuário possa fazer o ajuste de alturas de acordo com a sua vontade. Dá ainda para mudar a afinação das músicas e até mesmo remover o vocal – apesar que esse último, a depender da frequência da voz e dos instrumentos gravados, pode não funcionar muito bem.


Além da entrada P10, esse mini system ainda conta com portas RCA para conectar de forma estéreo o seu home-theater, televisor ou reprodutor Blu-ray, antena para rádio FM, porta USB e a já citada bandeja para CD; algo que tem sido cada vez mais incomum ao longo dos últimos anos.

Sobre a porta USB, além de ser possível conectar um pen drive com músicas, a caixa ainda fornece a voltagem necessária para carregar smartphones e permite que as faixas contidas na memória do aparelho sejam reproduzidas. Para navegar entre as pastas basta usar os botões dedicados do próprio topo da caixa, o controle remoto ou o próprio aplicativo da Sony. As informações sobre o nome das pastas e dos arquivos são exibidas no pequeno visor frontal da torre.


Chegando à fronteira das portas e conexões, temos o Bluetooth. Com suporte a transmissão LDAC de alta qualidade, a MHC ainda permite que até 3 smartphones sejam conectados simultaneamente, permitindo que várias pessoas possam controlar a reprodução. Além disso, é possível conectar até 50 sistemas de áudio domésticos através do Bluetooth, sincronizando a execução das músicas e a iluminação, aumentando o tamanho da festa.

Conclusão

Por fim, a Sony MHC-V02 pode ser uma excelente opção para você que quer uma caixa de som portátil e versátil sem renunciar uma boa qualidade sonora. Com acabamento em plástico duro dispondo de alças para carregar, painel iluminado que pode ser desligado facilmente, entrada de energia bivolt e suporte para tripé para posicionamento elevado, esse sistema de som pode ser a peça que faltava na sua reunião familiar ou naquela festa com os amigos; isso por um preço que ronda a faixa dos mil reais.

Ofertas

E aí, se interessou? Acesse um dos links abaixo para comprar a sua e não esqueça de usar o cupom de desconto TUDOCELULAR para garantir uma boa oferta na loja oficial da Sony! Além disso, não esqueça de contar para a gente, aqui nos comentários, o que mais chamou a sua atenção na MHC-V02; queremos saber a sua opinião. ;)

Sony | Music Center

Desenvolvedor: Sony Home Entertainment

Grátis

Tamanho: Varia de acordo com a plataforma

Android

Fiestable

Desenvolvedor: Sony Home Entertainment

Grátis

Tamanho: Varia de acordo com a plataforma


20

Comentários

Sony MHC-V02: a caixa de som portátil mais versátil do mercado? | Análise / Review
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Outubro 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular