LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Amazon Fire TV Stick (4K): boa opção com Alexa para deixar sua TV Smart | Análise / Review

31 de maio de 2021 2

Recém-disponibilizado para venda aqui no Brasil, o novo Amazon Fire TV Stick chegou ao país em duas versões – uma “normal” e outra 4K – sob a missão de desbancar a acirrada concorrência do nicho e continuar o pequeno legado criado pela versão anterior.

Mas será que o novo aparelho da gigante do varejo tem o que é necessário para isso? É o que você descobre a seguir nessa análise completa do TudoCelular.com.

Conteúdo da caixa e construção

Antes de começarmos a falar do aparelho, uma observação: essa análise contempla tanto a versão 4K quanto a versão “normal” do Fire TV Stick, já que ambas dispõem basicamente dos mesmos recursos, sendo a única diferença a resolução máxima de reprodução.

O novo Fire TV Stick vem uma caixa laranja relativamente chamativa acompanhando de algumas poucas peças. Junto a ele você encontrará o controle, duas pilhas AA, um cabo extensor de HDMI, um cabo USB e um adaptador de energia para alimentação.

Durante o unboxing ficamos um pouco confusos pensando que não tinha vindo o adaptador e as pilhas para o controle, mas eles só estavam “escondidos” em um compartimento de papelão no fundo da caixa. Vocês não irão mais cair nessa pegadinha.

Tanto o Fire TV Stick quanto o seu controle são construídos em um plástico duro de boa qualidade. O acabamento de ambos é em preto fosco com o logotipo do produto, da Amazon e o botão de navegação do controle destacados em um relevo em black piano; algo que gostamos bastante e que achamos que somou ao design moderno do produto.

Cabo USB, cabo extensor e adaptador de energia seguem o mesmo padrão de qualidade.

Conexões e instalação

Se você tem espaço disponível atrás da sua TV, basta ligar o Fire TV Stick na energia através da sua porta MicroUSB e espetar o aparelho na entrada HDMI do seu televisor; um setup bem minimalista. Mas se não tiver, basta usar o cabo extensor de HDMI que vem junto na caixa e o problema está resolvido, apesar do cabo extra necessário.

Ligado na TV, basta selecionar a entrada HDMI correspondente no televisor e prosseguir com o processo de instalação após algumas prováveis atualizações do sistema do dispositivo. O processo é bastante simples e basta seguir alguns poucos passos para ter tudo funcionando perfeitamente.


Será necessário conectar o dispositivo a uma rede Wi-Fi de 2.4 ou 5GHz e vincular o aparelho a sua conta Amazon – algo que você provavelmente já possui se levado em consideração que efetuou a compra pelo site da marca.

Como o controle possui um sensor infravermelho, o assistente de configuração também lhe guiará por alguns passos para poder controlar alguns elementos básicos da televisão, de um eventual soundbar ou até mesmo de um receptor A/V. Por aqui, ele conseguiu abaixar e aumentar o volume, assim como ligar e desligar uma antiga TV Sony Bravia.

Ou seja, ponto positivo para o dispositivo da Amazon. Afinal, quanto menos controles no sofá, melhor.

Áudio e vídeo

Essa é a parte que separa os dois modelos disponíveis. A diferença entre o modelo 4K e o modelo normal é, basicamente, a resolução máxima de reprodução. Como é de se imaginar, o modelo 4K é capaz de reproduzir vídeos em até 2160p a 60fps, enquanto o modelo mais simples está limitado ao máximo de 1080p, também a 60fps.


Mas como você pode ter notado, citamos que essa é a diferença básica. Os modelos também se diferenciam pelos formatos de áudio e vídeo suportados. Enquanto no modelo mais barato você ficará limitado a um som surround Dolby Atmos Digital + e uma imagem HDR10+, no modelo 4K poderá ir além, com som estéreo de alta qualidade em um sistema 7.1, com imagem Dolby Vision. É claro que para usufruir disso tudo você precisa de equipamento compatível.

Mas independentemente da versão, o fato é que com uma boa conexão, as imagens reproduzidas são excelentes e fluídas, e podem dar uma vida nova àquele seu aparelho antigo com um sistema que já foi esquecido ou que nem é smart.

Controle

Chegamos a um dos pontos-chave do novo Fire TV Stick.

O controle é pequeno e tem boa ergonomia, com um botão central de navegação feito em plástico brilhante, com os outros em emborrachado. Há botões dedicados para acesso rápido de quatro grandes serviços de streaming: Netflix, Amazon Prime, Disney Plus e Amazon Music, para controle das ferramentas do Fire Stick, com guia, home, opções e voltar, e para o controle do televisor, com ligar e desligar e volume.

Mas o botão de maior destaque está localizado na parte superior. Através dele é possível se comunicar com a Alexa – a assistente virtual da Amazon, sendo essa uma das maiores adições em relação à geração passada do Fire Stick. É preciso segurar no botão para falar no microfone embutido no controle; um led acenderá no dispositivo indicando que a assistente está ouvindo.

Sistema

Toda a fluidez vista na versão anterior do Fire TV Stick também é presente aqui. O sistema responde bem aos comandos e não apresenta grandes travamentos, abrindo os aplicativos de forma rápida e eficiente.

Praticamente todos os principais serviços de streaming estão disponíveis e podem ser baixados através da loja de aplicativos da plataforma. Além dos 4 já citados, presentes fisicamente no controle, é possível ter acesso ao Apple TV+, Twitch, Pluto TV, Telecine, Directv GO, Crunchroll, Paramount+, YouTube, Deezer, Spotify e muitos outros!

O Globoplay, que faz grande sucesso no Brasil, no entanto, ainda não está presente oficialmente na plataforma da Amazon, tendo que recorrer a métodos alternativos para utilizar o serviço de streaming da emissora.


Além dos apps de streaming, os quase 6 GB de armazenamento disponíveis ainda podem ser preenchidos com jogos simples, a exemplo de Crossy Road e Asphalt 8. A experiência não se aproxima, nem de perto, da vista em um console ou smartphone, mas pode ter alguma utilidade para passar um tempo de tédio na frente da TV.

A navegação pelo sistema é bem simples e intuitiva. A tela principal apresenta alguns dos principais aplicativos instalados e recomendações de conteúdo baseado no gosto do usuário; sendo que as produções da própria Amazon ganham todo o destaque.

O sistema ainda permite a criação de 6 perfis independentes dentro do próprio Fire Stick, algo positivo para as famílias grandes, com recomendações direcionadas para cada um dos perfis.

Alexa

Mas o grande ponto de destaque fica para a presença da Alexa. A assistente funciona de forma semelhante à vista em outros equipamentos da Amazon, atendendo as solicitações do usuário ao manter pressionado o botão dedicado no controle.

Como o Fire TV Stick fica ligado o tempo todo, já que está conectado a uma fonte de energia separada do televisor, a assistente é capaz de executar tarefas até mesmo com a TV desligada – ligando o aparelho para mostrar a resposta ao usuário. É possível pedir para que a assistente ligue ou desligue o equipamento, abra e feche aplicativos, defina um timer... enfim, todas as opções que já estamos acostumados a ver nesse tipo de serviço.


Um ponto negativo, no entanto, fica para integração do aparelho com o app da Alexa no smartphone. Em nossos testes não foi possível vincular o dispositivo a lista do app, impossibilitando a tarefa de ligar e desligar a TV a distância ou até mesmo pausar um filme ou música pelo celular usando a assistente.

Para realizar tais tarefas sem o controle – ou pelo menos parte delas, é possível recorrer ao aplicativo do Fire TV Stick.

App Fire TV

O aplicativo funciona relativamente bem, mas não traz nenhuma experiência a mais para o usuário, atuando apenas como um controle remoto para o dispositivo. Ele é capaz de se conectar ao aparelho quando ele está ligado, pareando através de um código, e traz grande parte das funções já vistas no controle, com comandos de navegação e entrada de voz.


A maior diferença talvez seja a presença do teclado, que pode lhe economizar um bom tempo em buscas, sendo possível realizar toda a digitação através do app – ao invés de usar os controles de navegação do controle do Fire Stick.

Amazon Fire TV

Desenvolvedor: AMZN Mobile LLC

Gratuito

Tamanho: Varia de acordo com a plataforma

Vale a pena?

Mas então, será que o Fire TV Stick vale a pena? Na nossa opinião, sim, mas alguns pontos precisam ser levantados.

Não há dúvida que o aparelho da Amazon pode ser considerado uma boa escolha para quem busca dar uma sobrevida para uma TV antiga ou até para uma Smart TV obsoleta, já que traz todos os principais serviços de streaming à superfície e, de quebra, praticamente adiciona uma assistente inteligente ao aparelho.

No entanto, há de se avaliar todos os pontos disponíveis. Para quem está pensando em comprar o dispositivo para assistir filmes e séries e ouvir músicas, ok, vá em frente, mas para quem está pensando em jogar, talvez seja melhor pensar em um outro aparelho – da mesma categoria, mas com um preço muito, mas muito acima mesmo, a Apple TV pode soar como uma boa escolha para o fim; apesar de ainda não ser o indicado.

De qualquer forma, tirando esse ponto de lado, as duas versões do Fire TV Stick são uma boa opção frente a rivais como a Mi TV, da Xiaomi, e o Roku Express. No entanto, como o valor fica um pouco acima da concorrência, vale a pena esperar por uma promoção ou até mesmo cogitar um dos aparelhos das rivais, mas de olho em todos os recursos.

Fácil instalaçãoIntegração com AlexaInterface fluidaBotões para controle da TVAdaptador HDMI na caixa
Experiência ruim para jogosSem suporte oficial ao Globoplay

2

Comentários

Amazon Fire TV Stick (4K): boa opção com Alexa para deixar sua TV Smart | Análise / Review
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020