LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Yuzu será encerrado e desenvolvedores pagarão US$ 2,4 milhões à Nintendo

04 de março de 2024 35

Atualização (4/3/2024) - HA

A Nintendo, em sua mais recente ação contra a pirataria de seus produtos, encerrou o Yuzu, um emulador gratuito do Nintendo Switch, juntamente com seu suporte ao Citra, emulador do 3DS. Os desenvolvedores desses projetos, o Tropic Haze, concordaram em fechar o site do Yuzu e pagar à Nintendo US$ 2,4 milhões. A decisão veio após uma batalha legal em que a Nintendo acusou os emuladores de facilitarem a pirataria e o roubo de propriedade intelectual.

O Yuzu e o Citra eram projetos de código aberto desenvolvidos por entusiastas de jogos que buscavam permitir maior acesso aos jogos da Nintendo. No entanto, a Nintendo argumentou que esses emuladores eram usados principalmente para contornar as proteções de direitos autorais da empresa e vazar conteúdo de jogos antes do lançamento oficial.


A decisão dos desenvolvedores de encerrar os projetos e pagar à Nintendo demonstra o peso das acusações legais e o custo associado à luta contra uma empresa tão poderosa quanto a Nintendo. A remoção dos repositórios de código do GitHub sinaliza o fim iminente dos emuladores.

Os usuários do subreddit r/yuzu correram para baixar as últimas versões do Yuzu antes que fossem permanentemente removidas. O encerramento do Patreon do Yuzu também foi anunciado, indicando o impacto financeiro direto sobre os desenvolvedores.

Embora projetos de pirataria raramente sejam lucrativos, o Yuzu estava gerando cerca de US$ 28.000 por mês no Patreon. No entanto, esses ganhos não foram suficientes para enfrentar os custos legais associados à batalha contra a Nintendo.

Com o fechamento do Yuzu e do Citra, os fãs de emulação da Nintendo agora enfrentam um vazio em sua comunidade, enquanto a Nintendo continua sua busca agressiva contra a pirataria de seus jogos e consoles.

Texto original (28/2/2024)

Más notícias para as pessoas que se interessam por emulação. Isso porque a Nintendo está processando a empresa por trás do programa Yuzu e exige até mesmo que o software seja encerrado de forma definitiva. A ação foi aberta no Tribunal Distrital dos Estados Unidos de Rhode Island.

No caso, o processo foi aberto contra a Tropic Haze, companhia que opera o aplicativo nos dias atuais. De acordo com a Big N, o app facilita a pirataria em uma escala colossal e chegou a citar o exemplo do game The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom, que somou mais de um milhão de downloads antes de chegar ao Nintendo Switch.

Confira um trecho da declaração preliminar:

A ré e seus agentes estão plenamente cientes do uso de Yuzu por outros para realizar evasão e facilitar a pirataria em uma escala colossal. Quanto à evasão, o site da Yuzu reconhece que as chaves de descriptografia do Nintendo Switch (as prod.keys) são necessárias para descriptografar jogos e inclui links para software que extrai ilegalmente essas chaves do Nintendo Switch. Quanto à pirataria, por exemplo, um grande jogo recente da Nintendo, The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom, foi distribuído ilegalmente uma semana e meia antes de seu lançamento pela Nintendo. Cópias infratoras do jogo que circulavam online podiam ser jogadas em Yuzu, e essas cópias foram baixadas com sucesso de sites piratas mais de um milhão de vezes antes do jogo ser publicado e disponibilizado para compra legal pela Nintendo. Muitos dos sites piratas notaram especificamente a capacidade de jogar o arquivo do jogo em Yuzu. O desenvolvimento e a distribuição da Yuzu pelo Réu ao público contribuem materialmente e induzem esses terceiros a infringir os direitos autorais dos jogos da Nintendo. A ré é, assim, submissamente responsável pela infracção cometida pelos utilizadores a quem distribui Yuzu.


Richard Hoeg é advogado e apresentador do Virtual Legality afirmou que há uma grande chance de a Nintendo ganhar a causa na justiça, visto que o caso foi levado como uma evasão da DMCA. Dessa forma, é bem provável que o Yuzu, com versões para Linux, Android e Windows, tenha suas atividades encerradas devido ao processo.

Vale lembrar que o emulador Skyline também passou por essa situação, encerrando suas operações em meio do ano passado depois de um bloqueio feito pela Big N.


35

Comentários

Yuzu será encerrado e desenvolvedores pagarão US$ 2,4 milhões à Nintendo
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos

Economia e mercado

Vídeo gravado por passageiro mostra interior de aeronave após acidente no Japão; assista